Lamego

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Lamego (desambiguação).
Lamego
Brasão de Lamego Bandeira de Lamego
Localização de Lamego
Gentílico Lamecense
Área 165,42 km²
População 26 691 hab. (2011)
Densidade populacional 161,4  hab./km²
N.º de freguesias 18
Presidente da
câmara municipal
Francisco Lopes (PSD/CDS)
Fundação do município
(ou foral)
1191
Região (NUTS II) Norte
Sub-região (NUTS III) Douro
Distrito Viseu
Antiga província Trás-os-Montes
e Alto Douro
Orago Nossa Senhora dos Remédios
Feriado municipal 8 de Setembro
Código postal 5100 Lamego
Sítio oficial www.cm-lamego.pt
Municípios de Portugal Flag of Portugal.svg

Lamego é uma cidade portuguesa no Distrito de Viseu, Região Norte e sub-região do Douro, com cerca de 12 214 habitantes[1] (2011) sendo a segunda maior cidade do distrito.[carece de fontes?] O município está situado na margem sul do rio Douro, fazia parte da província tradicional de Trás-os-Montes e Alto Douro e, segundo alguns, fazia parte da Beira Transmontana, da qual era a principal cidade. Considerada uma cidade histórica e monumental, pois possui uma grande quantidade de monumentos, igrejas e casas brasonadas, sendo também uma diocese portuguesa.

É sede de um município com 165,42 km² de área[2] e 26 691 habitantes (2011),[3][4] subdividido em 18 freguesias.[5] O município é limitado a norte pelos municípios de Mesão Frio e Peso da Régua, a leste por Armamar, a sueste por Tarouca, a sudoeste por Castro Daire e a oeste por Resende.

Desde sempre aqui se fez uma feira muito frequentada por múltiplas gentes, chegando até comerciantes e feirantes Ciganos de Córdova. O comércio era animado na Rua Nova, onde se estabeleceram muitos Judeus,construindo a Sinagoga junto às Portas do Sol.

Freguesias[editar | editar código-fonte]

Freguesias do concelho de Lamego.

O concelho de Lamego está dividido em 18 freguesias:

História[editar | editar código-fonte]

Cidade antiquíssima, datando já do tempo dos romanos, foi reconquistada definitivamente em 1057 por Fernando Magno de Leão aos mouros; quando os distritos foram instituídos em 1835 por uma reforma de Mouzinho da Silveira, Lamego foi inicialmente prevista como sede de distrito; mas nesse mesmo ano a sede do mesmo foi deslocada para Viseu, devido à sua posição mais central.

Foi em Lamego que teriam decorrido as lendárias Cortes de Lamego, onde teria sido feita a aclamação de D. Afonso Henriques como Rei de Portugal e se estabeleceram as "Regras de Sucessão ao Trono".

É sede da diocese de Lamego (a única diocese portuguesa que não corresponde a uma capital de distrito), e no concelho são numerosos os monumentos religiosos, dos quais se destacam a Sé Catedral, a Igreja de São Pedro de Balsemão e o Santuário da Nossa Senhora dos Remédios, que dá também o nome a Romaria anual cujo dia principal é o 8 de Setembro, que é também o feriado municipal.

Conhecida também pela sua gastronomia, nas qual se destacam os seus presuntos, o "cabrito assado com arroz de forno" e pela produção de vinhos, nomeadamente vinho do Porto, de cuja Região Demarcada faz parte, e pelos vinhos espumantes.

Economia[editar | editar código-fonte]

As actividades principais do concelho são os serviços, o comércio e a agricultura, esta representa uma importante fonte de riqueza, proveniente sobretudo do sector vitivinícola, já que o concelho, como os restantes concelhos da região, encontra-se integrado na Região Demarcada do Douro. Para além da produção do vinho do Porto, regista-se igualmente uma clara aposta nos vinhos de mesa com Denominação de Origem Controlada (DOC) e na produção de espumantes, os quais assumem-se como um importante cartaz promocional a nível nacional e internacional.

O tecido empresarial de Lamego é constituído por unidades de pequena dimensão, havendo poucas unidades de média dimensão, o emprego é pouco qualificado e diminuto, o volume de negócios e a riqueza gerada têm uma relativa representação. Os sectores do turismo monumental e religioso têm vindo a crescer paulatinamente, e é neles que se identificam algumas potencialidades, sendo reconhecidas algumas vocações do concelho a dinâmica registada é suficiente, podendo todavia haver melhoramentos neste sector. Esta situação foi reforçada com a recente conclusão da A24, assumindo-se como factor determinante na atracção da procura regional.

Lamego possui duas grande superfícies comerciais, cada uma com um hipermercado e várias trinta lojas, três superfícies comerciais de média dimensão e umas poucas centenas de lojas de comércio tradicional. No que se refere a indústrias, possui uma zona industrial de pequena dimensão localizada na freguesia de Várzea de Abrunhais.

