O Massacre de Quios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


O Massacre de Quios
Autor Eugène Delacroix
Data 1824
Técnica óleo sobre tela
Dimensões 260  × 325 
Localização Louvre-Lens, Lens

O Massacre de Quios, pintado por Eugène Delacroix, retrata um episódio tenebroso da guerra travada entre a Turquia e a Grécia, quando os turcos, com extrema crueldade, abusaram de mulheres idosas, mães e crianças, e os sobreviventes foram obrigados a deixar a ilha de Quios. O episódio aconteceu durante a Guerra da Independência da Grécia na cidade de Quios que buscava se libertar dos turcos, no ano de 1822 e estima-se que cerca de 50 mil pessoas morreram por conta das batalhas.

Embora a pintura de Delacroix retratasse um fato ocorrido, o objetivo maior de sua obra é simbólico: mostrar a injustiça e a violência advindas da guerra.

Na composição, a mobilidade dos vencidos contrasta com a movimentação dos vencedores. As vítimas da barbaridade estão arrasadas, com expressões desanimadas e alguns mortos. Mesmo assim, os carrascos fazem questão de mostrar sua força, como é o caso da mulher que é arrastada pelo turco em seu cavalo. O turco que está montado no cavalo tem uma expressão de desprezo pelos gregos. [1]

Referências

  1. «Romantismo: The Massacre at Chios, de Eugene Delacroix». 30 de junho de 2014. Consultado em 27 de junho de 2016