Píton-reticulada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Como ler uma caixa taxonómicaPíton-reticulada
Python reticulatus сетчатый питон-2.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Squamata
Subordem: Serpentes
Família: Pythonidae
Género: Python
Espécie: P. reticulatus
Nome binomial
Python reticulatus
(Schneider, 1801)
Distribuição geográfica
Python reticulatus Area.PNG
Sinónimos
  • Boa reticulata - Schneider, 1801
  • Boa rhombeata - Schneider, 1801
  • Boa phrygia - Shaw, 1802
  • Coluber javanicus - Shaw, 1802
  • Python schneideri - Merrem, 1820
  • Morelia reticulatus - Welch, 1988
Píton reticulada

A píton-reticulada (Python reticulatus) é uma espécie de serpente da família dos pítons, chegando a medir até 8,5 m de comprimento, embora raramente ultrapassem esse tamanho, foi encontrado um espécime do sexo masculino medindo 14,47 metros, que atualmente está em um Zoológico na Tailândia.

A Píton-Reticulada é a maior serpente do mundo. Tais répteis são encontrados na região indo-malaia. A Python reticulatus é um cobra muito adaptável e com uma grande capacidade de se espalhar pelo ambiente, foi relatado casos de cobras nadando longas distâncias em rios, atravessando uma ilha para a outra.

Predadores[editar | editar código-fonte]

A espécie possui poucos inimigos naturais (além do crocodilo) pois são fortes o suficiente para matar qualquer animal que as ameacem. Muitas vezes elas atacam até os seus próprios predadores, os crocodilos. Uma Python reticulatus muitas vezes não consegue engolir um crocodilo adulto.

A maior Python reticulatus já registrada tinha cerca de 14m, tornando-se não só maior píton como a maior cobra do mundo. A espécie se alimenta de aves, mamíferos e répteis.

Quando a serpente está caçando, ela fica escondida na vegetação esperando a sua presa passar, quando o animal passa perto dela, a serpente bote-a-o e começa a enrolar e pressionar o animal, quanto mais a presa se debate mais ela pressiona, no fim a presa acaba morrendo por asfixiação e parada da corrente sanguínia, depois de matar o animal a serpente o regurgita e o engole a sua presa inteira.

A Python reticulatus pode passar até 4 meses sem se alimentar.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre cobras, integrado no Projeto Anfíbios e Répteis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.