Os Sete Magníficos, Londres

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Sete Magníficos (em inglês: "Magnificent Seven") é um termo informal aplicado aos sete grandes cemitérios em Londres. Eles foram estabelecidos no século XIX, a fim de aliviar a superlotação dos cemitérios paroquiais.[1]

Contexto[editar | editar código-fonte]

Na primeira metade do século XIX a população de Londres mais que dobrou, passando de 1,0 a 2,3 milhões. Neste tempo todos os mortos em Londres eram sepultados em pequenos cemitérios paroquiais, que rapidamente tornaram-se perigosamente lotados, levando a matéria em decomposição a atingir o lençol d'água, causando com isso epidemias. Houve casos de sepulturas serem cavadas onde havia corpos em decomposição, e corpos sendo jogados diretamente no recém-construído sistema de esgoto.

Os cemitérios[editar | editar código-fonte]

Em 1832 o parlamento aprovou uma lei encorajando a criação de cemitérios privados fora de Londres, aprovando depois uma lei fechando todos os cemitérios no interior de Londres para novos sepultamentos. Em uma década sete cemitérios foram criados:

Em 1981 o historiador de arquitetura Hugh Meller denominou o grupo de cemitérios The Magnificent Seven, lembrando o filme de faroeste.[1][2]

Localização dos "Sete Magníficos" na Grande Londres[editar | editar código-fonte]

Greater London
Cemitério de Abney Park Abney Park
Cemitério de Brompton Brompton
Cemitério de Highgate Highgate
Cemitério de Kensal Green Kensal Green
Cemitério de Nunhead Nunhead
Cemitério de Tower Hamlets Tower Hamlets
Cemitério de West Norwood West Norwood

Referências

  1. a b Meller, Hugh (1981). London Cemeteries: An Illustrated Guide and Gazetteer (Amersham: Avebury). ISBN 0861270037. 
  2. Lynne Walker (1983). «Review: London Cemeteries: An Illustrated Guide and Gazetteer». The Journal of the Society of Architectural Historians [S.l.: s.n.] 42 (4): 393–394. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]