Beira Baixa (sub-região)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Localização da sub-região da Beira Baixa

A Beira Baixa é uma sub-região estatística portuguesa (NUTS III), parte da região estatística do Centro e totalmente englobada no distrito de Castelo Branco.

Limita a norte com as Beiras e Serra da Estrela, a leste com a região da Extremadura (Espanha), a sul com a Extremadura e o Alto Alentejo e a oeste com a Região de Coimbra e o Médio Tejo.

Campina de Idanha

Tem uma área de 4 614 km² e uma população de 89 063 habitantes (censos de 2011)[1].

Geografia[editar | editar código-fonte]

Jardim do Paço Episcopal, ex-líbris de Castelo Branco

É formada por seis concelhos, todos do distrito de Castelo Branco.

Concelho Área (em km²) População
(censo de 2011)
Castelo Branco 1438,2 56.109
Idanha-a-Nova 1416,3 9.716
Oleiros 471,1 5.721
Penamacor 563,7 5.682
Proença-a-Nova 395,4 8.314
Vila Velha de Ródão 329,9 3.521
Total 4614,6 89.063

No seu território existem:

Os seus principais acidentes geográficos são os rios Tejo, Zezêre, Ocreza, Erges, Ponsul e Baságueda e as serras da Gardunha, Malcata, Muradal e Talhadas.

Anteriores unidades geográficas[editar | editar código-fonte]

Província tradicional da Beira Baixa[editar | editar código-fonte]

Na divisão por províncias tradicionais de 1936, a Beira Baixa incluía, para além dos seis concelhos actuais, os seguintes municípios:

NUT III anteriores a 2013[editar | editar código-fonte]

Anteriormente à modificação das sub-regiões estatísticas (NUT-III), quatro concelhos da actual sub-região da Beira Baixa encontravam-se englobados nas NUT III da Beira Interior Sul (Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Penamacor e Vila Velha de Ródão), e dois no Pinhal Interior Sul (Oleiros e Proença-a-Nova).

Pontos turísticos[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]