EN2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
N 2 - Estradas Nacionais de Portugal
N 2
738,5
Cruza com:
 A6 ,  A22 ,  A23 ,  A24 ,  A25 , IP 4, IP 8, IC 8, N 3, N 4, N 15, N 16, N 18, N 114, N118, N 121, N 125, N 235, N 243, N 253

A EN 2 (ou simplesmente N2) - Estrada de Portugal é uma estrada nacional que integra a rede nacional de estradas de Portugal, ligando Faro a Chaves.

Percurso[editar | editar código-fonte]

A Estrada Nacional nº 2 atravessa Portugal de Norte a Sul e é a estrada de maior extensão do país, tendo o seu início em Chaves (Km 0) e terminando ao Km 738,5 em Faro (originalmente tinha um total de 739,260 Km), passando por onze distritos (Vila Real, Viseu, Coimbra, Leiria, Castelo Branco, Santarém, Portalegre, Évora, Setúbal, Beja e Faro), oito províncias (Trás-os-Montes e Alto Douro, Beira Alta, Beira Litoral, Beira Baixa, Ribatejo, Alto Alentejo, Baixo Alentejo e Algarve), 4 serras, 11 rios e 32 concelhos.[1][2][3]No entanto, diversos troços foram desclassificados, passando a ser estradas regionais (ER2), outros passando a estrada municipal (EM2)[4]

Marco quilométrico, assinalando o início e o fim da Estrada Nacional n.º 2, Portugal.
O último marco quilométrico da Estrada Nacional n.º 2 (reposto a 20 de Maio de 2016), assinalando o Km 738 à entrada de Faro. Informa ainda as distâncias de S.Brás (17 Km) e Barranco do Velho (29 Km).
Placas quilométricas em Faro ao Km 738,5 junto ao marco que indica o fim da Estrada Nacional nº2
Nome da saída/Localidade intermédia Município Estrada que liga Designação oficial
Chaves Chaves N 103

N 213

ER2
Vila Nova de Veiga
Vilela do Tâmega
Vilarinho das Paranheiras
Vidago  A 24 

 IP 3 

Oura
Sabroso de Aguiar Vila Pouca de Aguiar CM 1149
Pedras Salgadas M 549
Vila Pouca de Aguiar N 206

N 212

Vila Chã
Vilarinho de Samardã Vila Real
Benagouro  A 24 

M 1231

Vila Real  IP 4 

N 15

N 313

Parada de Cunhos N 15

 IP 4 

Cumieira Santa Marta de Penaguião
Sever N 304 EN2
Santa Marta de Penaguião N 304-3
Peso da Régua Peso da Régua  A 24 

N 108 N 222

Sande Lamego ER2
Lamego N 226
Penude
Magueija
Bigorne  IP 3 
Mezio Castro Daire
Moura Morta  IP 3 
Castro Daire N 225

N 228

Ribolhos
Carvalhal  A 24 
Arcas  IP 3 
Póvoa de Calde Viseu
Lordosa
Campo EN2
 IP 5  Sinnbild Autobahnausfahrt.svg  16   IP 5 
Abraveses
Viseu N 229

N 16

Repeses
Vila Chã de Sá
Fail  A 25 
São Miguel do Outeiro Tondela  IP 3 

N 337

Sabugosa EM2
Canas de Santa Maria
Tondela N 230
Santa Comba Dão Santa Comba Dão  A 35 

 IP 3 

N 234

N 234-6

M 629

Almaça Mortágua
Oliveira do Mondego Penacova
 IC 6   IC 6 
 IP 3  Sinnbild Autobahnausfahrt.svg  13  N 17-2
 IP 3  Sinnbild Autobahnausfahrt.svg  12   IP 3 
Penacova N 110

N 235

ER2
Vila Nova de Poiares Vila Nova de Poiares N 17
Vila Nova do Ceira Góis N 342-3
Góis N 342 EN2
Esporão
Amieiros
N 112 N 112
Chã de Alvares ER2
Alvares
Amioso Fundeiro
Picha Pedrógão Grande
Venda da Gaita N 236
Pedrógão Grande IC 8
Pedrógão Pequeno Sertã IC 8 EM2
Sertã IC 8

N 241

N 238

Junceira N 244 EN2
Cumeada M 534-1
Vila de Rei Vila de Rei N 348
Sardoal Sardoal N 358
Alferrarede Abrantes  A 23 
Abrantes N 3

N 118

Bemposta EM2
Ponte de Sor Ponte de Sor N 119
Tramaga
Aeródromo de Ponte de Sôr EN2
Montargil N 243
Barragem de Montargil
Mora Mora N 251
Coruche ER2
Ciborro Montemor-o-Novo
Montemor-o-Novo  A 6 

N 4

N 114

N 253

Santiago do Escoural M 370
Alcáçovas Viana do Alentejo N 257
Torrão Alcácer do Sal N 5-2
Odivelas Ferreira do Alentejo
Ferreira do Alentejo N 121