População[editar | editar código-fonte]

Número de habitantes [6]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
25 091 27 081 29 735 31 835 32 430 31 358 34 730 37 061 37 154 36 320 31 485 32 833 30 164 28 081 26 691

(Obs.: Número de habitantes "residentes", ou seja, que tinham a residência oficial neste concelho à data em que os censos se realizaram.)

Número de habitantes por Grupo Etário [7]
1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
0-14 Anos 11 337 11 790 10 937 12 051 13 407 12 198 12 276 10 805 10 063 6 669 4 654 3 718
15-24 Anos 6 768 6 450 6 235 6 741 7 155 7 191 6 201 5 405 6 198 5 729 4 357 3 026
25-64 Anos 12 143 12 698 12 740 13 576 14 437 15 014 15 208 12 535 13 233 13 788 14 179 14 546
= ou > 65 Anos 1 489 1 379 1 323 1 818 2 016 2 289 2 635 2 740 3 339 3 978 4 891 5 401
> Id. desconh 129 83 79 34 121

(Obs: De 1900 a 1950 os dados referem-se à população "de facto", ou seja, que estava presente no concelho à data em que os censos se realizaram. Daí que se registem algumas diferenças relativamente à designada população residente)

Cultura[editar | editar código-fonte]

Instituições culturais[editar | editar código-fonte]

Lamego é considerada por alguns a capital portuguesa do estilo barroco e uma das cidades do país mais monumental.

Património[editar | editar código-fonte]

Monumentos[editar | editar código-fonte]

Lamego - Jardim da República
Lamego - Mata dos Remédios
Lamego - Av. Alfredo de Sousa
Lamego - Urbanização Paraíso

Casas brasonadas[editar | editar código-fonte]

Fontanários históricos[editar | editar código-fonte]

Parques e jardins[editar | editar código-fonte]

Cruzeiros e pelourinhos[editar | editar código-fonte]

Bairros e ruas históricas[editar | editar código-fonte]

  • Bairro do Castelo
  • Bairro da Ponte
  • Praça do Comércio
  • Rua Marquês de Pombal
  • Rua de Almacave
  • Rua da Seara
  • Rua Nova
  • Rua Visconde de Arneirós
  • Rua Cardoso Avelino
  • Rua Macário de Castro

Desporto[editar | editar código-fonte]

Alojamento[editar | editar código-fonte]

O concelho de Lamego dispõe de um Hotel de cinco estrelas e um de quatro estrelas (ambos junto ao rio Douro), um de quatro estrelas e dois de três estrelas (na cidade), diversos hotéis de duas estrelas na cidade e diversas casas de Turismo Rural e de Habitação espalhadas pelo concelho.

Gastronomia[editar | editar código-fonte]

Pratos típicos

  • Cabrito com batatas assadas
  • Coelho assado no forno
  • Trutas de escabeche
  • Milhos com carne de vinha d'alhos

Petiscos

  • Bôlas de presunto, fiambre, vinha d'alhos, frango, atum, sardinhas e bacalhau
  • Presunto
  • Queijo
  • Carnes de porco fumadas
  • Enchidos
  • Broa de Milho

Doces

  • Peixinhos de chila
  • Doce de ovos
  • Pão-de-Ló
  • Pastéis "Lamegos"
  • Biscoito da Teixeira
  • Leite Creme

Vinhos

  • Brancos e tintos de mesa
  • Espumantes Naturais
  • Vinho do Porto

Festas e feiras[editar | editar código-fonte]

  • Festas em Honra de Nossa Senhora dos Remédios (Fins de Agosto a meados de Setembro)
  • Semana Santa (Semana da Páscoa)
  • Feira de Santa Cruz ou do 3 de Maio (3 de Maio e fim de semana adjacente)
  • Feira da Bôla (normalmente em finais de Junho)
  • Entrudo de Lazarim (Carnaval)
  • Queima do Judas de Lalim (Páscoa)
  • Feira de Santo Estevão (26 de Dezembro)
  • Festa de Nossa Senhora dos Meninos (18 a 20 de Setembro)
  • Festa de São João (24 de Junho)
  • Festa de Nossa Senhora dos Aflitos (3.º domingo de Julho)
  • Feira Semanal (todas as quintas-feiras)
  • Feira Medieval no Bairro do Castelo(Julho)

Comunicação social[editar | editar código-fonte]

O Concelho possui duas rádios regionais e três jornais semanais

Rádios[editar | editar código-fonte]

  • Rádio Clube de Lamego (97.0 e 107,9 FM)
  • Rádio Dom Bosco FM (94.0 FM)

Jornais[editar | editar código-fonte]

  • Douro Hoje
  • Voz de Lamego

Infraestruturas e Equipamentos[editar | editar código-fonte]

Rede viária[editar | editar código-fonte]

Nacional[editar | editar código-fonte]

Lamego é uma cidade por onde passam várias estradas nacionais, uma auto estrada e futuramente um itinerário complementar que são:

  • A24 - Autoestrada de ligação Viseu - Chaves que tem 3 nós no concelho (Bigorne/Pretarouca, Lamego, Valdigem)
  • IC26 (em projecto) - Vai ligar Amarante ao Peso da Régua e Lamego a Trancoso. Vai ter 2 nós no concelho (Lamego A24 e Zona Industrial de Várzea de Abrunhais)
  • EN2 - antiga nacional que ligava Chaves a Faro e que cruza a cidade de norte a sul sendo neste momento uma alternativa pouca utilizada sendo nalguns troços mais semelhante a uma rua urbana.
  • EN226 - antiga estrada de ligação de Amarante a Trancoso que neste momento é a principal via de ligação a Lamego devido à construção da A24 que tem um nó desnivelado com esta via e sendo por aqui que se faz a ligação a Moimenta da Beira e a Tarouca.

