Optimist

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Modelo de embarcação da classe Optimist.

Optimist é um veleiro, um pequeno barco monotipo de bolina, podendo ser de madeira ou fibra de vidro. O Optimist é recomendado para crianças de 7 a 15 anos, com no máximo 60 kg. Foi concebido por Clark Mills em 1947.

No início eram caixotes com velas improvisadas com que a garotada de Clearwater, Flórida disputava suas regatas, anualmente era realizado o "Derby dos Caixotes de Sabão". Os dirigentes do Clearwater Optimist Club em 1948 decidiram fazer algo mais parecido com um barco, daí saiu o atual modelo. Seu nome (Optimist significa Otimista em português)se deve ao uso do barco em reabilitação de crianças no instituto.

Símbolo da classe Optimist

Em agosto de 1965 foi fundada a associação internacional da classe, a IODA (International Optimist Dinghy Association).[carece de fontes?] Em Portugal foi fundada a APCIO (ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DA CLASSE INTERNACIONAL OPTIMIST).

Por ser seguro, bastante estável e barato, o Optimist é uma das classes mais difundidas do planeta. Atualmente várias empresas de fabrico de embarcações dedicaram-se também à produção de Optimists tais como a WINNER OPTIMIST OPTI-X; NAUTIVELA; BLUEMAGIC. E às suas velas: OLIMPICSAILS; PIRES DE LIMA; JSAILS; NORTHSAILS, etc.

Dimensões[editar | editar código-fonte]

Características[editar | editar código-fonte]

Além de ser um barco de iniciação à vela por excelência para os jovens navegadores pelo facto do seu formato rectangular (caixa de sabão) e uma proa plano, o que impede velocidades elevadas, o Optimist é também característico com a sua vela aúrica e o seu pau que em diagonal prende a vela trapezoidal, a espicha.

Campeões Brasileiros[editar | editar código-fonte]

  • 1973 – Eduardo Melchert (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
  • 1974 – Marcelo Maia (ICB – Iate Clube de Brasília)
  • 1975 – Eduardo Melchert (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
  • 1976 – Otávio Almeida (Clube de Campo São Paulo)
  • 1977 – Helio Hasselmann (RYC – Rio Yacht Club)
  • 1978 – Otávio Almeida  (CCSP – Clube de Campo São Paulo)
  • 1979 – Carlos Henrique Wanderley (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
  • 1980 – Carlos Henrique Wanderley (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
  • 1981 – Carlos Henrique Wanderley (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
  • 1982 – Sérgio Machado Araújo (ICSC – Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha)
  • 1983 – Edson Medeiros de Araújo Jr. (ICSC – Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha)
  • 1984 – Edson Medeiros de Araújo Jr. (ICSC – Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha)
  • 1985 – Luis Felipe Echenique (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
  • 1986 – Luis Felipe Echenique (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
  • 1987 – Alexandre Paradeda (CDJ – Clube dos Jangadeiros)
  • 1988 – Ricardo Dias Paradeda (CDJ – Clube dos Jangadeiros)
  • 1989 – Marcelo Reis da Fonseca (CC)
  • 1990 – Rodrigo Amado (CNC – Clube Naval Charitas)
  • 1991 – Rodrigo Amado (CNC – Clube Naval Charitas)
  • 1992 – André Otto Fonseca (ICSC – Iate Clube de Santa Catarina – Veleiros da Ilha)
  • 1993 – Mário Urban (YCB – Yacht Club da Bahia)
  • 1994 – Frederico Plass Rizzo (CDJ – Clube dos Jangadeiros)
  • 1995 – Frederico Vasconcellos (CC)
  • 1996 – Frederico Plass Rizzo (CDJ – Clube dos Jangadeiros)
  • 1997 – Rafael Godoy Lima (CNC – Clube Naval Charitas)
  • 1998 – Gustavo Mascarenhas (CC)
  • 1999 – Bernardo Garcia de Paiva (ICRJ – Iate Clube do Rio de Janeiro)
  • 2000 – Matheus Dellagnello (LIC – Lagoa Iate Clube)
  • 2001 – Matheus Dellagnello (LIC – Lagoa Iate Clube)
  • 2001 – Andrea Lobo da Rosa Borges
  • 2002 – Gabriel Barros D. Lorenzo (CC)
  • 2002 – Juliana Siqueira Senfft
  • 2003 – Marco Grael (RYC – Rio Yacht Club)
  • 2003 – Juliana Siqueira Senfft
  • 2004 – Gabriel Melchert (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
  • 2004 – Martine Grael
  • 2005 – Ronyon Silva (GVI – Gremio de Vela de Ilhabela)
  • 2005 – Daniele Fuhrich
  • 2006 – Alexandre Alencastro (ICRJ – Iate Clube do Rio de Janeiro)
  • 2006 – Martine Grael
  • 2007 – Carlo Mazzaferro (CCC – Clube de Campo Castelo)
  • 2007 – Claudia Mazzaferro (CCC – Clube de Campo Castelo)
  • 2008 – Carlo Mazzaferro (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
  • 2008 – Claudia Mazzaferro (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
  • 2009 – Caio Swan de Freitas (RYC – Rio Yacht Club)
  • 2009 – Isabella Reis de Brito Fernandes
  • 2010 – Martin Lowy (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
  • 2011 – Gabriel Elstrod (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
  • 2012 Geral: Leonardo Lombardi (CNC – Clube Naval Charitas)
  • 2013 Geral: Pedro Correa  (YCSA – Yacht Club Santo Amaro)
  • 2014 Geral: Tiago Quevedo (VDS – Veleiros do Sul)
  • 2015 Geral: Tiago Quevedo (VDS – Veleiros do Sul)
  • 2016 Geral: Tiago Monteiro (CICP – Cabanga Iate Clube de Pernambuco)
  • 2016 Feminino: Marina da Fonte (CICP – Cabanga Iate Clube de Pernambuco)
  • 2017 Geral: Nicolas Yudji Bernal (YCSA - Yacht Club Santo Amaro)
  • 2017 Feminino: Marina da Fonte (CICP – Cabanga Iate Clube de Pernambuco)
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Optimist

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]