O Rato do Campo e o Rato da Cidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Os ratos no campo.

O Rato do Campo e o Rato da Cidade é uma fábula atribuída a Esopo. No decorrer do tempo, a história foi recontada com algumas alterações, mas o sentido permaneceu.

A fábula[editar | editar código-fonte]

Certa vez, um rato muito elegante que morava na cidade resolveu visitar um velho amigo que vivia no campo. "Ah! - pensou o rato da cidade - "eu preciso passear um pouco. Vou matar as saudades de meu amigo e aproveitar para ver a natureza e respirar o ar puro do campo." E lá foi ele, contente e entusiasmado com o passeio. O rato do campo parecia muito bem - disposto e esbanjava saúde. Isso reforçou a ideia de seu amigo e que a vida perto da natureza era mais saudável. O rato da cidade foi bem recebido pelo amigo, mas estranhou demais o ambiente onde vivia seu companheiro. Ele não estava acostumado com a vida simples e sentiu falta dos requintes da cidade.

Os ratos na cidade.

Moral[editar | editar código-fonte]

Mais vale uma vida simples do que uma vida com perigos a correr.

Ver também[editar | editar código-fonte]

A cigarra e a formiga

O cão e a raposa

[editar | editar código-fonte]