Maria Dauerer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maria Dauerer
Nascimento 6 de novembro de 1624
Gotemburgo
Morte 24 de março de 1688 (63 anos)
Estocolmo
Cidadania Suécia
Ocupação farmacêutica
COA-family-sv-von Schoting.png

Maria Dauerer (16241688) foi uma farmacêutica sueca. É a primeira farmacêutica conhecida na Suécia.

Filha do vereador de Gotemburgo Timon van Schoting e Clara du Rées, casou-se em 1646 com o boticário Georg Christian Daurer (1618-1664), que no mesmo ano adquiriu a farmácia Markattan em Estocolmo. Durante os últimos anos de vida de seu marido ela administrou a farmácia porque ele estava acamado e doente, e após sua morte ela herdou a farmácia e a licença de trabalho de acordo com os regulamentos em vigor. Ela administrou a farmácia até 1682, quando se aposentou em favor de seu genro Jakob Leonard Allmacher (1652-1724).[1]

No século XVII as únicas farmacêuticas mulheres eram viúvas que herdavam a licença de seus maridos falecidos. Este privilégio foi abolido em 1873, após o qual todos os farmacêuticos deveriam ser formalmente treinados como tal, uma educação que foi aberta para mulheres em 1891, sendo a primeira formada Märtha Leth.

Referências

  1. Levertin Alfred, Schimmelpfennig Carl Fredrik Vilhelm, Ahlberg Karl, red (1910-1918). Sveriges apotekarhistoria från konung Gustaf I:s till närvarande tid. Bd 1, Stockholms stad, Stockholms län, Uppsala län, Södermanlands län, Östergötlands län, Jönköpings län, Kronobergs län. Stockholm: Ernst Westerbergs boktr.