Pítia (Aristóteles)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Pítias)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Agosto de 2012). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para história mitológica grega, veja Damão e Pítias.
Pítia
Nascimento 362 a.C.
Morte Século IV a.C.
Atenas
Progenitores Pai:Hérmias de Atarneu
Cônjuge Aristóteles
Ocupação zoóloga

Pítia (em grego: Πυθιάς, transl. Pūthiás) foi o nome de duas pessoas ligadas a Aristóteles: uma esposa e uma filha.

Pítia ca. 362 a.C. — ca. 335 a.C.) era filha adoptiva de Hérmias de Atarneu, e foi a primeira esposa de Aristóteles. Pítia morreu antes de seu marido, fato que é conhecido através de seu testamento, deixou expresso em seu testamento que os ossos de Pítia fossem enterrados junto com os seus.[1]

Pítia, filha de Aristóteles e Pítia se casou por três vezes, e também teria morrido antes de Aristóteles. Seu primeiro marido foi Nicanor, sobrinho de Aristóteles e filho de sua irmã, Arimneste. De acordo com o testamento de Aristóteles, Nicanor passou a administrador o patrimônio da família até que Nicômaco fosse maior de idade; seu segundo marido foi Prócles de Esparta, e o terceiro foi Metrodoro, um médico.

Referências

  1. Vida de Aristóteles, de Diógenes Laércio, traduzida por C.D. Yonge (em inglês) acessado a 16 de maio de 2009

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Zeller, Eduard. Aristotle and the Earlier Peripatetics (1897).
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.