Marie-Louise Meilleur

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Marie-Louise Meilleur
Conhecido(a) por
  • Pessoa viva mais velha do mundo (1997-1998)
  • Quarta pessoa que mais tempo viveu do mundo
  • Pessoa mais velha da história do Canadá
Nascimento 29 de agosto de 1880
Kamouraska, Quebec,  Canadá
Morte 16 de abril de 1998 (117 anos)
Corbeil, Ontário,  Canadá
Nacionalidade canadiana
Progenitores Mãe: Febronie Levesque (1852–1912)
Pai: Pierre Chassé (1849–1911)
Cônjuge Etienne Leclerc (1900–1911)
Hector Meilleur (1915–1972)
Filho(s)
  • Marie-Louise (1901–1940)
  • Marie-Julienne (1902-1903)
  • Marie-Albertine (1904-1904)
  • Gerard (1906–1986)
  • Gabrielle (1908–2004)
  • Maurice (1910–1973)
  • Ernest (1916–2005)
  • Pauline (1918–1980)
  • Olive (1920–2010)
  • Christie (1922–1987)
  • Alfred (1924–1986)
  • Rita (1925–2011)
Causa da morte coágulo de sangue

Marie-Louise Meilleur (Kamouraska, 29 de Agosto de 1880Corbeil, 16 de Abril de 1998) foi, entre Agosto de 1997 e a data do seu falecimento, a pessoa mais velha do mundo, tendo falecido aos 117 anos e 230 dias. Era natural da província canadiana do Quebec. Foi Decana da Humanidade de 4 de Agosto de 1997 até a data de seu falecimento. Sucedeu-lhe no título Sarah Knauss, de 117 anos de idade. Marie-Louise é a pessoa mais velha da história do Canadá e a quarta pessoa mais velha na história do mundo, depois de Jeanne Calment, Sarah Knauss e Lucy Hannah.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Marie-Louise nasceu em Kamouraska, Quebec, em 1880, a filha dos pescadores Pierre Chassé (1849–1911) e Febronie Levesque (1852–1912). De acordo com sua família, ela tinha algum ancestral nativo americano. Aos 18 anos, casou-se com Etienne Leclerc (1872–1911), outro pescador de sua aldeia. Depois que ele, dois de seus filhos e seus dois pais morreram em 1911 e 1912, ela deixou duas de suas quatro crianças sobreviventes em 1913 e mudou-se para a fronteira rural de Ontário. Só uma vez, em 1939, ela voltou para a área de Quebec. Ela se casou em 1915, com Hector Meilleur (1879–1972), um lenhador franco-ontário, e com ele, ela teve mais 6 filhos. Ela morava em Deep River. Aos 107 anos de idade, ela deixou para uma casa de repouso em East Ferris. De seus 12 filhos, apenas quatro sobreviveram a ela. Ela tinha 85 netos, 80 bisnetos, 57 trinetos e quatro tataranetos. Marie-Louise fumava tabaco até os noventa anos.

Ela se tornou a pessoa viva mais velha do Canadá em 20 de março de 1993, após a morte de Lillian Ross, e se tornou a pessoa viva mais velha do mundo em 4 de agosto de 1997, após a morte de Jeanne Calment. Ela morreu de um coágulo de sangue em 16 de abril de 1998 aos 117 anos, em Corbeil, Ontário, um de seus filhos também morava no mesmo lar de idosos, e sua filha mais velha, Gabrielle Vaughan, tinha 90 anos. Ela foi enterrada ao lado de seu segundo marido em Swisha, onde ela tinha vivido anteriormente.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Jeanne Calment
Pessoa mais velha do mundo
4 de agosto de 199716 de abril de 1998
Sucedido por
Sarah Knauss
Precedido por
Lillian Ross
Pessoa mais velha do Canadá
20 de março de 199316 de abril de 1998
Sucedido por
Marie-Louise Meunier
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.