Organ²/ASLSP

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A igreja de S. Burchardi em Halberstadt, Alemanha

Organ²/ASLSP (As SLow aS Possible, ou seja, «tão lentamente quanto possível») é uma obra musical de John Cage que é tida como a performance musical mais lenta e mais longa jamais empreendida. Originalmente composta em 1987 para órgão, foi adaptada de um trabalho anterior, ASLSP 1985, da qual uma execução típica em piano tem uma duração de 20 a 70 minutos[1]. Em 1985, Cage escolheu não indicar precisamente a que velocidade a obra deverá ser tocada.

A partitura de John Cage tem oito páginas. Para a execução de Halberstadt, o tempo foi estimado para durar 639 anos.

Execução em Halberstadt[editar | editar código-fonte]

A execução presente da obra na igreja de S. Burchardi de Halberstadt, na Alemanha, começou em 2001 com uma pausa de vários meses e deve prosseguir durante 639 anos, ou seja, terminará segundo o estipulado em 2640.

Contexto[editar | editar código-fonte]

Em 1997, uma conferência de músicos e filósofos debateu as implicações das instruções de Cage quanto à velocidade de execução ser a mais lenta possível, aproveitando a circunstância de um órgão fazer ressoar indefinidamente uma nota. Um projeto foi elaborado para executar a obra, de modo a durar 639 anos, porque a igreja de S. Burchardi em Halberstadt tinha um órgão datado de 1361, 639 anos antes do início da execução em 2001[2].

Instrumentação[editar | editar código-fonte]

O órgão da igreja de S. Burchardi em Halberstadt.

A peça é executada em um órgão dedicado em exlusivo a esta performance. Fica no lado direito do transepto do templo, e os tubos ficam do lado esquerdo. Uma máquina assegura o fornecimento constante de ar e permite a execução contínua[3].

O órgão não contém a totalidade dos tubos de um órgão normal, e estes vão sendo substituídos pouco a pouco. Em 5 de julho de 2008, foram juntos dois novos tubos, e o órgão agora tem seis.[3].

Como o instrumento está permanentemente em execução, está protegido por um cubo de acrílico transparente a fim de atenuar o volume sonoro.

Execução[editar | editar código-fonte]

O órgão.

A execução iniciou-se na igreja em 5 de setembro de 2001 com uma pausa que se prolongou até 5 de fevereiro de 2003. O primeiro acorde foi tocado até 5 de julho de 2004.

As datas seguintes são as das primeiras alterações:

  • 5 de julho de 2004
  • 5 de julho de 2005
  • 5 de janeiro de 2006
  • 5 de maio de 2006
  • 5 de julho de 2008
  • 5 de novembro de 2008
  • 5 de fevereiro de 2009
  • 5 de julho de 2010
  • 5 de fevereiro de 2011
  • 5 de agosto de 2011
  • 5 de julho de 2012
  • 5 de outubro de 2013
  • 5 de setembro de 2020

A data de início, 5 de setembro de 2001, corresponde ao 85.º aniversário de John Cage. As mudanças de nota são sistematicamente feitas só em dias 5 dos vários meses[4].

A performance deverá prosseguir até 5 de setembro de 2640.

Financiamento[editar | editar código-fonte]

Placas nas paredes da igreja.

O projeto é finaciado por doações, e qualquer pessoa pode doar mil euros para assegurar o financiamento de um ano, e ter a possibilidade de ver o seu nome inscrito numa placa de reconhecimento afixada na igreja[5]. Contribuições de qualquer valor são aceites para manutenção do projeto.

Outras execuções[editar | editar código-fonte]

Diane Luchese na Universidade de Towson[editar | editar código-fonte]

Em 5 de fevereiro de 2009, Diane Luchese interpretou Organ²/ASLSP das 8h45 às 23h41 no Harold J. Kaplan Concert Hall, Universidade de Towson, Maryland[6]. Esta performance de 14 horas e 56 minutes, completa, ininterrupta e observando estritamente as proporções temporais da partitura, é a mais longa performance musical documentada feita por um só ser humano.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. S. Rosenberg (7 de maio de 2008). BBC News, ed. «'World's longest concert' resumes». Consultado em 29 de setembro de 2009 
  2. BBC News (2 de maio de 2003). «First notes for 639-year composition» (em inglês). Consultado em 29 de setembro de 2009 
  3. a b dw-world.de. «One Thousand Hear Change of Note in World's Longest Concert». Consultado em 29 de setembro de 2009 
  4. (em inglês) john-cage-halberstadt.com. «Notes + Tones». Consultado em 29 de setembro de 2009 
  5. john-cage-halberstadt.com. «Donations + Contact». Consultado em 29 de setembro de 2009 
  6. Towson University. «Feb Fest 2009». Consultado em 29 de setembro de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]