Orquestra Sinfônica de Toronto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Orquestra Sinfônica de Toronto ou Orquestra Sinfónica de Toronto é uma orquestra profissional, baseada em Toronto, Canadá.

História[editar | editar código-fonte]

A orquestra foi fundada em 1922 como Orquestra Sinfônica Nova e apresentou-se pela primeira vez no Massey Hall em Abril de 1923. A orquestra mudou seu nome para Orquestra Sinfônica de Toronto em 1927 e continuou a apresentar-se no Massey Hall de 1923 até 1982. Atualmente sua residência é o Roy Thomson Hall.

Andrew Davis foi o diretor musical de 1975 a 1988 e é o atual maestro laureado. O atual diretor musical é Peter Oundjian, que foi apontado para o cargo em Janeiro de 2003 e tomou o cargo oficialmente na temporada de 2004/5. Em Fevereiro de 2007 seu contrato foi estendido até ao fim de 2012[1].

A orquestra teve problemas financeiros e de público na década de 1990. Em 1992 os músicos aceitaram ter 16% cortados por causa de problemas financeiros na orquestra, com a promessa de que seria devolvido e seus contratos renegociados. Em 1999 o pagamento não aconteceu e os músicos entraram em greve por 11 semanas, no outono[2]. A relação entre os músicos e a administração da orquestra deteriorou-se, mas o diretor musical Jukka-Pekka Saraste ofereceu-se para ser o mediador na situação. Essa situação fez com que a orquestra perdesse a simpatia do público. Em 2001, a dívida da orquestra chega aos 7 milhões de dólares e os diretores executivos Ed Smith e Saraste deixaram a orquestra[3]. Na temporada de 2000/1, apenas 56% das cadeiras foram ocupadas, com um público de 20 mil pessoas. Na temporada de 2006/7, a capacidade aumentou para 84%, com um público de 25 mil pessoas. Em Novembro de 2008 a orquestra vendeu **% dos ingressos e acumulava uma dívida de aproximadamente 9 milhõe de dólares[4].

Concertos da orquestra são transmitidos pela Rádio CBC.

Diretores Musicais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. John Terauds (8 fevereiro 2007). «Conductor puts mark on TSO through '12». Toronto Star. Consultado em 2 de novembro de 2008 
  2. «Toronto Symphony negotiations hit sour note». CBC News. 25 setembro 1999. Consultado em 8 de novembro de 2008 
  3. Tamara Bernstein (25 outubro 2001). «Toronto Symphony Teeters on the Edge of Ruin». andante.com (overall site now defunct). Consultado em 2 de novembro de 2008. Arquivado do original em 17 de novembro de 2002 
  4. John Terauds (20 novembro 2008). «TSO salutes its third surplus in row». Toronto Star. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  • John Terauds (8 de fevereiro de 2007). "Conductor puts mark on TSO through '12". Toronto Star.

Ver também[editar | editar código-fonte]