Tondela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Tondela (desambiguação).
Tondela
Município de Portugal
Tondela - Portugal (152098451).jpg
Cidade de Tondela

Brasão de Tondela Bandeira de Tondela

Localização de Tondela

Gentílico Tondelense
Área 371,22 km²
População 28 946 hab. (2011)
Densidade populacional 78  hab./km²
N.º de freguesias 19
Presidente da
câmara municipal
José António de Jesus (PSD)
Fundação do município
(ou foral)
1515
Região (NUTS II) Centro (Região das Beiras)
Sub-região (NUTS III) Viseu Dão-Lafões
Distrito Viseu
Província Beira Alta
Orago Santa Eufémia
Feriado municipal 16 de Setembro
Código postal 3460 Tondela
Sítio oficial www.CM-Tondela.pt

Tondela é uma cidade portuguesa, sede de município[1] do distrito de Viseu, situada na província da Beira Alta, região do Centro (Região das Beiras) e sub-região Viseu Dão-Lafões, com cerca de 4 500 habitantes.[2] É a quarta maior cidade do distrito de Viseu, atrás de Viseu, Lamego e Mangualde.

A cidade é sede do município de Tondela[3] que tem uma área de 371,22 km² [4] e 28 946 habitantes (2011),[5][6] subdividido em 19 freguesias.[7] O município é limitado a norte pelo município de Vouzela e pela porção sul de Oliveira de Frades, a nordeste por Viseu, a sueste por Carregal do Sal, a sul por Santa Comba Dão, a sudoeste por Mortágua e a oeste por Águeda.

O natural ou habitante de Tondela denomina-se tondelense.

A cidade de Tondela é geminada com a cidade francesa de Lannemezan.

Tondela é banhada pelo rio Dinha que nasce no lugar de Covas, no concelho de Vouzela, em plena Serra do Caramulo. Tem 35 quilómetros de extensão até desaguar no rio Dão.

Descrição geral[editar | editar código-fonte]

Tondela é um concelho recheado de atrativos e motivos de interesse, que tem na diversidade das suas paisagens, em especial da Serra do Caramulo, a sua jóia da coroa, assim como nos seus imensos espaços verdes, rios e as suas áreas de lazer.

A Ecopista do Dão, os seus percursos pedestres, também as aldeias de montanha recheadas de história e costumes, com um vasto património, aliado à gastronomia e ao inconfundível Vinho do Dão fazem deste um concelho com uma identidade inconfundível.

Os produtos endógenos, em especial, o cabrito, mel, a castanha, o milho e a laranja de Besteiros, bem como as gentes hospitaleiras, as coleções únicas dos Museus de Arte e Automóvel (Caramulo) e Terras de Besteiros, tornam imprescindível uma visita a esta região de bem-estar, de onde pode levar de recordação uma peça de barro negro de Molelos.

A par disto tudo, destaque ainda para a oferta cultural e de eventos, onde se destacam o desporto automóvel, com o Caramulo Motorfestival, a Queima do Judas, o Tom de Festa ou a FICTON – Feira Industrial e Comercial de Tondela.

Tondela destaca-se pelo seu relevante potencial cultural, passando pelo património, turismo, saúde e ativo termal existente, com as águas termais de Sangemil, que fazem deste um concelho com um charme irresistível![8]

O Clube Desportivo de Tondela, instituição desportiva da cidade, é um dos maiores embaixadores nacionais desta localidade pelo mediatismo e reconhecimento desportivo pelas suas participações no campeonato nacional da primeira divisão portuguesa.

História[editar | editar código-fonte]

O actual município de Tondela compreende as freguesias que constituíam o antigo concelho de Besteiros , ao qual vieram a anexar-se, com o andar dos tempos e depois de múltiplas reformas administrativas, os antigos coutos, depois concelhos da Serra do Caramulo - S. João do Monte e Guardão. Também terra chã, os de Mouraz, Sabugosa, Canas de Santa Maria , S. Miguel de Outeiro e algumas freguesias que pertenciam ao termo de Viseu e a outros pequenos concelhos, Barreiro e Treixedo. Segundo documentos dos séculos X, XI e XII designava-se esta região por Terra de Balistariis. Esta designação tem por origem a palavra balista ou besta, máquina de guerra usada pelos besteiros na idade média.