Urbana[editar | editar código-fonte]

A cidade possui algumas avenidas que fazem a ligação do centro à periferia, estando em obra o primeiro troço de uma circular externa que irá desde a Praça D. Fernando Amaral à Adega Cooperativa de Lamego, numa primeira fase.

  • Avenida D. Afonso Henriques (ligação à Régua via EN2 desde o Tribunal à Adega Cooperativa de Lamego)
  • Avenida Egas Moniz (desde o cruzamento do Desterro à rotunda de Calvilhe e acesso à A24)
  • Avenida 5 de Outubro (ligação desde a parte alta da cidade à parte baixa)
  • Avenida Defensores do Douro (desde o cruzamento do hospital velho à rotunda do Relógio do Sol)

Transportes[editar | editar código-fonte]

  • Lamego possui quatro linhas urbanas, a linha verde, linha azul, linha amarela e linha vermelha, de pequenos autocarros chamados Verdinhos.
  • Possui uma central de camionagem com transportes diários e semanais para diversos pontos do pais. Possui também várias ligações diárias para cidades vizinhas (Régua e Tarouca) e praticamente todas as sedes de freguesia do concelho.
  • Existem duas praças de táxi, uma na zona baixa da cidade (Av. Visconde Guedes Teixeira) e outra na zona alta (Praça do Comercio).

Segurança[editar | editar código-fonte]

  • Esquadra da PSP de Lamego
  • Quartel da GNR de Lamego
  • Quartel dos Bombeiros Voluntários de Lamego

Escolas[editar | editar código-fonte]

De ensino superior:

Fachada principal da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego, virada para a Avenida Visconde Guedes Teixeira.

De ensino secundário:

Do 2º e 3º ciclo:

Do 1º ciclo:

  • Centro Escolar de Lamego
  • Centro Escolar de Penude(Centro Escolar Lamego-Sul)
  • Centro Escolar de Lamego Sudeste
  • Centro Escolar de Lamego Sul
  • Patronato Nun' Álvares Pereira
  • Escola de Cambres
  • Escola primária da Sé
  • Colégio da Imaculada Conceição (já não se encontra em funcionamento)
  • Colégio de Lamego

Existem também diversos estabelecimentos de ensino pré-primário e creches

Equipamentos de saúde[editar | editar código-fonte]

Lamego possui um hospital de proximidade que abrange também diversos concelhos vizinhos, num total de cerca de 120.000 utentes.

  • Hospital de Proximidade de Lamego
  • Centro de Saúde
  • Unidade de saúde

Equipamentos municipais[editar | editar código-fonte]

  • Biblioteca Pública Municipal de Lamego
  • Teatro Ribeiro Conceição
  • Piscinas Municipais Descobertas
  • Piscinas Municipais Cobertas
  • Pavilhão Desportivo Álvaro Magalhães
  • Pavilhão Multiusos
  • Complexo Desportivo de Lamego e Centro de Estágios (futuro Centro de Alto Rendimento de Voleibol)
  • Estádio Municipal Senhora dos Remédios
  • Cinco polidesportivos ao ar livre
  • Museu de Lamego

Outros Equipamentos[editar | editar código-fonte]

  • Estação de Correios
  • Centro de Emprego
  • Tribunal de Comarca
  • Registo Civil e Predial

Outros[editar | editar código-fonte]

Cidades geminadas[editar | editar código-fonte]

A cidade de Lamego é geminada com as seguintes cidades:

Lamecenses ilustres[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lamego


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «UMA POPULAÇÃO QUE SE URBANIZA, Uma avaliação recente - Cidades, 2004». Instituto Geográfico Português. Consultado em 24 de Junho de 2009. 
  2. Instituto Geográfico Português (2013). «Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2013» (XLS-ZIP). Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013. Direção-Geral do Território. Consultado em 28/11/2013. 
  3. INE (2012). Censos 2011 Resultados Definitivos – Região Norte (Lisboa: Instituto Nacional de Estatística). p. 124. ISBN 978-989-25-0186-4. ISSN 0872-6493. Consultado em 27/07/2013. 
  4. INE (2012). «Quadros de apuramento por freguesia» (XLSX-ZIP). Censos 2011 (resultados definitivos). Tabelas anexas à publicação oficial; informação no separador "Q101_NORTE". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 27/07/2013. 
  5. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.
  6. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  7. INE - http://censos.ine.pt/xportal/xmain?xpid=CENSOS&xpgid=censos_quadros