O Patriota

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura filme estadunidense de 2000, com Mel Gibson, veja The Patriot.

O Patriota foi um periódico publicado no Rio de Janeiro, então capital do Brasil, no início do século XIX.

Foi o primeiro jornal literário publicado na cidade (o segundo do país), sendo editado por Manuel Ferreira de Araújo Guimarães e circulando entre janeiro de 1813 até dezembro de 1814[1][2].

Entre os seus colaboradores destacaram-se importante figuras como: Manuel Inácio da Silva Alvarenga, Silvestre Pinheiro Ferreira, José Bonifácio de Andrada e Silva, Domingos Borges de Barros, Manuel Inácio da Silva Alvarenga, entre outros[2].

As suas primeiras edições eram mensais, possuindo de 110 a 130 páginas, tendo um aspecto de revista, porém, os seus últimos números foram editados bimestralmente. "O Patriota" foi publicado pela Impressão Régia e totalizou 18 números entre sua criação e o derradeiro, em dezembro de 1814, e foi o primeiro jornal a publicar assuntos variados ao mesmo tempo, como artigos literários, científicos, políticos e mercantis[2].

Foi um periódico independente, financiado pelos seus subscritores e não pelo Estado.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Iluminismo e Império no Brasil: 'O Patriota' (1813-1814) Portal Fio Cruz
  2. a b c «“O Patriota” completa dois séculos de criação em janeiro de 2013». Site Imprensa Nacional da Casa Civil da Presidência da República. Consultado em dezembro de 2014.