Morfologia matemática

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Morfologia Matemática (MM) é um modelo teórico para as imagens digitais construídas em cima da teoria dos reticulados e da topologia . É o fundamento do processamento de imagem morfológico, que é baseado nos operadores de deslocamento-invariante (translação invariante) baseados principalmente na adição de Minkowski.

Este modelo foi desenvolvido originalmente para imagens binárias, visto como subconjuntos de Z2 (ou Zd, para qualquer dimensão d), e foi posteriormente estendido com sucesso às imagens em tons de cinza.

É possível o estudo de objetos (imagens) tendo como base a forma, geometria e topologia. A base matemática está relacionada à Teoria de Conjuntos, topologia, geometria, álgebra (Teoria dos Reticulados), probabilidades, conjunto fechado aleatórios, funções. Tem como características o fato de ser não linear e não inversível. Hoje há inúmeras aplicações para a morfologia matemática, podendo ser usada inclusive para imagens coloridas.[1]

Literatura Recomendada[editar | editar código-fonte]

  1. SERRA, J. Image Analysis and Mathematical Morphology. Academic Press, , 1982.
  2. SERRA, J. Image Analysis and Mathematical Morphology, Volume 2: Theoretical Advances. Academic Press, , 1988.
  3. SOILLE, P. Morphological Image Analysis. Springer Verlag, , 1999.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Block, Isabelle. «Mathematical Morphology» (PDF). Télécom ParisTech. Consultado em 23/02/2016.