Classificação climática de Köppen-Geiger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Distribuição actualizada dos tipos de clima segundo a classificação Köppen-Geiger.[1]
  Af
  Am
  Aw/As
  BWh
  BWk
  BSh
  BSk
  Csa
  Csb
  Csc
  Cwa
  Cwb
  Cwc
  Cfa
  Cfb
  Cfc
  Dsa
  Dsb
  Dsc
  Dsd
  Dwa
  Dwb
  Dwc
  Dwd
  Dfa
  Dfb
  Dfc
  Dfd
  ET
  EF

Classificação climática de Köppen-Geiger, mais conhecida por classificação climática de Köppen, é o sistema de classificação global dos tipos climáticos mais utilizada em geografia, climatologia e ecologia.[2]A classificação foi proposta em 1900 pelo climatologista russo Wladimir Köppen, tendo sido por ele aperfeiçoada em 1918, 1927 e 1936 com a publicação de novas versões, preparadas em colaboração com Rudolf Geiger (daí o nome Köppen-Geiger).

A classificação é baseada no pressuposto, com origem na fitossociologia e na ecologia, de que a vegetação natural de cada grande região da Terra é essencialmente uma expressão do clima nela prevalecente. Assim, as fronteiras entre regiões climáticas foram seleccionadas para corresponder, tanto quanto possível, às áreas de predominância de cada tipo de vegetação, razão pela qual a distribuição global dos tipos climáticos e a distribuição dos biomas apresenta elevada correlação.

Na determinação dos tipos climáticos de Köppen-Geiger são considerados a sazonalidade e os valores médios anuais e mensais da temperatura do ar e da precipitação.[3] Cada grande tipo climático é denotado por um código, constituído por letras maiúsculas e minúsculas, cuja combinação denota os tipos e subtipos considerados. Contudo, a classificação de Köppen-Geiger, em certos casos não distingue entre regiões com biomas muito distintos, pelo que têm surgido classificações dela derivadas, a mais conhecida das quais é a classificação climática de Trewartha.

Estrutura geral da classificação[editar | editar código-fonte]

No esquema da classificação climática de Köppen, a primeira letra divide os climas em cinco grupos climáticos principais: A (tropical), B (seco), C (temperado), D (continental) e E (polar).[4] A segunda letra indica o tipo de precipitação sazonal, enquanto a terceira letra indica o nível de calor.[5] No sistema, os verões são definidos como sendo o período de seis meses mais quente, por de ser de abril a setembro (no hemisfério norte) ou de outubro a março (no hemisfério sul), enquanto o inverno é definido como o período de seis meses mais frio durante o ano.[6][7]

Classificações do Grupo A[6][7]
Grupo Tipo Subtipo
A Tropical f Equatorial
m Monçônico
w Savânico
s

Grupo A – Tropical[editar | editar código-fonte]

Este grupo climático apresenta, em todos os meses do ano, temperatura média de 18 °C ou superior, e precipitação significativa.

  • Af = Clima equatorial, apresenta precipitação média de pelo menos 60 mm em cada mês.
  • Am = Clima monçônico, apresenta um mês mais seco (que quase sempre ocorre no ou logo após o solstício de inverno) com precipitação menor que 60 mm, mas equivalente a mais de 4% da precipitação anual total.[8]
  • Aw ou As = Clima savânico, apresenta uma estação mais seca no inverno (Aw) ou no verão (As), onde o mês mais seco tem precipitação inferior a 60 mm e equivale a menos de 4% da precipitação anual total.[8]

Grupo B – Seco (áridos e semiáridos)[editar | editar código-fonte]

Este grupo climático é definido por seu baixo nível de precipitação ao longo do ano.[9]

Classificações do Grupo B[6][7]
Grupo Tipo Subtipo
B Seco W Árido h quente
k frio
S Semiárido h quente
k frio

Para definir se um clima é árido ou semiárido utiliza-se uma limiar, onde multiplica-se a temperatura média anual em graus Celsius por 20, em seguida adiciona-se:

(a) 280 se 70% ou mais da precipitação total ocorrer nos meses de primavera e verão, ou;
(b) 140 se de 30% a 70% da precipitação anual total for recebida durante as estações da primavera e verão, ou;
(c) 0 se menos de 30% da precipitação anual acontecer durante a primavera e o verão.

