Montes Sayan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Montanhas da Rússia, Mongólia, Cazaquistão e China
A Rocha Pendurada, Sayan ocidentais, Montes Ergaki
Lago Gornyh Duhov - Sayan ocidentais, montanhas Ergaki

Os montes Sayan (em russo: Саяны; em mongol: Саяны нуруу; montes Kokmen durante o período de Goturcos[1]) são uma cadeia de montanhas entre o noroeste da Mongólia e o sul da Sibéria, Rússia.

Os montes Sayan orientais se estendem por 1000 km do Rio Ienissei a 92°E até ao extremo sudoeste do Lago Baikal a 106°E. Os montes Sayan ocidentais representam a continuação oriental dos Montes Altai, e se estendem por 500 km de 89°E até ao meio dos Sayan orientais a 96°E. [2]

Os picos bastante elevados e os lagos frios dos montes Sayan dão origem aos afluentes que se juntam para tornar-se um dos maiores rios da Sibéria, o rio Ienissei, que flui no sentido sul-norte por mais de 1200 km para o Oceano Ártico. Esta é uma área protegida e isolada, que foi mantida fechada pela União Soviética desde 1944.[3]

Referências

  1. Bartold, V. V. (1935) 12 Vorlesungen uber die Geschichte der Turken Mittelasiens Deutsche Gesellschaft für Islamkunde, Berlim, p.46, OCLC 3673071
  2. «Sayan Mountains». Consultado em 25 de dezembro de 2006 
  3. «Tuva and Sayan Mountains». Geographic Bureau - Siberia and Pacific. Consultado em 26 de outubro de 2006 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Montes Sayan