Suecos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Setembro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Suecos
Svenskar
12-swedes-version2.jpg
Brígida da SuéciaAnders CelsiusCarl LinnaeusAlfred NobelSelma LagerlöfDag HammarskjöldGreta GarboAstrid LindgrenIngmar BergmanBjörn UlvaeusCarl SandburgAnnika Sörenstam
População total

~ 8 500 000

Regiões com população significativa
 Suécia 7 975 000
 Estados Unidos 150000
 Reino Unido 90000
 Noruega 90000
Flag of Spain.svg Espanha 90000
 França 30000
 Alemanha 23000
 Tailândia 20000
 Finlândia 15000
 Dinamarca 15000
 Itália 12000
Línguas

Língua nacional
Sueco
Línguas minoritárias

Sami, Meänkieli, Romani, Yddish e Finlandês
Religiões
Maioritariamente protestantes luteranos, membros da Igreja da Suécia
Grupos étnicos relacionados
Dinamarqueses, Noruegueses, Finlandeses e Islandeses

Os suecos (em sueco: svenskar) são um povo escandinavo que habita a Suécia, um país situado no lado leste da Península da Escandinávia. Falam maioritariamente o sueco, uma língua germânica. A maioria é protestante de matriz luterana. [1] [2] [3]

A Suécia na Europa

A população total da Suécia ascendia a 9 875 378 habitantes em 31 de março de 2015.
A esperança média de vida está atualmente acima dos 80 anos - 84 anos para as mulheres e 80 para os homens, sendo a mais elevada na Halland e a a menos elevada em Norrbotten.
Em 1800, cerca de 90% dos habitantes do país viviam no campo. Hoje vivem mais de 85% nas cidades. [3] [4] [5]

Entre 1850 e 1930, emigrou para os Estados Unidos mais de 1 milhão e meio de Suecos. Depois do fim da Segunda Guerra Mundial em 1945, a Suécia recebeu pelo contrário um elevado número de imigrante, que atualmente constituem uns 15% da população.[6] [3]

Num sentido mais abrangente, são suecos todos aqueles que têm a cidadania sueca, incluindo por consequência os suecos residentes no estrangeiro (utlandssvenskar), os imigrantes naturalizados suecos, assim como os suecos falantes de línguas minoritárias oficiais da Suécia.[7] [8]

Minorias nacionais da Suécia[editar | editar código-fonte]

As minorias nacionais suecas, com língua oficialmente reconhecida, são: [9]

Referências

  1. «Sueco». Infopédia. Consultado em 17 de maio de 2015. 
  2. «Sueco». Aulete Digital. Consultado em 17 de maio de 2015. 
  3. a b c Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Sverige i tiden - Svenskarna som statistik». Bonniers uppslagsbok (em sueco) (Estocolmo: Albert Bonniers Förlag). p. 1143. ISBN 91-0-011462-6. 
  4. «A esperança média de vida em Portugal está acima dos 80 anos». TSF. Consultado em 5 de junho de 2016. 
  5. «Medellivslängd efter kön 1960−2015 och prognos 2016−2060» (em sueco). Instituto Nacional de Estatística da Suécia. Consultado em 5 de junho de 2016. 
  6. «Befolkningsstatistik (Estatística da População (em sueco). Instituto Nacional de Estatística da Suécia (Statistiska centralbyrån). Consultado em 4 de junho de 2016. 
  7. Arne Schöldström e Ann-Sophie Gleisner. «Medborgarskap - Svenskt medborgarskap» (em sueco). Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 17 de maio de 2015. 
  8. «Skatten sämst enligt utlandssvenskar». Göteborgs-Posten [S.l.: s.n.] 5 de março de 2016. ISSN 1103-9345. Consultado em 5 de março de 2016. 
  9. Frans af Schmidt. «Nationell minoritet» (em sueco). Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 17 de maio de 2015. 

Ver também[editar | editar código-fonte]