Nucleófilo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Enolate aldol formation mechanism.svg

Núcleo (representando o caráter positivo dos prótons presentes) + filo (derivado do grego "philo": amor, gostar), Nucleófilo é um reagente que procura um centro positivo. Um nucleófilo é uma base de Lewis, ou seja, um potencial doador de par de elétrons.Qualquer íon negativo ou molécula sem carga com um par de elétrons não compartilhados é um nucleófilo em potencial. Quando um nucleófilo reage com um haleto de alquila, o carbono que o contém o átomo de halogênio é um centro positivo que atrai o nucleófilo. Esse átomo de carbono tem uma carga parcial positiva porque o halogênio eletronegativo puxa os elétrons da ligação carbono-halogênio em sua direção. Nucleófilos usam um par de elétrons para formar um ligação covalente que está presente em uma molécula do produto.


Um nucleófilo é qualquer íon negativo ou qualquer molécula neutra que tenha pelo menos um par de elétrons  não-compartilhados. Por exemplo, tanto os íons hidróxido como as moléculas de água podem agir como nucleófilos, reagindo com os haletos de alquila para produzir álcoois.




.



[1]


Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. SOLOMONS, T. W. Graham (2013). Química Orgânica. Rio de Janeiro: LTC. pp. 237–240