Se a precipitação anual for inferior a 50% deste cálculo, o clima será classificado como BW (Clima desértico ou árido);[10] se estiver entre 50% a 100% do cálculo, será classificado como BS (Clima semiárido ou clima de estepe).[11]

Uma terceira letra pode ser incluída na classificação para indicar a temperatura. Originalmente, o "h" indicava um clima de baixa latitude (com uma temperatura média anual acima de 18° C) enquanto "k" indicava um clima de latitude média (com temperatura média anual abaixo de 18 °C), mas a prática mais comum hoje, é usar "h" para indicar que o mês mais frio tem uma temperatura média entre −3 e 0 °C, e usar "k" indicando que pelo menos um dos meses tem média abaixo de 0 °C. A letra "n" é usado para denotar um clima caracterizado por nevoeiro frequente.[12][13][14]

Grupo C – Temperado[editar | editar código-fonte]

Este grupo climático tem o mês mais frio com média entre −3 a 18 °C e pelo menos um mês com média acima de 10 °C.[7]

  • Cfa = Clima subtropical húmido, apresenta o mês mais frio com uma média acima de 0 °C ou −3 °C, pelo menos um mês com temperatura média acima de 22 °C e pelo menos quatro meses com média acima de 10 °C. Não apresenta diferença significativa no nível de precipitação entre as estações, isso significa que não há estação seca em período algum do ano.[15]
  • Cfb = Clima oceânico temperado, seu mês mais frio tem média acima de 0 °C ou −3 °C, todos os meses possuem temperatura média abaixo de 22 °C e pelo menos quatro meses apresentam média acima de 10 °C. Não há diferença significativa no nível de precipitação entre as estações.[16]
  • Cfc = Clima oceânico subpolar, a média do mês mais frio está acima de 0 °C ou −3 °C, e de 1 a 3 meses possuem temperatura média acima de 10 °C. Nenhuma diferença significativa de precipitação entre estações ocorre.[17]
Classificações do Grupo C[6][7]
Grupo Tipo Subtipo
C Temperado f Sem estação seca a Verão quente
b Verão fresco
c Verão frio
w Inverno seco a Verão quente
b Verão fresco
c Verão frio
s Verão seco a Verão quente
b Verão fresco
c Verão frio
  • Cwa = Clima subtropical húmido influenciado pelas monções, a média do mês mais frio está acima de 0 °C ou −3 °C, pelo menos um mês tem temperatura média acima de 22 °C e ao menos quatro meses apresentam média acima de 10 °C. Neste clima, o verão é pelo menos dez vez mais chuvoso do que o inverno, que é seco. Pode-se dizer também que 70% da chuva caí durante os meses mais quentes, e somente 30% cai nos meses mais frios.
  • Cwb = Clima subtropical de altitude ou clima oceânico temperado influenciado pelas monções, seu mês mais frio tem média acima de 0 °C ou −3 °C, todos os meses possuem temperatura média abaixo de 22 °C e pelo menos quatro meses apresentam média acima dos 10 °C.
  • Cwc = Clima subtropical frio de altitude ou clima oceânico subpolar influenciado pelas monções; a média de seu mês mais frio está acima de 0 °C ou −3 °C, e de 1 a 3 meses têm média acima de 10 °C. Neste clima, o verão é pelo menos dez vez mais chuvoso do que o inverno, que é seco. Pode-se dizer também que 70% da chuva caí durante os meses mais quentes, e somente 30% cai nos meses mais frios.
  • Csa = Clima mediterrânico de verão quente; a média do mês mais frio é superior a 0 °C ou −3 °C, pelo menos um mês tem temperatura média acima de 22 °C e ao menos quatro meses apresentam média superior a 10 °C. Ocorre ao menos três vezes mais precipitação no mês mais chuvoso do inverno do que no mês mais seco do verão, e o mês mais seco do verão recebe menos de 30 mm.[18]
  • Csb = Clima mediterrânico verão fresco; o mês mais frio tem média acima de 0 °C ou −3 °C, todos os meses têm temperaturas médias abaixo de 22 °C e pelo menos quatro meses apresentam média acima de 10 °C. Ocorre ao menos três vezes mais precipitação no mês mais chuvoso do inverno do que no mês mais seco do verão, e o mês mais seco do verão recebe menos de 30 mm.[19]
  • Csc = Clima mediterrânico de verão frio; a média do mês mais frio é acima de 0 °C ou −3 °C, e de 1 a 3 meses apresentam média acima de 10 °C. Ocorre ao menos três vezes mais precipitação no mês mais chuvoso do inverno do que no mês mais seco do verão, e o mês mais seco do verão recebe menos de 30 mm.