Heráldica[editar | editar código-fonte]

De prata, com uma laranjeira de sua cor frutada de ouro, arrancada e com o tronco de negro acompanhada de duas bestas de vermelho. Coroa mural de prata de cinco torres. Bandeira de um metro quadrado oitavada de amarelo e verde. Listel branco com letras pretas, cordões e borlas de ouro e verde. Lança e hastes de ouro.

Indica-se o campo de armas de prata , porque este metal em heráldica denota humildade e riqueza, qualidades próprias da terra que na sua humildade produz o sustento para os seus naturais.

A laranjeira representa a grande importância que os frutos têm na região, é o símbolo do valor agrícola. Os frutos de ouro simbolizam a fidelidade, o poder e a liberdade, qualidades heráldicas deste metal e representam as condições locais, correspondendo os vinte e seis frutos a outras tantas freguesias que constituem o Concelho. A laranjeira tem o tronco negro e é arrancada do mesmo esmalte, que significa a honestidade e representa terra em todo o seu valor.

As bestas, significando a índole guerreira dos antigos habitantes do Vale de Besteiros são representadas de vermelho, porque este esmalte representa, heraldicamente, ardis e vitórias.

Como a laranjeira, representativa de valor agrícola local é de verde pintada de ouro, são estas as cores que têm de compor a bandeira, a coroa mural de cinco torres é o distintivo designado às cidades.

Lenda de Tondela[editar | editar código-fonte]

Ao Tom’Dela, estátua localizada na cidade

A célebre lenda que deu nome a Tondela versa que aqui havia uma mulher, durante as batalhas da Reconquista, que usava uma trompa quando, do cume de um morro, avistava o inimigo. E que ao tom della (cuja contracção forma Tondela) toda a povoação se juntava para afrontar as tropas adversárias.

Trata-se de uma lenda que poderá estar inspirada em factos reais baseada na história de uma heroína que com o seu bafo se fez ouvir por 'Terras de Besteiros'. – sabe-se lá a quem. Na cidade de Tondela é tradição, quando lá chegados, procurar essa a Fonte da Sereia, cujo topo tem a mulher da trompa esculpida, tal e qual como do topo de um monte ela vigiava as suas fronteiras. A cidade de Tondela tem também a estátua Ao Tom’Dela alusiva a esta lenda.

Toponímia[editar | editar código-fonte]

No local há o Chafariz das Sereias, um belo trabalho em pedra que mostra uma mulher com uma trompa na mão. Trata-se de uma mulher que, segundo a lenda, vigiava os movimentos dos mouros do cimo dos montes. Ao avistar o perigo, tocava a trompa e ao'tom'dela se juntava o povo para enfrentar o inimigo.[carece de fontes?]

Freguesias[editar | editar código-fonte]

Freguesias do município de Tondela.

O município de Tondela está subdividido em 19 freguesias:

No espaço do actual município existiu, até 1836, o antigo concelho de Besteiros, cujo nome está ainda hoje presente na toponímia local e nas armas concelhias.

Paisagem[editar | editar código-fonte]

Sendo a cidade banhada pelo rio Dinha, as terras do concelho apresentam uma diversidade de paisagens em que se conjugam os encantos da Serra do Caramulo, da zona planáltica do Vale de Besteiros, dos imensos espaços florestais, dos rios e praias fluviais.

São terras marcadas pelo clima rigoroso da Serra do Caramulo, com saberes e tradições ligados à pastorícia e aos trabalhos agrícolas, com interessantes aglomerados de casas em granito; terras cujo passado deixou um vastíssimo conjunto de monumentos de inquestionável valor; são também terras por onde passa o rio Dão, zonas de férteis planaltos verdejantes, ar puro, águas termais Sangemil enfim, sítios que se oferecem ao visitante como refúgios de beleza natural.

