Região do Centro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Localização da região do Centro, em Portugal.
Monsanto, na Beira Baixa, que foi denominada durante o Estado Novo como "a aldeia mais portuguesa de Portugal."
Santuário de Fátima, na Beira Litoral, o maior centro religioso de Portugal.

A Região do Centro[1][2] é uma região (NUT II) de Portugal, limitada a norte pela Região do Norte, a leste pela Espanha, a sul pelo NUTS II do Alentejo (sub-regiões do Alto Alentejo e da Lezíria do Tejo), a sudoeste pela Área Metropolitana de Lisboa e a oeste pelo Oceano Atlântico.

Desta região fazem parte as serras e montanhas do Sistema Montejunto-Estrela, do qual se inclui o Maciço Calcário Estremenho, e também o conjunto das famosas aldeias do Xisto e aldeias históricas de Portugal.

As cidades mais populosas da região do Centro são Coimbra (105 482 habitantes), Viseu (57 975), Aveiro (54 398), Leiria (50 533), Covilhã (34 481), Castelo Branco (34 278), Caldas da Rainha (30 343), Figueira da Foz (30 012), Guarda (25 993) e Torres Vedras (25 717).[3] O maior centro turístico e religioso é a cidade de Fátima.[4]

Tem uma área de 28 405 km² (31% de Portugal continental) e uma população de 2 327 580 (Censos 2011),[5] correspondendo a 23,2% do Continente e a 22% de Portugal.

Compreende 9 Unidades de Nível III (NUTS III):

Grosso modo, corresponde, territorialmente, à antiga Província da Beira, ao conjunto da Beira Litoral e da Beira Interior (tal como considerados no referendo de 1999), às províncias históricas da Beira Litoral, da Beira Alta e da Beira Baixa, e às regiões fisiográficas de Orlando RibeiroBeira Litoral, Beira Alta, Beira Baixa, e Beira Transmontana. Inclui ainda áreas classicamente fora da antiga Beira, nomeadamente as sub-regiões do Médio Tejo, na província histórica do Ribatejo, e do Oeste, na província histórica da Estremadura.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ligações externas[editar | editar código-fonte]