Nouveau réalisme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nouveau réalisme (Novo realismo) foi um movimento artístico fundado em 1960 pelo artista Yves Klein e pelo crítico de arte Pierre Restany por ocasião da primeira exposição coletiva dum grupo de artistas franceses e suíços na galeria Apollinaire de Milão.

Contemporâneo da arte Pop americana e britânica, desenvolve-se em França, sobretudo em Paris, paralelamente a essas tendências, "redefinindo os paradigmas da colagem, do ready-made, e do monocromatismo". O movimento reúne numerosos artistas que partem da utilização de materiais do quotidiano urbano, reciclados e agregados de modo a criar novos significados, novas formas de perceber/apreender o real. Juntamente com o Grupo Cobra, o Independent Group (Londres) e a Internacional Situacionista, o Nouveau réalisme pode ser considerado uma das formações mais importantes da neo-vanguarda europeia do pós-guerra.[1].

O manifesto do movimento – Déclaration constitutive du Nouveau Réalisme –, é assinado por Arman, François Dufrêne, Raymond Hains, Martial Raysse, Daniel Spoerri, Jean Tinguely, Jacques Villeglé, Pierre Restany (que redigiu o manifesto) e Yves Klein a 27 de Outubro de 1960. Esse manifesto constava de uma única frase: "Os Novos Realistas tornaram-se conscientes da sua identidade coletiva; Nouveau Realisme = novas perceções do real".[1]

O movimento seria mais tarde ampliado pela adesão de César, Christo, Gérard Deschamps, Mimmo Rotella e Niki de Saint Phalle, terminando oficialmente em 1970.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Jürgen Becker, Wolf Vostell, Happenings, Fluxus, Pop Art, Nouveau Réalisme. Eine Dokumentation. Rowohlt Verlag, Reinbek 1965.
  • Ulrich Krempel, Nouveau Réalisme. Revolution des Alltäglichen. Hatje Cantz Verlag, Ostfildern 2007, ISBN 978-3-7757-2058-8.
  • Pierre Restany, Manifeste des Nouveaux Réalistes, París, 2007.
  • Nouveau Réalisme. Museum Moderner Kunst Stiftung Ludwig Wien, Verlag für moderne Kunst Nürnberg, 2005. ISBN 3-938821-08-6.
  • Nuevos Realismos: 1957-1962. Estrategias del objeto, entre readymade y espectáculo. Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía, 2010, ISBN 978-84-9026-418-1.

Referências

  1. a b Foster, Hal; Krauss, Rosalind; Bois, Yve-Alain; Buchloh, Benjamin H. D. – Art Since 1900: Modernism, Antimodernism, Postmodernism. London: Thames & Hudson, 2004, p. 434. ISBN 0-500-23818-9
Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.