Regina (Saskatchewan)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Canadá Regina

City of Regina

 
  Cidade  
Regina montage.jpg
Bandeira de Regina
Bandeira
Apelido(s): "The Queen City"[1]
Lema: Floreat Regina
("Let Regina/the Queen Flourish")
Regina está localizado em: Saskatchewan
Regina
Localização de Regina na província de Saskatchewan
Coordenadas 50° 27' 17" N 104° 36' 24" O
País  Canadá
Província  Saskatchewan
Distrito Municipalidade de Sherwood
Fundação 1882
Administração
 - Prefeito (a) Michael Fougere
 - Órgão governante Conselho Municipal de Regina
Área
 - Cidade 179,97 km²
 - Metro 4324.39 km²
Altitude 577 m
População (2016) [2]
 - Cidade 215 106
    • Densidade 1 195,2 hab./km²
 - Urbana 214 631
 - Metro 236 481
    • Densidade metro 54,7 hab./km²
Gentílico Reginan
Informações
Fuso horário -6
Código postal S4K - S4Z
Código de área 306, 639
Sítio www.regina.ca

Regina é a capital da província canadense de Saskatchewan. Regina é a segunda maior cidade da província depois de Saskatoon, e um centro cultural e comercial para o sul de Saskatchewan.

Regina era anteriormente a sede do governo dos Territórios do Noroeste, da qual as províncias atuais de Saskatchewan e Alberta formaram parte e do Distrito de Assiniboia. O local foi anteriormente chamado de Wascana ("Buffalo Bones" em Cree), mas foi renomeado para Regina (do latim "Queen") em 1882 em homenagem à Rainha Victoria. Essa decisão foi feita pela filha da Rainha Victoria, a Princesa Louise, que era a esposa do Governador Geral do Canadá, o Marquês de Lorne.[3]

Ao contrário de outras cidades planejadas no oeste canadense, em sua planície plana sem árvores, Regina tem poucas características topográficas. Os planejadores adiantados aproveitaram essa oportunidade ao represar o riacho para criar um lago decorativo ao sul do distrito central de negócios com uma represa a um quarteirão e meio da ponte Albert Street de 260 metros de comprimento através do novo lago.[4] A importância de Regina foi confirmada quando a nova província de Saskatchewan designou a cidade como sua capital em 1906.[5] O centro Wascana, criado em torno do ponto focal do Lago Wascana, continua a ser uma das atrações de Regina, contém o Legislativo Provincial, ambos os campos da Universidade de Regina, a Universidade das Primeiras Nações do Canadá, o museu provincial de história natural, o Conservatório de Regina, o Centro de Ciência de Saskatchewan, a Galeria de Arte Mackenzie e o Centro de Artes de Saskatchewan.[6]

Em 1912, o Ciclone Regina destruiu grande parte da cidade,[7] na década de 1930 em meio à seca e à Grande Depressão que atingiu as Pradarias canadenses, houve uma grave crise econômica na região, já que ouve danos no cultivo de grãos devido a terra seca.[8] Nos últimos anos, os recursos agrícolas e minerais de Saskatchewan entraram em uma nova demanda e ocasionou um novo período de forte crescimento econômico.[9]

A população da região metropolitana de Regina em 2016 foi de 236 mil habitantes, crescendo 12% desde 2011 de acordo com a Statistics Canada.[10]

História[editar | editar código-fonte]

Historia antiga (1882–1945)[editar | editar código-fonte]

Regina foi fundada em 1882 quando ficou claro que Edgar Dewdney, o tenente-governador dos Territórios do Noroeste, não admitia que as cidades de Battleford, Troy e Fort Qu'Appelle fossem aceitas como sede do governo territorial. Essas comunidades foram amplamente consideradas locais mais adequados para o que era previsto ser uma metrópole muito importante para as planícies canadenses.[11]

