OCA-DLR Asteroid Survey

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Novos asteróides
NEOs descobertos
pelo ODAS.

O OCA-DLR Asteroid Survey (ODAS) foi um projeto científico europeu para procurar por asteróides e cometas.[1] Este projeto foi um trabalho conjunto do Observatoire de la Côte d'Azur (OCA) na França e do Deutsches Zentrum für Luft- und Raumfahrt (DLR) na Alemanha. Eles operaram em cooperação com o esforço global de identificar Near-Earth objects que começou com o Grupo de Trabalho em NEOs, um componente da União Astronômica Internacional.[1]

O projeto começou em outubro de 1996 e parou com as observações em abril de 1999, para uma renovação. Entretanto, o telescópio não foi reaberto desde aquela época.[2]

Observações de pesquisa eram feitas durante a quinzena do mês em que o luar é mínimo — o primeiro e o último quarto do mês lunar.[1] A operação usava um telescópio Schmidt de 90cm localizado próximo à Nice, na França. Uma combinação de uma câmera CCD e um software[3] foi usada para detecção automática de objetos móveis.

O projeto foi responsável pela descoberta de 708 asteróides e de um novo cometa. Deste total, cinco foram classificados como asteróides próximos à Terra e oito como asteróides de Marte.[1]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d Hahn, Gerhard (17 de julho de 2006). «O.D.A.S. Home Page» (em English). European Asteroid Research Node. Consultado em 13 de agosto de 2006 
  2. Paine, Michael (26 de abril de 2000). «Bigger Telescopes Seek Killer Asteroids» (em English). space.com. Consultado em 13 de agosto de 2006 
  3. Hahn, Gerhard (1999). «Image processing and astrometric reduction routines of the OCA-DLR Asteroid Survey (O.D.A.S.)». Acta Historica Astronomiae. 6. 174 páginas 

Ver também[editar | editar código-fonte]