Estoi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Portugal Estoi 
  Freguesia portuguesa extinta  
Igreja de Estoi
Igreja de Estoi
Localização
Estoi está localizado em: Portugal Continental
Estoi
Localização de Estoi em Portugal Continental
Mapa de Estoi
Coordenadas 37° 05' 44" N 7° 53' 35" O
Concelho primitivo Faro
Concelho (s) atual (is) Faro
Freguesia (s) atual (is) Conceição e Estoi
História
Extinção 2013
Características geográficas
Área total 46,59 km²
População total (2011) 3 652 hab.
Densidade 78,4 hab./km²

Estoi é uma localidade portuguesa do concelho de Faro, com 46,59 km² de área e 3 652 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 78,4 hab/km², o que lhe permite ser classificada como uma Área de Baixa Densidade (portaria 1467-A/2001).[1]
A 9 de dezembro de 2004, foi aprovada na Assembleia da República a alteração do nome da freguesia de Estói para Estoi.[2]

Foi sede de uma freguesia extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, para, em conjunto com Conceição, formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Conceição e Estoi com a sede em Conceição.[3]

Localização da Freguesia de Estoi

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Estoi [4]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
3 990 4 268 5 107 5 014 4 411 4 153 4 283 4 267 4 238 3 911 3 103 3 184 3 100 3 538 3 652

Património[editar | editar código-fonte]

  • A Oeste e ainda nas proximidades da pequena cidade de Estói, localiza-se a Ruínas romanas de Milreu, que nos oferece uma rara oportunidade de ver como viviam os Romanos entre os séculos I e IV d.C. Estas ruínas revelam características de uma formação de vila de peristilo, com cerca de 22 colunas ao redor de um pátio aberto com jardim e respectivo tanque de água. Esta Vila foi decorada com mosaicos, nomeadamente a nascente do peristilo, com figuras que representam a fauna marinha. Escavações trouxeram a luz um extenso complexo edificado do século III d.C e que constitui-se de uma casa senhorial, instalações agrícolas, um balneário e um templo. [5]
  • Palácio de Estoi ou Casa de Estoi com os seus jardins, fontes e estatuária. (Imóvel nobre reestruturado no final do século XIX e que é o melhor exemplo do género no distrito de Faro) O Palácio de Estói é um palacio que segue a linha de estilo Rococo. Famoso por seus jardins e murais de azulejo. O Palácio foi constuído ao fim do século XIX e é o melhor exemplo deste estilo arquitetônico no distrito de Faro.[6]
  • Ao centro da cidade, localiza-se a neoclássica Igreja Matriz de Estói. Suas construções originais datam-se desde o século XV, porém está foi significativamente danificada com o sismo ocorrido em 1755. Posteriormente, sucedeu-se sua restauração, tornando-se assim no século XIX um prédio de estilo neoclássico. O arquiteto italiano Francisco Xavier Fabri, foi o responsável por esta reforma e alguns outros exemplos de suas obras estão localizados em cidades vizinhas, notavelmente, o Arco da Vila em Faro. [7]
Ruínas romanas de Milreu

Festas[editar | editar código-fonte]

A principal manifestação cultural de Estoi é a Festa da Pinha.[8]

Referências

  1. Teixeira, Ângelo José Lopes (2006). Tipologia sócio-económica das freguesias da Região do Algarve, 1991 - 2001, Dissertação de mest., Economia Regional e Desenvolvimento Local,Faculdade de Economia, Univ. do Algarve
  2. «Lei nº 32/2005» (PDF). Diário da República. Consultado em 3 de Janeiro de 2014 
  3. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  4. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  5. Hauschild, Theodor (2002), Milreu. Ruinen (em German), Lisbon, Portugal: Kultusministerium 
  6. José Carlos Vilhena Mesquita, O Palácio de Estoi. Subsídios para a sua história. Faro. 1982.
  7. Visiting Estoi. wetravelportugal.com. Retrieved 7 Maio 2020.
  8. Carlos, Laura (2013). Manifestação cultural - alterações ao longo do tempo: estudo de caso - Festa da Pinha.
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Estoi

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.