Meia-vida biológica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A meia-vida biológica ou semi-vida biológica é o tempo necessário para que metade de uma substância seja removida do organismo por um processo químico ou físico. A meia-vida biológica é um parâmetro farmacocinético muito importante e é geralmente denotada pela abreviação t1/2.

Medicamentos biológicos como anticorpos e moléculas complexas, têm, em geral, meias-vidas mais longas que medicamentos sintéticos e semi-sintéticos. Medicamentos oncológicos, mesmo com meias-vidas curtas, podem ter efeitos a longo prazo, a despeito de terem sua ação logo após a infusão dos medicamentos[1].

  1. «Em quanto tempo a quimioterapia sai do corpo e melhoram os efeitos colaterais?». Dr. Felipe Ades MD PhD - Oncologista. 6 de novembro de 2017