Produtos locais[editar | editar código-fonte]

Tondela tem vários produtos desde o linho, ao barro negro, cestaria, tanoaria, latoaria e outros artigos artesanais, às capuchas da Serra do Caramulo, ao mel, aos doces de frutas ou os seus vinhos, produtos de excelência da Região Demarcada do Dão.[9] No Museu Municipal Terras de Besteiros, localizado no centro da cidade (em frente à Igreja Matriz), existe um espaço de exposição e venda de produtos locais.

Gastronomia[editar | editar código-fonte]

Tondela e a sua região possui uma gastronomia riquíssima, típica, temos realmente boa e variada comida: cabrito no forno, com batata assada e arroz de miúdos, chanfana na padela, vitela assada no forno, pratos todos eles confeccionados nas famosas assadeiras de Barro Negro de Molelos, que lhe conferem um paladar particular. Os enchidos, os fumados e os peixes do rio com molho de escabeche completam a afamada mesa da sua região.

Como complemento, uma doçaria regional espantosa: aletria, arroz doce, as mais variadas compotas, tortas, as laranjas de Besteiros, os licores, o mel do Caramulo “O Ouro da Montanha”, as nozes, as castanhas, produtos endógenos que se destacam não só pelo seu paladar, mas também pelas suas características intrínsecas. Todos estes sabores e delícias continuam a conferir vida ao património gastronómico da nossa região.[10]

Geminação: cidades de Tondela e Lannemezan[editar | editar código-fonte]

A geminação é uma forma de dar a conhecer um país, uma região, o meio ambiente, os seus habitantes, os seus hábitos, os seus valores, as suas músicas, gastronomia, entre outros, através de um intercâmbio bilateral ou mesmo multilateral, onde é possível, por um lado, trocar ideias e experiências e por outro, desenvolver projectos conjuntos sobre questões de interesse comum, pelo que o desempenho, por parte de todos os intervenientes, favorece o desenvolvimento significativo para a comunidade europeia.

Assim, as iniciativas de geminação contribuem para o estabelecimento de relações cada vez mais estreitas e profundas entre inúmeras autarquias. É hoje um instrumento único de aproximação dos cidadãos europeus, facultando a todos, uma experiência pessoal enriquecedora, através de uma partilha de prazeres.

As condições de geminação entre Tondela e Lannemezan assentam principalmente, nas semelhanças estruturais e comportamentais entre as duas comunidades. Essas semelhanças remetem, fundamentalmente, para as montanhas envolventes, o Caramulo e os Pirinéus, a exploração agrícola e pecuária, a produção vinícola, industrial, entre outras, mas principalmente, a vontade mútua de descobrir, cooperar, interagir e fazer das divergências um enriquecimento pessoal através da amizade criada.

Por outro lado, esta geminação é uma porta aberta para outro país, um pouco através de França e das 70 famílias portuguesas em Lannemezan. O processo de geminação é um fortalecimento da Europa, com a preocupação de unificar cada nação através do desenvolvimento e da segurança num espaço de liberdade.


Lannemezan – França

A cidade de Lannemezan fica situada a sudoeste de França, a 550 metros de altitude nos Pirinéus Centrais. Encontra-se no fuso de três cidades, Bayonne, Toulouse e Perpignan e a cerca de 50 Km da cidade de Lourdes.

Por se situar nos Pirinéus, Lannemezan dispõe de uma natureza sem igual. A floresta, os rios, as cascatas que marcam a paisagem de forma singular, transmitem um único e maravilhoso bem-estar, podendo desfrutar de actividades ao ar livre.

Em Junho de 1995, uma delegação de Tondela visita Lannemezan e é assinado o Protocolo de Geminação entre as duas cidades.

Tondela e Lannemezan, mais de vinte e cinco anos de amizade e de iniciativas objectivando a união e a amizade de cidadania entre dois países diferentes pela sua cultura, pelos seus usos e costumes, pelas limitações patentes entre as comunidades, mas ultrapassada pela “ fonte de saber e de amizade”.

