Marcas galesas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mapa do século XIV mostrando senhorios das marcas

As marcas galesas (em inglês: Welsh Marches; em galês: Y Mars; em latim: Marc(h)ia Walliae) são uma região geográfica vagamente definida nas proximidades da fronteira entre o País de Gales e a Inglaterra, tradicionalmente administradas pelos senhores-das-marcas,(em inglês: lords-marches).[1] com a autoridade máxima sendo o Conselho de Gales e das Marcas[2] até a abolição deste em 1689.[3]

O termo hoje é legalmente obsoleto, mas ainda é utilizado em referência a alguns condados ingleses perto de Gales, particularmente Shropshire e Herefordshire,[4] mas por vezes também partes de Powys,[5] Monmouthshire[6] e Wrexham.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Wikisource-logo.svg Vários autores (1911). «Wales». In: Chisholm, Hugh. Encyclopædia Britannica. A Dictionary of Arts, Sciences, Literature, and General information (em inglês) 11.ª ed. Encyclopædia Britannica, Inc. (atualmente em domínio público) 
  2. Marriott, John Arthur Ransome (1938). This Realm of England. [S.l.: s.n.] 
  3. Davies, John (1993). A History of Wales. [S.l.]: Penguin. ISBN 0-14-028475-3 
  4. «The Marches». The Marches Local Enterprise Partnership (em inglês) 
  5. «The Autumn Epic». The Guardian (em inglês). 3 de março de 2007 
  6. «Discover Herefordshire and the Southern Marches». Countryfile (em inglês). 1 de abril de 2011 
  7. «Chirk Castle». National Trust 
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Inglaterra é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre a geografia de Gales é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.