Grupo D – Continental e Subártico[editar | editar código-fonte]

Este grupo de clima tem pelo menos um mês com média abaixo de 0 °C ou -3 ° C, e pelo menos um mês com média acima de 10 °C.[7]

  • Dfa = Clima continental húmido de verão quente, a média do mês mais frio está abaixo de 0 °C ou −3 °C, a temperatura média de pelo menos um mês fica acima de 22 °C e pelo menos quatro meses apresentam média acima de 10 °C. Não apresenta diferença significativa no nível de precipitação entre as estações.[20]
  • Dfb = Clima continental húmido de verão fresco, seu mês mais frio tem média abaixo de 0 °C ou −3 °C, todos os meses possuem temperatura média abaixo de 22 °C e pelo menos quatro meses apresentam média acima de 10 °C. Não há diferença significativa no nível de precipitação entre as estações.[20]
  • Dfc = Clima subártico sem estação seca, a média do mês mais frio está abaixo de 0 °C ou −3 °C, e de 1 a 3 meses possuem temperatura média acima de 10 °C. Nenhuma diferença significativa de precipitação entre estações ocorre.[21]
Classificações do Grupo D[6][7]
Grupo Tipo Subtipo
D Continental f Sem estação seca a Verão quente
b Verão fresco
c Verão frio
d Inverno muito frio
w Inverno seco a Verão quente
b Verão fresco
c Verão frio
d Inverno muito frio
s Verão seco a Verão quente
b Verão fresco
c Verão frio
d Inverno muito frio
  • Dfd = Clima subártico extremamente frio sem estação seca, o mês mais frio tem média abaixo de −38 °C, e cerca de 1 a 3 meses apresenta média acima de 10 °C. Não existe variação de precipitação entre as estações.
  • Dwa = Clima continental úmido de verão quente influenciado pelas monções, a média do mês mais frio está abaixo de 0 °C ou −3 °C, pelo menos um mês tem temperatura média acima de 22 °C e ao menos quatro meses apresentam média acima de 10 °C. Neste clima, o verão é pelo menos dez vez mais chuvoso do que o inverno, que é seco. Pode-se dizer também que 70% da chuva caí durante os meses mais quentes, e somente 30% cai nos meses mais frios.[22]
  • Dwb = Clima continental úmido de verão fresco influenciado pelas monções, seu mês mais frio tem média abaixo de 0 °C ou −3 °C, todos os meses possuem temperatura média abaixo de 22 °C e pelo menos quatro meses apresentam média acima dos 10 °C. Pode-se dizer também que 70% da chuva caí durante os meses mais quentes, e somente 30% cai nos meses mais frios.
  • Dwc = Clima subártico influenciado pelas monções, a média de seu mês mais frio está abaixo de 0 °C ou −3 °C, e de 1 a 3 meses têm média acima de 10 °C. Cerca de 70% da chuva caí durante os meses mais quentes, e somente 30% cai nos meses mais frios.
  • Dwd = Clima subártico extremamente frio influenciado pela monções; o mês mais frio tem média abaixo de −38 °C, e de 1 a 3 meses há média acima de 10 °C. Por volta de 70% da chuva caí durante os meses mais quentes, e somente 30% cai nos meses mais frios.[21]
  • Dsa = Clima continental húmido de verão quente com influência mediterrânea; a média do mês mais frio é inferior a 0 °C ou −3 °C, a temperatura média do mês mais quente é acima de 22 °C e apresenta pelo menos quatro meses com média acima de 10 °C. Ocorre ao menos três vezes mais precipitação no mês mais chuvoso do inverno do que no mês mais seco do verão, e o mês de verão mais seco recebe menos de 30 mm.
  • Dsb = Clima continental húmido de verão fresco com influência mediterrânea; a média do mês mais frio é inferior a 0 °C ou −3 °C, a temperatura média do mês mais quente é acima de 22 °C e apresenta pelo menos quatro meses com média abaixo de 10 °C. Ocorre ao menos três vezes mais precipitação no mês mais chuvoso do inverno do que no mês mais seco do verão, e o mês de verão mais seco recebe menos de 30 mm.
  • Dsc = Clima subártico com estação seca; a média do mês mais frio está abaixo de 0 °C ou −3 °C, e de 1 a 3 meses possuem temperatura média acima de 10 °C. Ocorre ao menos três vezes mais precipitação no mês mais chuvoso do inverno do que no mês mais seco do verão, e o mês de verão mais seco recebe menos de 30 mm.
  • Dsd = Clima subártico extremamente frio com estação seca, o mês mais frio tem média abaixo de −38 °C, e cerca de 1 a 3 meses apresenta média acima de 10 °C. Ocorre ao menos três vezes mais precipitação no mês mais chuvoso do inverno do que no mês mais seco do verão, e o mês de verão mais seco recebe menos de 30 mm.[21]
Classificações do Grupo E[6][7]
Grupo Tipo Subtipo
E Polar T Tundra
F Glacial

