Pantocrator

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Cristo Pantocrator, o mais antigo ícone conhecido de Cristo, no Monastério de Santa Catarina

Pantocrator (em grego: Παντοκράτωρ; transl.: Pantokrátor), na iconografia do Cristianismo, refere-se a uma forma de representação Jesus. É uma palavra de origem grega que significa "todo-poderoso" ou "onipotente".[1] Também possui variante com acento gráfico no segundo "a": pantocrátor. Encontra-se várias vezes no Novo Testamento em grego. Provém de pan (tudo ou todo) e krátos (alto, em cima e, daí, governo e poder). A mão direita, em posição de bênção — com o polegar voltado para si, os dedos médio e apontador em posição oblíqua, quase vertical, e os demais dedos dobrados em direção à palma da mão (fechados). Esta posição da mão direita indica sua dupla natureza - a divina e a humana - indicada nos dois dedos erguidos e sua participação na Trindade como segunda Pessoa indicada pelos três dedos unidos nas pontas. Na mão esquerda, as Sagradas Escrituras.

Referências

  1. Woodhead, Linda. Christianity: A Very Short Introduction (em inglês). Oxford, RU: OUP Oxford, 2014. p. 24. ISBN 0191511544
Ícone de esboço Este artigo sobre arte ou história da arte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.