Marco Mécio Céler

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marco Mécio Céler
Cônsul do Império Romano
Consulado 101 d.C.

Marco Mécio Céler (em latim: Marcus Maecius Celer) foi um político e militar romano nomeado cônsul sufecto para o nundínio de abril a maio de 101 com Caio Sertório Broco Quinto Serveu Inocente. Era oriundo da Hispânia Tarraconense[1]. No final do reinado de Domiciano, por volta de 94, foi legado de uma legião na Síria e o poeta Estácio dedicou um poema à sua partida[2].

Origem[editar | editar código-fonte]

Como os elementos finais de seu nome são os mesmos dos do cônsul em 100, Lúcio Róscio Eliano Mécio Céler, alguns especialistas sugerem que os dois eram irmãos[1] e que este teria sido adotado por um Lúcio Róscio. Porém, Olli Salomies endossa a hipótese de Ronald Syme de que ele seria filho de Marco Róscio Célio, cônsul em 81, que se casou com uma tia do cônsul em 101 e que o nome dela passou para o filho do casal. Assim, ao invés de irmãos, os dois Mécios Céleres seriam primos[3][4].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Cônsul do Império Romano
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Precedido por:
'Trajano III

com Sexto Júlio Frontino III
com Lúcio Júlio Urso III (suf.)
com Marco Márcio Mácer (suf.)
com Caio Cílnio Próculo (suf.)
com Lúcio Herênio Saturnino (suf.)
com Pompônio Mamiliano (suf.)
com Quinto Acúcio Nerva (suf.)
com Lúcio Fábio Tusco (suf.)
com Caio Júlio Cornuto Tértulo (suf.)
com Caio Plínio Cecílio Segundo (suf.)
com Lúcio Róscio Eliano Mécio Céler (suf.)
com Tibério Cláudio Sacerdos Juliano (suf.)

Trajano IV
101

com Quinto Articuleio Peto II
com Sexto Ácio Suburano Emiliano (suf.)
com Caio Sertório Broco Quinto Serveu Inocente (suf.)
com Marco Mécio Céler (suf.)
com Lúcio Arrúncio Estela (suf.)
com Lúcio Júlio Marino Cecílio Simplex (suf.)

Sucedido por:
'Lúcio Júlio Urso Serviano II

com Lúcio Licínio Sura II
com Lúcio Fábio Justo (suf.)
com Tito Dídio Segundo (suf.)
com Lúcio Publílio Celso (suf.)
com Lúcio Antônio Albo (suf.)
com Marco Júnio Hômulo (suf.)


Referências

  1. a b Der Neue Pauly, Stuttgardiae 1999, T. 7, c. 636.
  2. Estácio, Silves, III, 2.
  3. Olli Salomies, Adoptive and polyonymous nomenclature in the Roman Empire, (Helsinski: Societas Scientiarum Fenica, 1992), p. 134
  4. Der Neue Pauly, Stuttgardiae 1999, T. 10, c. 1137