(calota de gelo)

Grupo E – Polar e Alpino[editar | editar código-fonte]

Este grupo climático tem todos os meses do ano com uma temperatura média inferior a 10 °C.

  • ET = Clima de tundra; a temperatura média do mês mais quente fica entre 0 °C ou –3 ° C e 10 °C.
  • EF = Clima glacial; neste tipo de clima o inverno é praticamente eterno, onde todos os 12 meses do ano apresentam temperatura média abaixo de 0 °C ou −3 °C.

Exemplos do Grupo A[editar | editar código-fonte]

Distribuição do clima equatorial no mundo.
  (Af) Equatorial

Clima equatorial − Af[editar | editar código-fonte]

Clima monçônico − Am[editar | editar código-fonte]

Distribuição do clima monçônico no mundo.
  (Am) Monçônico

Clima savânico − Aw e As[editar | editar código-fonte]

Distribuição do clima savânico no mundo.
  (Aw e As) Savânico

Exemplos do Grupo B[editar | editar código-fonte]

Distribuição do clima desértico no mundo.
  (BWh) Desértico quente
  (BWk) Desértico frio

Clima desértico − BWh e BWk[editar | editar código-fonte]

Distribuição do clima semiárido no mundo.
  (BSh) Semiárido quente
  (BSk) Semiárido frio

Clima semiárido − BSh e BSk[editar | editar código-fonte]

Exemplos do Grupo C[editar | editar código-fonte]

Distribuição dos climas mediterrâneos no mundo.
  (Csa) Mediterrâneo de verão quente
  (Csb) Mediterrâneo de verão fresco
  (Csc) Mediterrâneo de verão frio

Climas mediterrâneos − Csa, Csb e Csc[editar | editar código-fonte]

Climas subtropicais húmidos − Cfa e Cwa[editar | editar código-fonte]

Distribuição dos climas subtropicais húmidos no mundo.
  (Cfa) Subtropical húmido
  (Cwa) Subtropical húmido com influência de monções

Clima oceânico − Cfb, Cfc, Cwb e Cwc[editar | editar código-fonte]

Distribuição dos climas oceânicos no mundo.
  (Cfb) Oceânico temperado
  (Cfc) Oceânico subpolar
  (Cwb) Oceânico temperado com influência de monções
  (Cwc) Oceânico subpolar com influência de monções

Climas de altitude − Cwb e Cfb[editar | editar código-fonte]

Distribuição dos climas de altitude no mundo.
  (Cwb) Subtropical de altitude
  (Cfb) Oceânico temperado

Exemplos do Grupo D[editar | editar código-fonte]

Climas continentais de verão quente − Dfa, Dwa e Dsa[editar | editar código-fonte]

Distribuição dos climas continentais de verão quente no mundo.
  (Dfa) Continental de verão quente
  (Dwa) Continental de verão quente com influência de monções
  (Dsa) Continental de verão quente com influência mediterrânea

Climas continentais de verão fresco − Dfb, Dwb e Dsb[editar | editar código-fonte]

Distribuição dos climas continentais de verão fresco no mundo.
  (Dfb) Continental de verão fresco
  (Dwb) Continental de verão fresco com influência de monções
  (Dsb) Continental de verão fresco com influência mediterrânea

