Pedro III de Arbórea

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicionasse esta.
Question book-4.svg
Este artigo cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Pedro III (1347) foi juiz-rei de Arbórea entre 1336 e a sua morte.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era o filho primogénito de Hugo II de Arbórea e a sua esposa Benedita. Tinha vários irmãos, de entre os quais se destaca Mariano, que lhe sucederia no trono. Pertencia à dinastia reinante catalano-sarda de Bas-Serra.

Com a morte do seu pai em 1336, Pedro assumiu o trono, ao comunicar ao rei Afonso IV de Aragão que tinha pretensão de ser o governante de toda a Sardenha sob investidura papal. Antes de 1326, já estava casado com Constança (m. 18 de fevereiro de 1348), filha de Tomás II, marquês de Saluzzo. O reinado de Pedro não teve grande destaque, sendo fortemente influenciado pelos seus ministros e inclusivamente pelo arcebispo de Arbórea.

Afonso IV de Aragão faleceu em 1336 e quando o novo rei, Pedro IV, subiu ao trono, o irmão do juiz, Mariano, rendeu-lhe homenagem. Como prémio pela sua vassalagem, Mariano receberia o condado de Goceano.

Sabe-se pouco sobre o reinado deste monarca. A 22 de setembro de 1343 obteve permissão do papa Clemente IV para fundar um mosteiro da Ordem das Clarissas. Faleceu sem descendência em 1347 e a sua viúva, Constança, ter-se-á refugiado no mosteiro recentemente fundado, onde faleceu no ano seguinte. O trono passaria para o irmão, Mariano, que, até então residente na Catalunha, teve de regressar com a sua família a Oristano.[1]

Referências

  1. Pitzorno, p. 12
Precedido por
Hugo II
Albero Eradicato del Giudicato di Arborea.svg
Juíz-Rei de Arbórea

1336-1347
Sucedido por
Mariano IV