N 259

Ervidel Aljustrel N 18
Aljustrel N 261 EN2
Castro Verde Castro Verde N 123

 IP 2 

ER2
Rosário Almodôvar EN2
A-dos-Neves
Almodôvar N 267
Dogueno
Ameixial Loulé
Barranco do Velho N 124
São Brás de Alportel São Brás de Alportel N 270
Machados
 A 22  Faro  A 22 
Faro N 125
Ramal[5][6][7] Designação Pontos extremos e intermédios
N 2-1 Para a estação de Sabugosa N 2 - Estação de Sabugosa
N 2-2 Para a estação de Santa Comba Dão N 2 - Estação de Santa Comba Dão
N 2-3 Para a N17 N 2 - São Pedro de Alva - N17
N 2-4 Para a N 3 N 2 - Abrantes - N 3
N 2-5 Para a estação de Abrantes N 2 - Estação de Abrantes
N 2-6[8] Para Olhão N 2 (Coiro da Burra) - Estoi - Areia - Pechão - Olhão
N 2-7 Para Abrantes N 2 - Abrantes
N 2-8 Para a Barragem do Roxo Ervidel (proximidades) - Barragem do Roxo

História[editar | editar código-fonte]

O troço da EN2 confunde-se com a própria história, sendo que muitos segmentos já eram as principais vias romanas que atravessavam a Lusitânia.

Com o passar do tempo, as principais vias foram sendo melhoradas e ligadas umas às outras e até ao final do séc. XIX, grande parte daquela que é hoje a EN2 já era Estrada Real.

Em 1884, o percurso de Faro a Castro Verde passa a designar-se Estrada Distrital nº 128.

Com a implantação da república a estrada chega a Beja e ganha o título de Estrada Nacional nº 17, passando a chamar-se mais tarde a Estrada Nacional nº 19 - 1ª.[9]

Um dos grandes projectos do Estado Novo era a criação de uma estrada que ligasse o país de lés a lés pelo centro, e a partir de 1930 começaram a ser alcatroados os troços de pedra e de terra e construídas as ligações necessárias, até que em 1945 é classificada a Estrada Nacional nº 2 através do Decreto Lei 34:593 de 11 de Maio de 1945.

O troço que liga Almodôvar a São Brás de Alportel foi, em 2003, classificado como Estrada Património devido ao riquíssimo património que a envolve, fazendo parte da primeira edição em livro das estradas património em Portugal, lançado pelas Infraestruturas de Portugal.

Devido às suas características, a EN2 é muitas vezes comparada (embora a uma escala muito menor) à Ruta 40 (Argentina) ou à Route 66 (E.U.A.).

Na Foz do Dão, Santa Comba Dão, a estrada atravessava a imponente Ponte Salazar que estabelece também os limites dos concelhos de Santa Comba Dão, Penacova e Mortágua, divide os distritos de Coimbra e Viseu e separa a Beira Litoral da Beira Alta, hoje submersa pela Barragem da Aguieira. O trajeto efetua-se atualmente pela ponte resultante do paredão da barragem.

Em Novembro de 2016 foi criada a Associação de Municípios da Rota da Estrada Nacional 2, um projecto turístico que une as cidades de Chaves a Faro, englobando 33 municípios[10], com o objetivo de unir os diversos troços desclassificados da antiga estrada nacional. Contudo, até agora nada foi feito[carece de fontes?].

Referências

  1. «Faro e Chaves "mantêm a distância" para estimular turismo ao longo da EN2». Sul Informação. 22 de maio de 2016. Consultado em 30 de maio de 2016 
  2. «Sertã: Estrada Nacional 2 comemora 71 anos de Classificação». diariodigitalcastelobranco.pt. Consultado em 30 de maio de 2016 
  3. Ministério das Obras Públicas e Comunicações - Gabinete do Ministro (11 de maio de 1945). «Decreto-Lei n.º 34593». Diário do Govêrno n.º 102/1945, 1º Suplemento, Série I de 1945-05-11 
  4. «Lista de estradas geridas pela IP» (PDF) 
  5. Ministério das Obras Públicas - Gabinete do Ministro (23 de janeiro de 1957). «Decreto-Lei n.º 40985». Diário do Governo n.º 19/1957, Série I de 1957-01-23 
  6. Ministério das Obras Públicas - Junta Autónoma de Estradas (19 de março de 1963). «Decreto n.º 44924». Diário do Governo n.º 66/1963, Série I de 1963-03-19 
  7. Ministério das Obras Públicas - Gabinete do Ministro (14 de maio de 1965). «Decreto-Lei n.º 46392». Diário do Governo n.º 132/1965, Série I de 1965-06-14 
  8. Esta estrada encontra-se regionalizada de acordo com o Plano Rodoviário Nacional (ver referência 4)
  9. «A Estrada Nacional 2». Marafado. 25 de fevereiro de 2010. Consultado em 30 de maio de 2016 
  10. http://www.cm-smpenaguiao.pt/noticias/associacao-de-municipios-da-rota-da-e-n-2-criada-em-santa-marta-de-penaguiao/
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.