Mitra do sumo sacerdote de Israel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Sumo Sacerdote em seu vestuário de Ouro vestindo o turbante sacerdotal na cabeça. O sacerdote de joelho ao lado dele está usando o migbahat cônico.
Outra visão do turbante sacerdotal.

O mitra turbante sacerdotal (em hebraico mitznefet מִצְנֶפֶת) é a cobertura da cabeça usada pelo Sumo Sacerdote de Israel, quando ele servia no Tabernáculo e no Templo em Jerusalém.

A palavra tem sido traduzida como "mitra" ou "touca". Era provavelmente um "turbante", como a palavra vem da raiz "quebrar".

O turbante sacerdotal usado pelo Sumo Sacerdote era muito maior do que as coberturas usadas pelos sacerdotes e girava para que ela formasse grande turbante de topo achatado, assemelhando-se a afloração de uma flor. A cobertura na cabeça dos kohanim era diferente, sendo envolta, para que formasse um turbante em forma de cone, chamado de migbahat.

O coroa de ouro foi anexado ao turbante sacerdotal por meio de dois conjuntos de cordas azuis: um passando por cima do topo da cabeça e o outro em torno dos lados da cabeça ao nível das orelhas.

De acordo com o Talmude, o uso do mitznefet expiava o pecado da arrogância por parte dos filhos de Israel (B.Zevachim.88b).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências