Pinhel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Pinhel (desambiguação).
Pinhel
Brasão de Pinhel Bandeira de Pinhel
Pinhel.JPG
Cidade de Pinhel
Localização de Pinhel
Gentílico Pinhelense
Área 484,52 km²
População 9 627 hab. (2011)
Densidade populacional 19,9  hab./km²
N.º de freguesias 18
Presidente da
câmara municipal
Rui Manuel Saraiva Ventura (PSD)
Fundação do município
(ou foral)
1209
Região (NUTS II) Centro
Sub-região (NUTS III) Beira Interior Norte
Distrito Guarda
Antiga província Beira Alta
Orago Nossa Senhora do Castelo
Feriado municipal 25 de Agosto
Código postal 6400
Sítio oficial http://www.cm-pinhel.pt
Municípios de Portugal Flag of Portugal.svg

Pinhel é uma cidade portuguesa, pertencente ao distrito da Guarda, região Centro e sub-região da Beira Interior Norte, com aproximadamente 3 500 habitantes.[1] Também conhecida por Cidade Falcão, é sede de um município com 484,52 km² de área[2] e 9 627 habitantes (2011),[3][4] subdividido em 18 freguesias.[5] O município é limitado a norte pelo município de Vila Nova de Foz Côa, a nordeste por Figueira de Castelo Rodrigo, a leste por Almeida, a sul pela Guarda e a oeste por Celorico da Beira, Trancoso e Mêda.

O concelho de Pinhel encontra-se entre os 350 e os 600 metros de altura em relação ao nível do mar e é banhado pelo rio Côa, pelo rio Massueime, para além da ribeira das Cabras e da ribeira da Pêga. Pinhel fica rodeado por paisagens vistosas: colinas, planaltos, montes e a notável Serra da Marofa. Pinhel foi outrora diocese e atualmente permanece o ponto focal de Terras de Riba Côa, dominada por planaltos, fortalezas, pelourinhos e os vastos horizontes, junto ao vale do Côa. A cidade de Pinhel possui monumentos tipicamente beirões, de beleza estética, de gastronomia e de vinho, para além de salientar os frondosos pinheiros e bosques da Beira Interior.

O nome "Pinhel" deriva da grande quantidade de pinheiros existentes nessa zona. A proximidade de Pinhel à Espanha fez com que esta fosse um fulcro de um dos mais avançados centros fortificados até à assinatura do Tratado de Alcanizes.

Na parte setentrional (norte), situa-se o Parque Arqueológico do Vale do Côa, compartilhado com algumas municipalidades vizinhas, recentemente declarado Património Mundial da Humanidade pela UNESCO.

Freguesias[editar | editar código-fonte]

Freguesias do concelho de Pinhel

0

O concelho de Pinhel está dividido em 18 freguesias:

0

0

0

0

História[editar | editar código-fonte]

A origem da cidade pinhelense é atribuída, sem grande certeza, aos Túrdulos, por volta do ano 500 a.C.

O concelho de Pinhel recebeu foral de D. Sancho I em 1209, detendo funções de organização militar e jurisdição. Deve-se a D. Dinis a reedificação do Castelo de Pinhel, constituído por duas torres, e a construção da histórica muralha que rodeava a vila da época (atual zona histórica), constituída por seis portas - Vila, Santiago, S. João, Marrocos, Alvacar e Marialva.

Tornou-se sede de diocese e cidade em 1770, durante o reinado de D. José I, por desanexação da Diocese de Lamego, mas em 1881 a Diocese de Pinhel foi extinta pela Bula Papal de Leão XIII e incorporada na Diocese da Guarda.

Pinhel tem como símbolo o Falcão, presente também como distintivo no seu brasão. O Falcão simboliza o patriotismo dos pinhelenses que lutaram pela defesa da independência nacional, numa altura em que estes aderiram ao movimento patriótico do Mestre de Avis e em que Portugal estava sob ataques de Castela, nomeadamente na Beira Alta. O Falcão foi assim um talismã arrebatado ao rei de Castela por parte dos terços pinhelenses.

População[editar | editar código-fonte]

Número de habitantes [6]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
16 218 17 481 18 643 18 774 19 858 18 139 18 420 20 688 22 270 20 293 14 375 14 328 12 693 10 954 9 627

(Obs.: Número de habitantes "residentes", ou seja, que tinham a residência oficial neste concelho à data em que os censos se realizaram)

Nos censos de 1864, 1878 e 1890 o concelho de Pinhel integrava as freguesias de Alverca da Beira, Atalaia, Azevo, Bogalhal, Bouça Cova, Cerejo, Cidadelhe, Colmeal, Ervas Tenras, Ervedosa, Freixedas, Gouveia, Lamegal, Lameiras, Manigoto, Pala, Pereiro, Pinhel, Pínzio, Pomares, Póvoa d'El-Rei, Safurdão, Santa Eufêmia, Sorval, Souropires, Valbom, Vale de Madeira, Valverde e Vascoveiro.

