Expiação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
Expiação é uma palavra que vem do Latim: expiatione. A palavra expiação encontra-se poucas vezes na Bíblia, mas o conceito da expiação constitui o assunto principal do Antigo e do Novo Testamento.  Palavras mais conhecidas como reconciliação, propiciatório, sangue, remissão de pecados e perdão estão diretamente relacionadas com esse tema.

Cristianismo[editar | editar código-fonte]

Expiação quer dizer cobrir, expiar, reconciliar, pacificar. No sentido de cobrir, a expiação significava, no antigo Israel, tomar um cordeiro e sacrifica-lo para cobrir o pecado (cf. Lv 4, 13-21). A expiação em Israel começava pelo sacerdote e sua casa, que oferecia um novilho em sacrifício pelo pecado. Em seguida, eram tomados dois bodes, e um deles seria enviado para o deserto como expiação, no intuito de levar o pecado do povo. O outro bode era sacrificado e seu sangue espergido no propiciatório, cobrindo o pecado do povo. (cf. Lv 16). Esses acontecimentos ocorriam uma vez por ano, no grande Dia da Expiação, no qual o sacerdote entrava no Santo dos Santos para a expiação. Até hoje, é comemorado o ''Yom Kippur" pelos judeus, o Dia da Expiação, ou Dia do Perdão.

Outras doutrinas[editar | editar código-fonte]

O Espiritismo refere o termo ao ajuste dos débitos do passado, consequência dos maus actos praticados, diferente de provação, pedidas para o aperfeiçoamento da fé e elevação do nosso Espírito. Toda a expiação é uma prova, mas nem toda a prova é uma expiação(do passado). A expiação fecha as portas do passado e a provação abre novas portas para o futuro.
No Judaísmo, a expiação tradicionalmente era alcançada através de rituais praticados por um alto sacerdote (Cohen) no dia mais sagrado do ano judeu: o Yom Kippur (Dia da Expiação).

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.