Ordem das Clarissas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Ordem das Irmãs Clarissas Capuchinhas. Pode-se discutir o procedimento aqui. (desde janeiro de 2015)
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ordem de Santa Clara
Escudo da Ordem de Santa Clara (ou das Clarissas)
(O.S.C.)
Fundação 1212
Tipo Ordem religiosa
Sítio oficial www.clarissas-aves.net
Monjas clarissas.

A Ordem de Santa Clara (ou Ordem das Clarissas) é uma ordem religiosa católica feminina de clausura monástica. Fundada em 1212 por Santa Clara de Assis a pedido de São Francisco de Assis, quem lhe redigiu a regra, foi aprovada pelo Papa Gregório IX.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1212, a jovem Clara de Assis seguiu o exemplo de São Francisco de Assis e viveu, dentro da clausura e na contemplação, o ideal de pobreza evangélica. Surgiu, assim, a Ordem das Clarissas, ou Segunda Ordem Franciscana.

A Ordem de Santa Clara que fundou-se, então, no Convento de São Damião, em 1212, sob a orientação de Santa Clara e de São Francisco, e contou sempre o apoio dos Frades Menores. A ordem depressa se estendeu por toda a Europa e constitui hoje, com cerca de 1500 mosteiros em todos os continentes, a ordem de clausura mais numerosa em toda a Igreja. Em 2012 a ordem contava com cerca de 20 mil clarissas em mais de 70 países.[1]

Portugal[editar | editar código-fonte]

As Irmãs Clarissas chegaram a Portugal pouco depois da morte de Santa Clara, em 1254. A primeira comunidade instalou-se em Lamego, passando em 1259 para Santarém. Quando saiu o decreto a extinguir a vida religiosa em Portugal, em 1834, havia cerca de 100 mosteiros de Irmãs Clarissas em Portugal. Com a morte da última religiosa todos os mosteiros passavam para a fazenda pública. Assim nos fins do século XIX foram encerrando todos os mosteiros.

A vida claustral das clarissas começou a reorganizar-se a partir de 1928, com algumas jovens que cresceram nos antigos mosteiros, conhecendo assim o carisma de Santa Clara. Com esses pequenos núcleos e com um grupo de Irmãs vindas de Espanha começaram-se a formar as primeiras comunidades, primeiro no Louriçal, em 1928, e na Ilha da Madeira, em 1931. Actualmente são 10 os mosteiros constituídos e 1 em fase de aprovação.

Santas[editar | editar código-fonte]

Santas que são dessa Ordem e que foram Rainhas ou Princesas:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. PROCTOR, Patricia. Poor Clare Sisters (em inglês). Visitado em 7 de setembro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este sobre Catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.