Ordem dos Irmãos de Nossa Senhora de Belém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Ordem dos Irmãos de Nossa Senhora de Belém
 
Ordo Fratrum Bethlemitarum


sigla
O.F.B.
Imagem: Ordem dos Irmãos de Nossa Senhora de Belém
Emblema da Ordem dos Irmãos de Nossa Senhora de Belém (Betlemitas)
Tipo: Ordem religiosa mendicante
Fundador (a): São Pedro de Betancur
Local e data da fundação: 1656
Aprovação: 2 de maio de 1667



Site oficial: http://www.hermanosdebelen.org/
Projeto Catolicismo · uso desta caixa

A Ordem dos Irmãos de Nossa Senhora de Belém (Latim: Ordo Fratrum Bethlemitarum), (sigla O.F.B.), também chamados de Irmãos de Belém ou Betlemitas, é uma ordem religiosa católica mendicante fundada no ano de 1656 por São Pedro de Betancur. A ordem religiosa Betlemitas foi o primeiro a nascer nas Américas.

História[editar | editar código-fonte]

São Pedro de Betancur, fundador da Ordem.

A Ordem dos Irmãos de Nossa Senhora de Belém foi fundada na Guatemala em 1658 pelo terciário franciscano natural das Ilhas Canárias São Pedro de San José de Betancur (1619-1667) como uma irmandade para a evangelização dos índios, de assistência aos pobres e às crianças doentes e abandonadas.

A Coroa espanhola aprovou a fundação no dia 2 de Maio de 1667 permitindo que os membros construíssem o Antigo Hospital de Nossa Senhora de Belém.

Sob a liderança do irmão Frei António da Cruz, que sucedeu a São Pedro de Betancur como superior geral da fraternidade, os Irmãos Betlemitas transformaram-se em religiosos mendicantes de votos solenes submetidos à Regra de Santo Agostinho[1][2] (embora seu fundador fosse um franciscano) e, pouco depois, a fraternidade foi aprovada pelo Papa Inocêncio XI enquanto ordem religiosa com a bula pontifícia a 26 de Março de 1687 e reiterada pelo Papa Clemente XI a 3 de Abril de 1710.

Renascimento da Ordem[editar | editar código-fonte]

Retrato das Irmãs Betlemitas (anos 40).

Desaparecida em 1820, a espiritualidade da Ordem dos Irmãos de Belém foi resgatada pela madre superiora Beata Encarnación Rosal (1815-1886) que, em 1861, fundou o ramo feminino da ordem sob o nome de Instituto das Irmãs Betlemitas Filhas do Sagrado Coração de Jesus. Por seu lado, o ramo masculino foi restaurado em 1984 pelo próprio Papa João Paulo II que, em 2002, canonizou o fundador da Ordem.

A 31 de Janeiro de 2005, a Ordem dos Irmãos de Nossa Senhora de Belém contava com tinha sete religiosos e dois conventos.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.