Zebreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Portugal Zebreira 
  Freguesia portuguesa extinta  
Zebreira.jpg
Brasão de armas de Zebreira
Brasão de armas
Zebreira está localizado em: Portugal Continental
Zebreira
Localização de Zebreira em Portugal Continental
Coordenadas 39° 50' 43" N 7° 04' 13" O
Concelho primitivo Idanha-a-Nova
Concelho (s) atual (is) Idanha-a-Nova
Freguesia (s) atual (is) Zebreira e Segura
Extinção 2013
Área [1]
 - Total 103,56 km²
População (2011) [2]
 - Total 873
    • Densidade 8,4 hab./km²
Gentílico Zebreirense
Orago Nossa Senhora da Conceição

Zebreira é uma povoação portuguesa do concelho de Idanha-a-Nova, na província da Beira Baixa, região do Centro (Região das Beiras) e sub-região da Beira Interior Sul, com 103,56 km² de área e 873 habitantes (2011). A sua densidade populacional é de 8,4 hab/km².

Foi vila e sede de concelho até 1834[3][4], data em que foi integrada no município de Salvaterra do Extremo. Tinha apenas uma freguesia e, em 1801, 771 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Foi sede de uma freguesia extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, para, em conjunto com Segura, formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Zebreira e Segura da qual é a sede.[5]

Sobre a origem do termo Zebreira, as opiniões dividem-se. Uns autores defendem que deriva da palavra "Zebros" (que significa boi ou novilho), outros consideram que é de origem egípcia, o qual quererá dizer "Santo Monte". O Zebro é um burro selvagem e não um boi ou novilho. O Zebro extinguiu-se na Península Ibérica, a partir do século XVI. Era dotado de uma corrida célere e a dureza da sua pele fez com que a mesma fosse utilizada, durante a Idade Média, na produção de calçado. Isto associado à apreciação da sua carne e também à invasão que o mesmo fazia nas hortas, anteriormente campos de pastagem, conduziu à sua extinção.

À semelhança de outras freguesias, no século XII foi repovoada pela Ordem dos Templários.

Os terrenos da Zebreira são bastante férteis e predominam o cultivo das oliveiras, árvores de fruto e cereais.

Dentro da povoação não deixe de admirar a Igreja Matriz (do século XVIII), as capelas (especialmente o altar da capela do Espírito Santo), o pelourinho de 1686 (cujas faces têm leões, esfera armilar, uma flor e dois braços com um cutelo) e a casa da Câmara com a torre sineira.

Perto do posto da Guarda Nacional Republicana, fica a escola primária com uma bonita fachada de azulejos.

Localização no Concelho de Idanha-a-Nova

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Zebreira [6]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
1 475 1 508 1 954 2 174 2 819 2 725 3 265 3 427 3 726 2 472 1 793 1 352 1 160 1 063 873
Por decreto lei nº 38.192, de 05/03/1951, foram desanexados lugares desta freguesia para constituir a de Toulões (Fonte: INE)

Património[editar | editar código-fonte]

  • Pelourinho de Zebreira[3]
  • Ermidas do Espírito Santo, de S. Sebastião, de Nossa Senhora da Piedade e de S. Pedro
  • Calvário
  • Antiga Casa da Câmara
  • Castelo de Zebreira
  • Vestígios romanos do Vale da Loja
  • Necrópole da Granja
  • Dólmen de Corgas 1 e 2
  • Mamoa de Zebros

Colectividades[editar | editar código-fonte]

  • Tuna da Zebreira
  • Grupo Desportivo e Cultural Zebreirense
  • Clube Recreativo de Caça e Pesca “Zebras”
  • Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Idanha-a-Nova, Secção da Zebreira
  • Adraces – Polo Campina
  • Grupo de Cabeçudos de Zebreira
  • Grupo Saca Sons – Grupo de Cantares Tradicionais de Zebreira
  • Liga dos Amigos da Zebreira

Referências

  1. Instituto Geográfico Português. «Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2012.1». descarrega ficheiro zip/Excel 
  2. «População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)». Informação no separador "Q601_Centro". Instituto Nacional de Estatística. Consultado em 28 de Fevereiro de 2014.. Cópia arquivada em 4 de Dezembro de 2013 
  3. a b «Pelourinho de Zebreira». IGESPAR. Consultado em 3 de Abril de 2014. 
  4. «Zebreira». Câmara Municipal de Idanha-a-Nova. Consultado em 3 de Abril de 2014. 
  5. «Lei n.º 11-A/2013 (Reorganização administrativa do território das freguesias)» (PDF). Diário da República 1.ª Série, n.º 19, de 28 de janeiro. Consultado em 2 de fevereiro de 2013..  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.