Em 1895 as freguesias de Colmeal e Valverde passaram para os concelhos de Figueira de Castelo Rodrigo e Almeida, respetivamente. Nesse mesmo ano, foram anexadas ao concelho de Pinhel as freguesias de Pínzio e Pomares, que pertenciam aos concelhos da Guarda, e Póvoa d’El Rei que pertencia ao concelho de Trancoso.

Número de habitantes por Grupo Etário [7]
1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
0-14 Anos 6 279 6 696 5 864 6 092 6 967 7 181 6 151 3 905 3 237 2 158 1 323 1 000
15-24 Anos 3 222 3 476 3 293 3 515 3 466 3 889 3 553 2 095 2 382 1 834 1 429 881
25-64 Anos 8 163 8 329 7 658 7 836 8 791 9 373 8 827 6 690 6 327 6 009 5 336 4 607
= ou > 65 Anos 1 023 1 189 1 186 1 361 1 344 1 563 1 762 1 685 2 382 2 692 2 866 3 139
> Id. desconh. 24 24 93 21 71

(Obs.: e 1900 a 1950 os dados referem-se à população "de facto", ou seja, que estava presente no concelho à data em que os censos se realizaram. Daí que se registem algumas diferenças relativamente à designada população residente)

Pelourinho de Pinhel, na Praça Sacadura Cabral

Acessibilidades e Infraestruturas[editar | editar código-fonte]

O concelho de Pinhel é servido por uma única autoestrada (A25) que permite a deslocação até ao concelho: 502 0.svg

No concelho de Pinhel passa ainda a seguinte linha ferroviária: Db-Schild.svg

No concelho existe a Barragem de Vascoveiro, uma grande infraestrutura que serve para o abastecimento de água das populações vizinhas. Nesta barragem pode-se desfrutar de uma bonita paisagem e observar a Natureza. No concelho também existe a Barragem de Bouça Cova, situada na terra homónima.

Património Arquitetónico e Histórico[editar | editar código-fonte]

O concelho de Pinhel possui vários monumentos arquitetónicos e históricos, para além de outros pontos de interesse, dos quais se podem destacar:

Designações Categoria Tipologia Grau Construção
Castelo de Pinhel.jpg Castelo de Pinhel Arquitetura militar Castelo Monumento Nacional 1209-1282
Pelourinho Pinhel.JPG Pelourinho de Pinhel Arquitetura civil Pelourinho Monumento Nacional Século XVI
Maria do Castelo Pinhel.JPG Igreja de Santa Maria do Castelo Arquitetura religiosa Igreja Imóvel de Interesse Público Século XIV
Covento dos Frades.jpg Convento de Santo António (ou Convento dos Frades) Arquitetura religiosa Convento Imóvel de Interesse Público
Paço Episcopal Pinhel.JPG Paço Episcopal de Pinhel Arquitetura religiosa Paço Episcopal Em estudo 1783-1797
Pinhel 30 by-dpc.jpg Casa Grande (ou Solar dos Antas e Meneses) Arquitetura civil Solar Imóvel de Interesse Municipal Século XVIII
Bogalhal Velho Pinhel.JPG Bogalhal Velho (antiga aldeia de Santa Maria de Porto de Vide) Arqueologia Aldeia medieval Não classificado
Alverca Pinhel.JPG Pelourinho de Alverca da Beira Arquitetura civil Pelourinho Imóvel de Interesse Público
Igreja Misericórdia Pinhel.JPG Igreja da Misericórdia de Pinhel Arquitetura religiosa Igreja Imóvel de Interesse Público 1537
Ermida Eufêmia Pinhel.JPG Ermida Senhora das Fontes Arquitetura religiosa Ermida Não classificado
Barragem Vascoveiro.jpg Barragem de Vascoveiro Arquitetura civil Barragem Não classificado 2000
Rock Art Foz Coa 01.jpg Arte Rupestre do Vale do Côa (Núcleo de Arte Rupestre da Faia) Arqueologia Arte rupestre Património Mundial da Humanidade Paleolítico
São Luís Pinhel.JPG Igreja de São Luís Arquitetura religiosa Igreja Em Estudo 1596
Pinhel 13 by-dpc.jpg Solar dos Mena Falcão (ou Casa Seixas) Arquitetura civil Solar Imóvel de Interesse Municipal Século XVII
Pinhel 32 by-dpc.jpg Solar dos Corte-Real Arquitetura civil Solar Imóvel de Interesse Público
Pinhel 14 by-dpc.jpg Solar dos Mendes Pereira Arquitetura civil Solar Não classificado Século XVIII
Canhão Histórico (parque da Trincheira) Arma bélica Canhão Não classificado
Solar dos Távoras Arquitetura civil Solar Imóvel de Interesse Público Século XV

Ambiente[editar | editar código-fonte]

Jardim 5 de Outubro

O concelho de Pinhel situa-se numa zona de extrema beleza, a região do Côa. Pode-se apreciar o rio Côa e outros afluentes, para além das extraordinárias paisagens e o contacto com a Natureza e as várias maravilhas da Serra da Marofa.

Em termos de fauna pode-se destacar mamíferos como a lebre e a raposa e aves como o açor, a águia real, a cegonha ou o chasco.

No caso da flora destaca-se principalmente a amendoeira, para além da oliveira e da videira. Em certas épocas do ano é extraordinário observar campos e montes floridos ou os mantos de neve no Inverno.

Em termos geológicos, a região caracteriza-se por ser granítica, ter xisto, podendo também ser encontrada ocasionalmente bicos de quartzo ou turmalina.

A freguesia de Cidadelhe está incluída no Património Mundial da Humanidade da UNESCO devido à verificação arqueológica de figuras gravadas em granito, colocando-se a hipótese de que estas pertençam a um época Pré-histórica, de que alguns destes elementos pictóricos sejam paleolíticos.

Pinhel tem vários espaços verdes, dos quais se podem destacar o Parque Municipal da Trincheira, a Praça Sacadura Cabral, o Largo D. Cristóvão de Almeida Soares (junto ao Cineteatro São Luís) e o Jardim 5 de Outubro.

Economia[editar | editar código-fonte]

Posto de Turismo de Pinhel

A principal atividade económica que encontramos no concelho pinhelense é a agricultura. Nos últimos anos verifica-se um decréscimo deste tipo de atividade em termos de sustento individual. Em termos mais específicos, a cultura do olival e a da vinha vêm crescendo nos últimos anos. Apesar do declínio, é a região com maior volume de vinhas de toda a Beira Interior.[8]

Outro tipo de atividade económica praticada no concelho é a extração de pedra, devido fundamentalmente às características geológicas da região.

A pequena indústria, como artesanato, transformação de carnes e da amêndoa, são de se relevar.

O maior impacto a nível industrial e a nível de emprego no concelho foi a empresa de calçado Rohde, já desaparecida.

Um símbolo importante de Pinhel é o vinho produzido pela Adega Cooperativa de Pinhel, que já conquistou variados elogios internacionais.

Anualmente, no primeiro trimestre (mês de Fevereiro), é realizada a Feira das Tradições e Atividades Económicas do concelho de Pinhel (FTAE), um dos maiores certames da região, onde se encontram expostos vários produtos endógenos.

O turismo é uma aposta de Pinhel: todos os pontos importantes do concelho podem ser visitados e há um Posto de Turismo ativo situado no antigo Solar dos Antas e Meneses, na zona central da cidade e à entrada da zona histórica, onde se podem obter todo o tipo de informações necessárias e visitar a Loja dos Produtos Endógenos, onde pode adquirir uma lembrança de Pinhel ou produtos típicos da região.

Gastronomia[editar | editar código-fonte]

Na gastronomia pinhelense podem-se destacar os característicos enchidos de Pala, outros enchidos (morcela, bucho, chouriço assado), o cabrito assado, o cozido à portuguesa, bacalhau cozido e coelho à caçador.

Um dos elementos mais atrativos a nível gastronómico em Pinhel é o seu vinho, proveniente de vinhas situadas na região, e o azeite, produzido em olivais do concelho.

Na doçaria podem-se destacar as Cavacas Doces, o arroz doce, os filhós e o pão-de-ló.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Pinhel tem uma atividade cultural constante e regular, possuindo uma agenda cultural vasta. A cidade possui o Cineteatro São Luís, local onde se pode assistir a cinema, teatro e a outros tipos de manifestações culturais, o Centro de Congressos Desportivos e Exposições, inaugurado no 237.º aniversário de Pinhel como cidade, servindo como centro de exposições e palco de eventos desportivos, e a Casa da Cultura (no antigo Paço Episcopal), que permite cativar os turistas a visitar a cidade. Atualmente, este espaço acolhe o Museu Municipal (no rés-do-chão) e o Museu José Manuel Soares (no 1º piso), onde se encontram expostas as obras deste autor, alusivas à sua vida e à história de Portugal.

A cidade de Pinhel tem a Biblioteca Municipal, um espaço municipal de acesso à Internet e galerias de arte. A cidade possui também a Banda Filarmónica de Pinhel, o Grupo Coral, o Rancho Folclórico do Clube Desportivo Estrelas de Pinhel, que atuam em festas na sede de concelho e suas freguesias e a Academia de Música.

No Verão ocorrem vários espetáculos nos largos da cidade, verificando-se o seu auge nas festas relativas à comemoração do aniversário de Pinhel como cidade (25 de Agosto).

