Nicho (arquitetura)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Nicho)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja nicho (desambiguação).
Madonna e o Menino num nicho da Catedral de Bruges, Bélgica.

Nicho é a reentrância feita na parede que pode ter diversos formatos, como quadrado, retangular e redondo, e podem ser revestidos de madeira, pedra, vidro ou gesso.[1][2]

Pode ser utilizado para abrigar armários, prateleiras ou guardar eletrodomésticos, e vem ganhando espaço na decoração para ajudar na organização, substituindo as prateleiras. Podem possuir iluminação embutida.[2]

Em banheiros, o nicho pode ser usado dentro do box do chuveiro para abrigar sabonete e xampu.[1]

Em igrejas, templos, é uma reentrância, curva de menores dimensões, nos limites da espessura da parede e que não se projecta para o exterior do edifício, utilizado para a colocação de estátuas ou imagens. Na Catedral Basílica de Nossa Senhora Aparecida, nichos abrigam estátuas e pinturas sacras.[3]

Nicho em Drywall (gesso acartonado)[editar | editar código-fonte]

Atualmente, em construção civil, com o advento do drywall, a construção de nichos foi profundamente facilitada. Esses nichos são utilizados geralmente para o embutimento de televisão com LCD e como murais de quadros, obras de arte e peças em geral que requeiram um destaque, inclusive com iluminação direta. Utiliza-se, também, junto às banheiras ofurôs etc.

Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Nicho (arquitetura)
  1. a b Cabral, Ailim (18 de novembro de 2018). «Nichos trazem beleza e funcionalidade para a decoração». Correio Braziliense. Consultado em 4 de julho de 2021 
  2. a b «Nichos: use a abuse deles na decoração - Clique Arquitetura | Seu portal de Ideias e Soluções». www.cliquearquitetura.com.br. Consultado em 4 de julho de 2021 
  3. «O simbolismo do Nicho de Nossa Senhora Aparecida - A12.com». www.a12.com. Consultado em 4 de julho de 2021