Climas subárticos ou boreais − Dfc, Dwc, Dsc, Dfd, Dwd e Dsd[editar | editar código-fonte]

Distribuição dos climas subárticos no mundo.
  (Dfc) Subártico sem estação seca
  (Dwc) Subártico com influência de monções
  (Dsc) Subártico com estação seca
  (Dfd) Subártico extremo sem estação seca
  (Dwd) Subártico extremo com influência de monções
  (Dsd) Subártico extremo com estação seca

Exemplos do Grupo E[editar | editar código-fonte]

Climas de tundra − ET[editar | editar código-fonte]

Distribuição do clima de tundra no mundo.
  (ET) Tundra

Clima glacial ou clima de calota de gelo − EF[editar | editar código-fonte]

Distribuição do clima glacial no mundo.
  (EF) Glacial

Significado ecológico[editar | editar código-fonte]

A classificação climática de Köppen é baseada na relação empírica entre clima e vegetação. Essa classificação fornece uma maneira eficiente de descrever as condições climáticas definidas pela temperatura e precipitação e sua sazonalidade com uma única métrica. Como as condições climáticas identificadas pela classificação de Köppen são ecologicamente relevantes, ela tem sido amplamente usada para mapear a distribuição geográfica do clima de longo prazo e as condições associadas do ecossistema.[23]

Nos últimos anos, tem havido um interesse crescente em usar a classificação para identificar mudanças climáticas e mudanças potenciais na vegetação ao longo do tempo. A importância ecológica mais considerável da classificação de Köppen é que ela ajuda a prever o tipo de vegetação dominante com base nos dados climáticos e vice-versa.[24]

