Paulo Mancha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Paulo D'Amaro (São Paulo, 1968), mais conhecido como Paulo Mancha, é um jornalista, comentarista esportivo e músico brasileiro.

Paulo "Mancha" D'Amaro formou-se em jornalismo pela Universidade de São Paulo (USP) em 1991 e atuou como repórter e editor em diversas publicações de Editora Abril, Editora Globo e Editora Peixes.

Ganhou por duas vezes a menção honrosa do Prêmio Abril de Jornalismo [1] e também foi o vencedor do Prêmio Volvo - categoria jornalistas[2][3].

Por duas vezes, em 2012 e em 2014, ganhou o prêmio de "Melhor reportagem", concedido pela Comissão Europeia de Turismo.[4]

Em sua carreira, destacou-se pelas viagens que fez à Antártica (em missão de reportagem para a Revista Superinteressante)[5] e para o Ártico Norueguês (enviado especial da Revista Caminhos da Terra).

Atualmente, é diretor da agência de comunicação Extra Point[6], dono do blog Viajando por Esporte e colaborador das revistas de turismo Seu Próximo Destino (tablets) e Viajar pelo Mundo (impressa). Também exerce o cargo de gestor de comunicação na Associação Brasileira de Pilotos da Aviação Civil (ABRAPAC).

Atua também na televisão como comentarista de futebol americano desde 2006, tendo colaborado com os canais de televisão Bandsports e Esporte Interativo (cobertura do Super Bowl 45). Atualmente, faz parte da equipe da ESPN Brasil[7]. Em dezembro de 2009, tornou-se membro da Professional Football Researchers Association (PFRA) e desde então tem feito palestras sobre futebol americano por todo o país.

Desenvolve em paralelo uma carreira de músico, como vocalista do grupo de rock Tubaína (ex-Tubaína do Demônio)[8].

É autor dos livros "A Evolução Humana - de onde viemos, para onde vamos" (ciência) [9] e "Touchdown - 100 histórias curiosas, divertidas e inusitadas do Futebol Americano" (esporte).

Em 4 de setembro de 2011, casou-se com a economista russa-ucraniana Elena Vorontsova.

Referências