Esta união entre Tondela e Lannemezan, tem-se verificado cada vez mais estreita, onde os cidadãos e autarcas de ambas as cidades e os seus intervenientes, através das associações que intervêm no intercâmbio, têm vindo a dar um contributo importante para a construção europeia e para reforçar os laços de amizade que cada vez mais se demonstram fortalecidos.

Na génese das relações entre as duas cidades, encontram-se actividades que perduram desde o primeiro intercâmbio.[11]

Clubes desportivos[editar | editar código-fonte]

Estádio João Cardoso, em Tondela

Fundado a 6 de junho de 1933, o Clube Desportivo de Tondela (CDT) é o clube da cidade de Tondela, o principal do concelho e o mais representativo do distrito de Viseu. É um clube eclético e multi-desportivo de expressão nacional que desde 2015 compete na Primeira Liga, o principal escalão do futebol português, destacando-se como o maior embaixador da cidade, concelho, região e das suas gentes. O CDT realiza os seus jogos no Estádio João Cardoso.

O concelho de Tondela tem também outros clubes históricos de expressão mais regional como CA Molelos, SC Nandufe, Besteiros FC, GD Ferreirós do Dão, GD Canas de Santa Maria, ADRC Parada de Gonta, CCM Lobanense, CR Tonda, entre outros.

O Escola Futebol Clube de Molelinhos (futebol feminino) foi até ao momento o único clube do concelho de Tondela e do distrito de Viseu a conquistar uma Taça de Portugal. Este feito inédito foi conquistado na época 2008/2009.

Figuras Ilustres[editar | editar código-fonte]

Património[editar | editar código-fonte]

Em diversas localidades encontram-se belas igrejas e capelas de estilos arquitectónicos, também pinturas, magníficas custódias em prata dourada e ainda a cruz processional da Igreja Paroquial de S. João do Monte. Por todo o concelho, encontram-se também casas solarengas, quase todas datadas do século XVIII.

A Fonte da Sereia é um dos atrativos da cidade

TONDELA:

  • Monumento aos Mortos da Grande Guerra
  • Estátua 'Ao Tom'Dela'
  • Chafariz da Sereia
  • Monumento aos Combatentes do Ultramar
  • Estátua do Emigrante
  • Capela de Santa Eufémia
  • Pelourinhos (largo 1º de maio e largo da República)
  • Solar de Sant'Ana
  • Igreja Matriz
  • Fonte do Outeiro
  • Igreja de Nossa Srª do Carmo
  • Capela do Senhor do Calvário
  • Pelourinho do Senhor do Calvário
  • Tabuleiro da Praça Besteiros
  • Busto ao Mestre da Língua Portuguesa Cândido de Figueiredo
  • MEMORIAR - Ciclista agigantado 'Caramulo' (Expo 98)
  • Estádio João Cardoso
  • Escultura 'Xandinha da Praça'
  • Ponte Romana de Nandufe
  • Mural 'Memória de Nandufe'


CONCELHO DE TONDELA:


População[editar | editar código-fonte]

Número de habitantes [12]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
27 791 29 971 30 346 30 622 32 155 31 157 34 632 38 107 40 596 38 917 35 350 35 906 32 049 31 152 28 946

(Obs.: Número de habitantes "residentes", ou seja, que tinham a residência oficial neste município à data em que os censos se realizaram.)

Número de habitantes por Grupo Etário [13]
1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
0-14 Anos 9 947 11 140 10 395 10 921 12 724 12 223 11 548 10 245 9 040 6 070 4 445 3 443
15-24 Anos 4 745 4 848 4 908 5 992 6 098 6 946 6 424 5 375 5 889 4 814 4 136 2 979
25-64 Anos 12 628 12 816 12 839 14 196 15 997 17 186 17 077 15 740 15 648 15 239 15 482 14 648
= ou > 65 Anos 2 002 2 400 2 269 2 776 3 094 3 485 3 868 3 990 5 329 5 926 7 089 7 876
> Id. desconh 165 77 91 46 147

