Mon (povo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Membros da nova geração em costumes folclóricos

O povo mon ou, aportuguesando, mom[1] (tailandês: มอญ) são um grupo étnico de Birmânia, que vive predominantemente no Estado Mon, Divisão Bago, Delta de Irrawaddy, e ao longo da fronteira sul entre a Tailândia e a Birmânia. Um dos primeiros povos a residir no sudeste asiático, o povo Mon foi responsável pela expansão do budismo Theravada nas atuais Birmânia e Tailândia. Na Birmânia, a cultura Mon é considerada uma influência importante na cultura birmanesa dominante.

Da mesma forma que os Mon orientais foram absorvidos pela sociedade tailandesa/siamesa há muito tempo, os Mon ocidentais da Birmânia vêm sentindo a mesma pressão de assimilação. Na Birmânia, os Mon estão lutando para manter a cultura e língua Mon e a autonomia política. Tendo sido no passado o grupo etnolinguístico predominante na Baixa Burma, hoje em dia existem menos de um milhão de falantes da língua Mon.[2] A maioria dos falantes vivem no Estado de Mon, seguido da Região de Tanintharyi e no Estado de Kayin.[3] A maioria dos Mon fala e são alfabetizados apenas na língua birmanesa, e são frequentemente contados como a maioria Bamar, os descendente Mon são entre dois e oito milhões

História[editar | editar código-fonte]

História antiga[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Correia, Paulo (Primavera de 2019). «Duxambé, Chechénia e os estados Xã e Chim» (PDF). Sítio web da Direcção-Geral da Tradução da Comissão Europeia no portal da União Europeia. A Folha — Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias (n.º 59): 5-14. ISSN 1830-7809. Consultado em 8 de julho de 2019 
  2. Gordon, Raymond G., Jr. (2005). «Mon: A language of Myanmar». Ethnologue: Languages of the World, Fifteenth edition. SIL International. Consultado em 5 de julho de 2014 
  3. Dr. SM. «The Mon Language (An endangered species)». Monland Restoration Council. Consultado em 5 de julho de 2014. Arquivado do original em 7 de abril de 2013