Manus (anatomia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Manus de um roedor, hamster eurasiático Cricetus cricetus.

Manus (Latim para mão) é o termo em zoologia para a porção distal do membro anterior de um animal. Em tetrápodes, é a parte do membro pentadáctilo que inclui os ossos metacarpais e dedos (falanges). Durante a evolução, ele assumiu muitas formas e serviu a uma variedade de funções. Ele pode ser representado pela mão de primatas, a porção inferior do membro frontal de animais com cascos ou a pata dianteira e é representado na asa de aves, morcegos e répteis voadores pré-históricos (pterossauros), a nadadeira dos mamíferos marinhos e o "remo" de répteis marinhos extintos, como os plesiossauros e ictiossauros. Em cefalópodes, manus é a parte final e mais larga de um tentáculo ou braço, e suas ventosas são frequentemente maiores e dispostas de forma diferente daquelas no resto do braço.[1]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Pes (anatomia) - a porção distal do membro posterior de animais tetrápodes.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Kotpal, R. L. (2010). Modern Text Book of Zoology: Vertebrates (em inglês). Meerut, Nova Deli, Índia: Rastogi Publications. ISBN 81-7133-891-7 
Ícone de esboço Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.