Nazianzo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Nazianzo (em grego: Ναζιανζός; em latim: Nazianzus) é uma sé titular na antiga província romana da Capadócia.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Nazianzo era uma pequena cidade cuja história é completamente desconhecida. Ela se tornou a aldeia turca de Nenizi, a oeste de Aksaray (antiga Arquelau), no distrito de Berkalar e próxima de Güzelyurt, na atual província de Aksaray (vilaiete de Cônia no Império otomano), às vezes incorretamente identificada como sendo a Diocesareia.[1]

História Eclesiástica[editar | editar código-fonte]

No início do século IV, Nazianzo era subordinada a Cesareia. Sob o imperador Valente, ela era parte da Capadócia Segunda, cuja capital era Tiana. Depois, ela ficou dependente da Capadócia Tércia e seu metropolita em Mocisso. Finalmente ela se tornou uma sé metropolita sob Diógenes.[1]

Até o ano de 1200, quatorze de seus bispos eram conhecidos. O nome da vila está inseparavelmente ligado ao seu ilustre filho, poeta e doutor, Gregório de Nazianzo, filho de um antigo bispo local, e que se tornaria bispo de Constantinopla e é um dos Doutores da Igreja.[1]

Arianzo[editar | editar código-fonte]

Arianzo, por vezes confundida com Nazianzo, era uma propriedade da família de Gregório de Nazianzo, situada a pouca distância de Nazianzo, onde é hoje Güzelyurt (antiga Carbala), onde o imperador Teodósio I mandou construir uma igreja ainda existente para Gregório.[2]

Referências

  1. a b c d Wikisource-logo.svg "Nazianzus" na edição de 1913 da Enciclopédia Católica (em inglês). Em domínio público.
  2. Ramsay, William Mitchell. The Historical Geography of Asia Minor (em inglês). 2010 (1ª edição; 1890). Cambridge: Cambridge University Press. p. 285. 576 páginas. ISBN 9781108014533. Consultado em 24 de julho de 2011 
Ícone de esboço Este artigo sobre cristianismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.