Em 2015, um artigo da Universidade de Nanquim publicado na Nature analisando as classificações climáticas constatou que, entre 1950 e 2010, aproximadamente 5,7% de toda a área terrestre do mundo passou de classificações úmidas e frias para classificações mais secas e quentes. Os autores também descobriram que a mudança não pode ser explicada como variações naturais, mas sim conduzida por fatores antropogênicos.[25]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Peel, M. C. and Finlayson, B. L. and McMahon, T. A. (2007). «Updated world map of the Köppen-Geiger climate classification». Hydrol. Earth Syst. Sci.. 11: 1633–1644. ISSN 1027-5606  (direct: .Documento final.)
  2. Alvares, Clayton Alcarde; Stape, José Luiz; Sentelhas, Paulo Cesar; de Moraes Gonçalves, José Leonardo; Sparovek, Gerd (2013). «Köppen's climate classification map for Brazil». Meteorologische Zeitschrift (em inglês). 22 (6): 711–728. doi:10.1127/0941-2948/2013/0507 
  3. McKnight, Tom L; DARREL, Hess (2000). «Climate Zones and Types: The Köppen System». Physical Geography. A Landscape Appreciation (em inglês). Upper Saddle River, NJ: Prentice Hall. p. 200–1. ISBN 0-13-020263-0 
  4. «Koppen climate classification | climatology». Encyclopædia Britannica (em inglês). Consultado em 4 de agosto de 2017 
  5. Deliang, Chen. «Köppen climate classification». hanschen.org (em inglês). Consultado em 4 de agosto de 2017 
  6. a b c d e f Beck, Hylke E.; Zimmermann, Niklaus E.; McVicar, Tim R.; Vergopolan, Noemi; Berg, Alexis; Wood, Eric F. (30 de outubro de 2018). «Present and future Köppen-Geiger climate classification maps at 1-km resolution». Scientific Data (em inglês). 5. 180214 páginas. ISSN 2052-4463. doi:10.1038/sdata.2018.214 
  7. a b c d e f g h Peel, M. C.; Finlayson B. L. & McMahon, T. A. (2007). «Updated world map of the Köppen−Geiger climate classification» (PDF). Hydrol. Earth Syst. Sci. 11 (5): 1633–1644. ISSN 1027-5606. doi:10.5194/hess-11-1633-2007 
  8. a b McKnight, Tom L; Hess, Darrel (2000). «Climate Zones and Types». Physical Geography: A Landscape Appreciation. Upper Saddle River, NJ: Prentice Hall. ISBN 0-13-020263-0 
  9. Laity, Julie J. (2009). Deserts and Desert Environments. [S.l.]: John Wiley & Sons. p. 7. ISBN 978-1444300741 
  10. Peel, M. C.; B. L. Finlayson; T. A. McMahon (2007). «Updated world map of the Köppen-Geiger climate classification» (PDF). Hydrology and Earth System Sciences. 11 (5): 1633–1644. Bibcode:2007HESS...11.1633P. doi:10.5194/hess-11-1633-2007 
  11. Peel, M. C.; Finlayson, B. L.; McMahon, T. A. (1 de março de 2007). «Updated world map of the Koppen-Geiger climate classification» (PDF). hydrol-earth-syst-sci.net. University of Melbourne: Hydrology and Earth System Sciences. pp. 1633–1644. Consultado em 8 de maio de 2017 
  12. Cereceda, P.; Larrain, H.; osses, P.; Farias, M.; Egaña, I. (2008). «The climate of the coast and fog zone in the Tarapacá Region, Atacama Desert, Chile». Atmospheric Research. 87 (3-4): 301-311. Bibcode:2008AtmRe..87..301C. doi:10.1016/j.atmosres.2007.11.011. Consultado em 21 de janeiro de 2018 
  13. «CLASIFICACIÓN CLIMÁTICA DE KÖPPEN» (em Spanish). Universidad de Chile. Consultado em 21 de janeiro de 2018. Cópia arquivada em 22 de janeiro de 2018 
  14. Inzunza, Juan. «Capitulo 15. Climas de Chile» (PDF). Meteorología Descriptiva y Aplicaciones en Chile (em Spanish). p. 427. Consultado em 22 de janeiro de 2018. Cópia arquivada (PDF) em 22 de janeiro de 2018 
  15. Service, US Department of Commerce, NOAA, National Weather. «NWS JetStream MAX - Addition Köppen Climate Subdivisions». www.weather.gov 
  16. «Temperate oceanic climate». www.mindat.org. Consultado em 11 de outubro de 2018 
  17. Tom L. McKnight & Darrel Hess (2000). Climate Zones and Types: The Köppen System. Physical Geography: A Landscape Appreciation. [S.l.]: Prentice Hall. pp. 226–235. ISBN 0-13-020263-0 
  18. Kottek, Markus; Grieser, Jürgen; Beck, Christoph; Rudolf, Bruno; Rube, Franz (junho de 2006). «World Map of the Köppen-Geiger climate classification updated» (PDF). Meteorologische Zeitschrift. 15 (3): 259–263. Bibcode:2006MetZe..15..259K. doi:10.1127/0941-2948/2006/0130. Consultado em 27 de fevereiro de 2011 
  19. Peel, M. C.; Finlayson, B. L.; McMahon, T. A. (2007). «Updated world map of the Köppen-Geiger climate classification» (PDF). Hydrology and Earth System Sciences. 4 (2): 439–473. doi:10.5194/hessd-4-439-2007. Consultado em 27 de fevereiro de 2011 
  20. a b Gordon B. Bonan (18 de setembro de 2008). «6. Earth's Climate». Ecological Climatology: Concepts and Applications. [S.l.]: Cambridge University Press. ISBN 1107268869. Consultado em 23 de fevereiro de 2015 
  21. a b c Stepanova, N.A. «On the Lowest Temperatures on Earth» (PDF). Docs.lib.noaa.gov. Consultado em 4 de janeiro de 2018 
  22. C. Donald Ahrens; Robert Henson (1 de janeiro de 2015). Meteorology Today 11 ed. [S.l.]: Cengage Learning. pp. 491–492. ISBN 1305480627. Consultado em 23 de fevereiro de 2015 
  23. Chen, D.; Chen, H. W. (2013). «Using the Köppen classification to quantify climate variation and change: An example for 1901–2010». Environmental Development. 6: 69–79. doi:10.1016/j.envdev.2013.03.007  (direct: Final Revised Paper)
  24. Critchfield, Howard J (1983). General Climatology 4th ed. New Delhi: Prentice Hall. pp. 154–161. ISBN 978-81-203-0476-5 
  25. Chan, D. and Wu, Q. (2015). «Significant anthropogenic-induced changes of climate classes since 1950». Scientific Reports. 5 (13487). Bibcode:2015NatSR...513487C. doi:10.1038/srep13487 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Dados climáticos e meteorológicos