(Obs: De 1900 a 1950 os dados referem-se à população "de facto", ou seja, que estava presente no município à data em que os censos se realizaram. Daí que se registem algumas diferenças relativamente à designada população residente)

Jornais Locais[editar | editar código-fonte]

  • Jornal 'Folha de Tondela' - Semanário (mais antigo do distrito de Viseu)
  • 'Jornal de Tondela' - Semanário
  • ' O Beirão Online' - Diário (de atualidades de Tondela e da Região das Beiras)

Política[editar | editar código-fonte]

Eleições autárquicas[editar | editar código-fonte]

Data % V % V % V
CDS PSD PS
1976 41,85 3 33,61 3 17,19 1
1979 43,06 3 36,71 3 12,05 1
1982 38,50 3 35,55 3 17,46 1
1985 28,05 2 45,94 4 19,42 1
1989 24,47 2 47,75 4 19,95 1
1993 18,57 1 49,13 4 24,50 2
1997 8,99 - 54,32 5 28,52 2
2001 73,06 6 20,06 1
2005 3,48 - 66,52 5 23,49 2
2009 4,47 - 70,15 6 17,97 1
2013 9,64 - 53,48 5 25,69 2
2017 10,86 - 57,49 5 23,25 2

Eleições legislativas[editar | editar código-fonte]

Data %
CDS PSD PS PCP UDP AD APU/

CDU

FRS PRD PSN B.E. PAN PàF L CH IL
1976 38,80 28,27 20,39 1,69 0,65
1979 AD AD 18,86 APU 1,09 70,08 4,17
1980 FRS 0,39 71,68 3,69 18,82
1983 25,82 36,22 28,26 0,41 2,98
1985 23,18 40,87 19,70 0,39 3,37 7,09
1987 7,89 63,00 16,41 CDU 0,24 2,27 1,02
1991 7,21 67,27 18,79 1,62 0,30 1,51
1995 13,75 48,22 32,40 0,31 1,58 0,26
1999 11,49 48,79 32,96 1,88 0,32 1,10
2002 11,94 56,85 25,56 1,56 1,20
2005 9,51 46,61 33,25 2,06 3,17
2009 13,14 41,60 30,37 2,95 5,93
2011 11,90 52,63 21,92 3,16 2,57 0,72
2015 PàF PàF 23,85 3,35 6,48 0,69 56,55 0,35
2019 6,03 37,17 32,65 2,29 8,71 2,04 0,57 0,88 0,45

Referências

  1. Diário da República, 2.ª série, 6 de março de 2020, Pág. 221
  2. http://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_indicadores&indOcorrCod=0005889&contexto=pi&selTab=tab0
  3. Portal Geográfico
  4. Instituto Geográfico Português (2013). «Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2013». Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013. Direção-Geral do Território. Consultado em 28 de novembro de 2013. Arquivado do original (XLS-ZIP) em 13 de novembro de 2017 
  5. INE (2012). Censos 2011 Resultados Definitivos – Região Centro. Lisboa: Instituto Nacional de Estatística. p. 106. ISBN 978-989-25-0184-0. ISSN 0872-6493. Consultado em 27 de julho de 2013 
  6. INE (2012). «Quadros de apuramento por freguesia» (XLSX-ZIP). Censos 2011 (resultados definitivos). Tabelas anexas à publicação oficial; informação no separador "Q101_CENTRO". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 27 de julho de 2013 
  7. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.
  8. «Tondela». Turismo Centro Portugal. Consultado em 20 de junho de 2021 
  9. Gazeta Rural n.º 272 (15 de junho de 2016), pág. 17.
  10. User, Super. «Gastronomia». Câmara Municipal de Tondela. Consultado em 21 de junho de 2021 
  11. Tondela, Município de. «Geminação». Câmara Municipal de Tondela. Consultado em 21 de junho de 2021 
  12. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  13. INE - http://censos.ine.pt/xportal/xmain?xpid=CENSOS&xpgid=censos_quadros
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Tondela