EMI Records Japan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Nayutawave Records)
Ir para: navegação, pesquisa
EMI Records Japan
Parentesco Universal Music Group
Fundação Abril de 2013
Distribuidor(es) Universal Music Japan
Gênero(s) Diversos
País de origem  Japão
Página oficial www.universal-music.co.jp/emi-records/
www.universal-music.co.jp/virgin-records/

EMI Records Japan é uma gravadora japonesa que atua como subselo da Universal Music Japan. Foi fundada em abril de 2003 e é sucessora da empresa EMI Music Japan. A sede está localizada no escritório principal da Universal Music Japan em Aoyama, Minato, Tóquio. Desde fevereiro de 2014, o subselo foi divido em dois títulos separados: EMI Records, que é associado a Nayutawave Records e contém mais da metade dos artistas da EMI Records Japan e EMI R, que contém os demais artistas da EMI Records Japan. Em julho de 2014, a EMI R foi renomeada para Virgin Records.

História[editar | editar código-fonte]

Após a Comissão Europeia aprovar a aquisição da EMI pela Universal Music Group em 21 de setembro de 2012,[1] houve a reestruturação e mudanças nos selos das gravadoras EMI sob a Universal Music a partir de 28 de setembro de 2012, quando a incorporação foi aprovada.[2] Em 15 de janeiro de 2013, o presidente da Universal Music Japan, Kazuhiko Koike, assumiu o posto de CEO da EMI Music Japan,[3][4] controlando efetivamente ambas as empresas até a integração da EMI Records Japan na Universal Music Japan como um subselo em 1 de abril de 2013.[5] Koike, por sua vez, afirmou que a fusão teve um efeito ruim em termos de seu repertório internacional e da sua ocupação profissional.[6] Os artistas da antiga empresa continuaram a liberar materiais sob a Universal Music, porém ainda mantendo o código de catálogo TOCT. Desde outubro de 2013, o catálogo TOCT não é mais utilizado, sendo substituído por TYCT (para artistas originais da EMI Records) e UPCH (para artistas da Nayutawave Records). Em fevereiro de 2014, a Universal Music Japan fez uma grande reorganização das sub gravadoras: mais da metade dos artistas da EMI Records Japan que foram transferidos da Nayutawave Records começaram a utilizar o selo EMI Records e os demais artistas começaram a utilizar o selo EMI R.[7] Em junho de 2014, os artistas que foram transferidos da Nayutawave para a EMI Records começaram a utilizar o código de catálogo UPCH.[8] Em 14 de abril de 2014, a Universal Music Japan anunciou a parceria conjunta da EMI R e das sub gravadoras Universal International e Delicious Deli Records, formando a Virgin Music.[9] Em julho de 2014, a EMI R foi renomeada para Virgin Records.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]