Instituto de Artes de Minneapolis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Instituto de Artes de Minneapolis
Tipo museu de arte
Inauguração 1883 (134 anos)
Website oficial
Geografia
Coordenadas 44° 57' 30.96" N 93° 16' 26.62" O
Cidade Minneapolis
País Estados Unidos

O Instituto de Artes de Minneapolis (em inglês: Minneapolis Institute of Arts) é um museu de arte localizado em Minneapolis, nos Estados Unidos.

O museu foi fundado por iniciativa da Minneapolis Society of Fine Arts em 1883, com o objetivo de divulgar a arte na comunidade. Em 1889 a Society, já com o nome de Minneapolis Institute of Arts, mudou-se para a sua primeira sede permanente, um espaço organizado dentro da Biblioteca Pública de Minneapolis. Uma sede nova e exclusiva foi construída em 1915, um prédio que por si mesmo foi considerado uma obra de arte. Ao longo dos anos o projeto original foi diversas vezes reformado e ampliado.

o Instituto possui um acervo de cerca de oitenta mil obras, abrangendo cinco mil anos da história da arte de todos os continentes e nas mais variadas técnicas. É especialmente rica a coleção de arte asiática, uma das mais importantes dos Estados Unidos. O Instituto exibe obras em caráter rotativo e recebe acervos de outros museus para exposições temporárias.

História[editar | editar código-fonte]

A Sociedade de Belas Artes de Minneapolis foi criada em 1883 com o objetivo de levar as artes à comunidade local. A comunidade, formado majoritariamente por líderes empresariais e profissionais, organizou exposições de arte ao longo da década. Em 1889, a Sociedade, que passou a ser conhecida como Instituto de Artes de Minneapolis, mudou-se para o seu primeiro endereço permanente, dentro da recém-construída Biblioteca Pública de Minneapolis.

O Instituto recebeu doações de Clinton Morrison e William Hood Dunwoody, entre outros, para financiar sua construção. Em 1911, Morrison doou a terra, anteriormente ocupada pela mansão de sua família em Villa Rosa, em memória de seu pai, Dorilus Morrison, para que o instituto juntasse o valor de US $ 500.000 necessário para a construção do prédio. Poucos dias depois, o instituto recebeu uma carta de Dunwoody, que declarou uma doação de $100,000. Alguns dias depois, um jantar beneficente trouxe, em apenas 90 minutos, uma quantia de $ 335,500. [1]

O novo museu, cujo design havia sido feito pela firma McKim, Mead e White, abriu em 1915. O prédio passou a ser reconhecido como um dos melhores exemplos do estilo arquitetônico Beaux-Arts em Minnesota. O historiador de arte Bevis Hillier organizou a exposição Art Deco no museu, apresentada de julho a setembro de 1971, que provocou um ressurgimento do interesse por este estilo artístico. O prédio foi originalmente destinado a ser o primeiro de várias seções, mas apenas a parte da frente foi construída. Vários anexos foram construídos posteriormente de acordo com outros planos, incluindo uma adição de 1974 por Kenzo Tange.[2] Uma expansão projetada por Michael Graves foi concluída em junho de 2006.[3] Antes da expansão mais recente, apenas 4% das quase 100.000 obras do acervo do museu poderiam estar em exibição ao mesmo tempo; agora esse número é de 5%.[2]

Em 2015, o Instituto se relançou, tirando o "s" do final de "Arts", tornando-se apenas Instituto de Arte de Minneapolis e encorajando o uso do apelido Mia em vez da sigla MIA. [4]

Obras do acervo[editar | editar código-fonte]

Referências

Nota[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Instituto de Artes de Minneapolis