Meningoencefalite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Meningoencefalite por Haemophilus influenzae

Meningoencefalite é um processo inflamatório que envolve o cérebro e meninges, produzido, muitas vezes, por organismos patogênicos que invadem o SNC (sistema nervoso central), e ocasionalmente por toxinas, problemas auto-imunes e outras condições. Caracteriza-se pelo desenvolvimento de síndrome de irritação meníngea e identificada pela elevação do número de células no líquido cefalorraquidiano (LCR).

Causas[editar | editar código-fonte]

Existem muitas possíveis causas entre bactérias, vírus, protozoários e outros agentes[1]:

Bacteriana
Viral
Protozoários
Outros

Diagnóstico[editar | editar código-fonte]

Exames de imagem como Tomografia computadorizada, Ressonância nuclear magnética, Eletroencefalografia combinados com exames de sangue e LCR para buscar antígenos ou anticorpos (ELISA, PCR).

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Depende da causa obviamente. Antibióticos para bactérias e protozoários, antivirais, para vírus, antifúngico para fungos, interromper/mudar o medicamento se a causa é farmacológica, etc. Porém é uma doença muito grave e frequentemente fatal mesmo com tratamento.

Casos notáveis[editar | editar código-fonte]

Foi a causa da morte de um popular apresentador de TV britânico Christopher Price. [2]

Em maio de 2009, o ex-primeiro-ministro de Nova Gales do Sul (Austrália) Morris Iemma, foi admitido no hospital com meningoencefalite. [3]

Pesquisas médicas recentes indicam que essa foi a causa da cegueira de Mary Ingalls (irmã mais velha de Laura Ingalls) e não não escarlatina como o livro indica. [4][5][6][7]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. http://www.ninds.nih.gov/disorders/encephalitis_meningitis/detail_encephalitis_meningitis.htm
  2. «Apresentador morto por infecção rara». BBC News. 19 de junho de 2002. Consultado em 23 de junho de 2015 
  3. Silmalis, Linda (28 de junho de 2009). «Paralisado, Iemma, luta para voltar a andar». The Daily Telegraph. Consultado em 23 de junho de 2015 
  4. Allexan, Sarah S.; Byington, Carrie L.; Finkelstein, Jerome I.; Tarini, Beth A. (2013). «Cegueira em Walnut Grove: Como Mary Ingalls perdeu a visão?». Pediatrics. peds.2012-1438 
  5. Dell'Antonia, KJ (4 de fevereiro de 2013). «Escarlatina provavelmente não cegou Mary Ingalls». New York Times. Consultado em 23 de junho de 2015 
  6. Serena, Gordon (4 de fevereiro de 2013). «Infecção equivocada em 'On The Prairie'?». U.S. News and World Report. Consultado em 23 de junho de 2015 
  7. «O que realmente cegou Mary Ingalls?». NBC News. 4 de fevereiro de 2013 

Ver também[editar | editar código-fonte]