Marc Ravalomanana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marc Ravalomanana
Marc Ravalomanana
Presidente de  Madagáscar
Período 6 de maio de 2002
a 17 de março de 2009
Antecessor(a) Didier Ratsiraka
Sucessor(a) Andry Rajoelina
Dados pessoais
Nascimento 12 de dezembro de 1949 (67 anos)
Imerinkasinina, Madagáscar
Primeira-dama Lalao Ravalomanana
Partido Tiako i Madagasikara
Profissão empresário e político

Marc Ravalomanana (Imerinkasinina, 12 de dezembro de 1949) é um comerciante, político e líder religioso malgaxe, foi presidente da república de Madagáscar. Casado e com quatro filhos, nasceu na área metropolitana de Antananarivo, a capital do país.

Autodidata tanto na política como nos negócios, se enriqueceu mediante o sucesso da empresa de produtos lácteos Tiko S. A. Graças aos apoios do Governo malgaxe e do Banco Mundial, conseguiu converter uma empresa familiar numa das maiores corporações empresariais de Madagáscar. Este sucesso como empresário lhe serviu para se ganhar uma reputação de homem emprendedor, que o levaria finalmente à atividade política.

Em 1999, foi eleito prefeito de Antananarivo numa lista independente, denominada Associação Tiako'i Arivo ("Amo a Antananarivo"). Sua etapa como prefeito se caracterizou pelas numerosas obras de melhoria da infraestrutura da capital malgaxe, e medidas para acabar com a pobreza urbana.

Em outubro de 2001, Ravalomanana converteu-se em vice-presidente e principal patrocinador da da Igreja de Jesus Cristo em Madagáscar (Église de Jésus-Christ à Madagascar), FJKM em sua sigla malgaxe), igreja protestante que faz parte do Conselho das Igrejas Cristãs de Madagáscar. Sua participação na vida religiosa do país, unida a sua fama de empresário de sucesso, serviu-lhe para aumentar sua popularidade e para impulsionar sua carreira política, apesar de não fazer parte de nenhum partido político oficial.

Esta popularidade levou-lhe a anunciar sua candidatura às eleições presidenciais do ano de 2001. O anúncio realizou-o numa igreja FJKM em Imerinkasinina, sua localidade natal. A combinação de fervor político, apoiado em sua experiência como prefeito da capital, e religioso, num país onde a maior parte da população professa a fé cristã, lhe converteram no candidato revelação das eleições presidenciais daquele ano.

Foi eleito em dezembro de 2001, em meio a acusações contra o ex-presidente Didier Ratsiraka de fraude eleitoral, tomando posse a 6 de maio de 2002.

Em 17 de março de 2009, Ravalomanana renunciou à presidência do país, após Andry Rajoelina retirar Ravalomanana do cargo a força.[1][2]

Referências

  1. (em português) Rajoelina assume governo provisório de Madagascar após renúncia do presidente, G1, 17 de março de 2009.
  2. (em inglês) Madagascan president hands power to military, CNN.com, 17 de março de 2009.
Precedido por
Didier Ratsiraka
Presidente de Madagáscar
2002 - 2009
Sucedido por
Andry Rajoelina
Presidentes de Madagáscar
Flag of Madagascar.svg

Philibert Tsiranana (1960 - 1972) | Gabriel Ramanantsoa (1972 - 1975) | Richard Ratsimandrava (1975) | Gilles Andriamahazo (1975)
Didier Ratsiraka (1975 - 1993) | Albert Zafy (1993 - 1996) | Norbert Ratsirahonana (1996 - 1997) | Didier Ratsiraka (1997 - 2002) | Marc Ravalomanana (2002 - 2009) | Andry Rajoelina (2009 - 2014) | Hery Rajaonarimampianina (2014 - presente)