Desporto[editar | editar código-fonte]

A cidade tem como principal clube a União Desportiva "Os Pinhelenses" (UDP) tendo como principais modalidades o futebol e o futsal, jogando respetivamente no novo Estádio Municipal (inaugurado a 25 de agosto de 2016) e no Centro de Congressos Desportivos e Exposições.

Em Pinhel, especialmente no parque municipal da Trincheira, tal como nas freguesias de Alverca da Beira, das Freixedas e do Pereiro, existem zonas desportivas com piscinas que possibilitam a prática da natação. No concelho podem-se observar várias zonas para a prática de outros desportos, tais como parques infantis e espaços de lazer.

A cidade possui o Clube Desportivo "Estrelas de Pinhel", um grupo desportivo e cultural que se dedica, desde a sua existência, às camadas mais jovens.

Existe também o Pinhel Fora de Estrada-Clube TT, que se dedica a realizar eventos relacionados com o todo-terreno.

A nível desportivo, Pinhel tem recebido nos últimos anos eventos desportivos de nível nacional, como:

  • Volta a Portugal em Bicicleta
  • Taça de Portugal de Drift
  • Campeonato Nacional de Downhill Urbano
  • Open de ténis
  • Prestige Futsal Cup
  • Campeonato Nacional de Navegação 4X4
  • Torneios de Andebol entre várias nações
  • Outros eventos regionais (Campeonato regional Gira-Vólei, Municípios sem fronteiras, etc.)

Educação[editar | editar código-fonte]

No concelho de Pinhel existem:

  • 11 Jardins de Infância (10 freguesias)
  • 14 escolas do 1.º Ciclo (12 freguesias)
  • 1 escola Preparatória do 2.º Ciclo (Pinhel)
  • 1 escola Secundária com 3.º Ciclo (Pinhel)

Comunicação Social[editar | editar código-fonte]

A cidade de Pinhel é sede das seguintes instituições de comunicação social:

Símbolos[editar | editar código-fonte]

A bandeira de Pinhel é constituída por 8 triângulos que alternam em azul e amarelo com o brasão da cidade no centro.

Galeria de imagens[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. [1]
  2. Instituto Geográfico Português (2013). «Áreas das freguesias, municípios e distritos/ilhas da CAOP 2013» (XLS-ZIP). Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013. Direção-Geral do Território. Consultado em 28/11/2013. 
  3. INE (2012). Censos 2011 Resultados Definitivos – Região Centro (Lisboa: Instituto Nacional de Estatística). p. 112. ISBN 978-989-25-0184-0. ISSN 0872-6493. Consultado em 27/07/2013. 
  4. INE (2012). «Quadros de apuramento por freguesia» (XLSX-ZIP). Censos 2011 (resultados definitivos). Tabelas anexas à publicação oficial; informação no separador "Q101_CENTRO". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 27/07/2013. 
  5. Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro: Reorganização administrativa do território das freguesias. Anexo I. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Suplemento, de 28/01/2013.
  6. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  7. INE - http://censos.ine.pt/xportal/xmain?xpid=CENSOS&xpgid=censos_quadros
  8. Gazeta Rural n.º 258 (31 de outubro de 2015). pág. 17.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Pinhel

0

Para mais informações sobre Pinhel, visite o website da Câmara Municipal de Pinhel, em www.cm-pinhel.pt

0

Pinhel Cultura, Património, Desporto, e Outros no Concelho de Pinhel Brasão de Pinhel
Património Castelo de Pinhel | Pelourinho de Pinhel | Paço Episcopal de Pinhel | Igreja de Santa Maria do Castelo | Casa Grande | Pelourinho de Alverca da Beira | Igreja da Misericórdia de Pinhel | Sítios de arte rupestre do Vale do Coa | Núcleo de Arte Rupestre da Faia | Casa do Doutor David | Igreja de São Luís | Igreja Matriz do Bogalhal
Cultura Paço Episcopal de Pinhel
Turismo Bogalhal Velho | Barragem de Vascoveiro | Rio Côa | Serra da Marofa | Ermida Senhora das Fontes | Aldeias de Pinhel | Cidadelhe | Património | Natureza


Concelhos do Distrito da Guarda Localização do distrito de Guarda
Aguiar da Beira
Almeida
Celorico da Beira
Figueira de Castelo Rodrigo
Fornos de Algodres
Gouveia
Guarda
Manteigas
Mêda
Pinhel
Sabugal
Seia
Trancoso
Vila Nova de Foz Coa
Aguiar da Beira
Almeida
Celorico da Beira
Figueira de Castelo Rodrigo
Fornos de Algodres
Gouveia
Guarda
Manteigas
Mêda
Pinhel
Sabugal
Seia
Trancoso
Vila Nova de Foz Coa

0