Partido Democrático da Guiné Equatorial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde outubro de 2018).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde outubro de 2018). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

O Partido Democrático da Guiné Equatorial (PDGE) é um partido político da Guiné Equatorial, que governa o país desde a sua criação em 1987 e até 1991 em qualidade de partido único. Seu secretário geral é Jerónimo Osa Osa Ecoro e seu presidente e fundador Teodoro Obiang Nguema Mbasogo.

Alem do mais conta com uma Junta Executiva Nacional integrada por Agustín Nze Nfumu, Teresa Efua Asangono, Francisco Pascual Obama Asue, Angel Serafin Seriche Dougan, Secundino Nvono Avomo, Clemente Engonga Nguema Onguene, Santiago Nsobeya Efuman, Alejandro Evuna Owono Asangono, Antonio Pedro Oliveira Borupu y la Primera Dama Constancia Mangue.

O partido nasceu logo de um decreto da Presidencia da Republica no dia 4 de junho de 1986, onde foi criado um comitê organizador de cara ao seu desenvolvimento. Em 9 de fevereiro de 1987, um novo decreto dissolveu o comitê organizador e criou o comitê eventual.

O partido foi apresentado oficialmente dia 11 de outubro desse mesmo ano no Cine Marfil de Malabo. O congresso constituinte celebrado na cidade de Bata, capital da Guiné nos dias 11 ao 16 de outubro de 1988 é considerado o primeiro congresso do partido.

Até as eleições de 1993, foi o único partido representado no parlamento. Na atualidade ocupa 99 dos 100 escanos da câmara dos deputados, órgão legislativo do pais. Conta além do mais com a totalidade das cadeiras do senado do pais.

Colaborador: Ricardo Rubem

[1]

  1. The Unit (1990). «Country Report: Congo, Gabon, Equatorial Guinea» (en inglés).   Em falta ou vazio |título= (ajuda)