O tenente-governador Dewdney havia adquirido terras adjacentes, perto de um pequeno riacho de escoamento de água, alguns poucos quilômetros de sua origem, meio ao que são agora os campos de trigo. Houve um "óbvio conflito de interesses" na escolha de Dewdney, ao escolher o local como sede do governo[12] o que gerou um escândalo nacional na época.[13] Os territórios eram remotos e pouco preocupantes mas a princesa Luísa, duquesa de Argyll, esposa do então governador-geral do Canadá, nomeou a nova comunidade com o nome de Regina, em homenagem a peça teatral Victoria Regina sobre sua mãe, a rainha Vitória.[14] Considerações comerciais prevaleceram e o desenvolvimento autêntico da cidade logo começou com uma coleção de casebres de madeira e tendas agrupadas em torno do local.[15]

O Regina Court House durante o julgamento de Louis Riel em 1885. Ele foi trazido para Regina depois de seguir a rebelião de Saskatchewan.

Regina alcançou reconhecimento nacional em 1885 durante a Rebelião de Saskatchewan, quando as tropas puderam ser transportadas principalmente de trem do leste do Canadá até a Estação Qu'Appelle,[16] antes de marchar para o campo de batalha no noroeste do país. Appelle foi o principal centro de desembarque e distribuição até 1890, quando a conclusão da estação Qu'Appelle, Long Lake e a ferrovia de Saskatchewan ligaram Regina a Saskatoon e Prince Albert.[17] Posteriormente, o líder da rebelião, Louis Riel, foi julgado e enforcado em Regina, dando à pequena comunidade um aumento e, na época, uma atenção nacional indesejada em relação a uma figura que na época foi considerada um vilão no Canadá Superior.[18] O episódio, incluindo a prisão, julgamento e execução de Riel, trouxe ao novo líder de Regina o reconhecimento nacional.

Regina foi incorporada como cidade em 19 de junho de 1903, e foi proclamada a capital da província de Saskatchewan em 1905, em 23 de maio de 1906, pelo primeiro governo provincial, liderado pelo primeiro-ministro Walter Scott; o monumental Edifício Legislativo de Saskatchewan foi construído entre 1908 e 1912.

História moderna (1945–presente)[editar | editar código-fonte]

Houve uma proliferação de shopping centers a partir dos anos 1960 e "grandes lojas" na década de 1990 na periferia, juntamente com um fluxo de entretenimento para a periferia da cidade.[19] A antiga loja de departamentos da Companhia da Baía de Hudson foi convertida em escritórios; O Globe Theatre, localizado no antigo edifício dos Correios, o Cassino de Regina na antiga estação de trem, o Cornwall Centre e os restaurantes do centro hoje atraem as pessoas para o centro novamente.

Em 1962, o Centro Wascana foi construído, em um esforço para tornar Regina tão agradável e gratificante para os moradores quanto há muito tempo era a "metrópole" para fazendeiros e moradores de pequenas cidades vizinhas. Apesar do cenário, e de sempre ter sido comparada com outros locais mais prováveis para a capital, os resultados dos esforços foram favoráveis.

Recentemente, os edifícios mais antigos foram colocados em novos usos, incluindo a antiga Escola Normal no campus do Regina College da Universidade de Regina e o antigo Post Office no Scarth Street Mall. O Warehouse District, adjacente ao distrito central de negócios ao norte, tornou-se um distrito comercial e residencial desejável, já que os armazéns históricos foram convertidos em varejo, casas noturnas e uso residencial.[20]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Vista de Regina à distância. A cidade está situada numa planície ampla, plana, sem corpos de água e sem árvores.

A cidade está situada em uma planície ampla, plana, sem árvores e sem água, exceto por um grande aquífero subterrâneo. Na época de sua fundação, houve um escândalo nacional e notório quanto a transações corruptas na época para regar e arborizar amplamente os parques florestais.[21]

Há uma abundância de parques e espaços verdes, todas as suas árvores (cerca de 300 mil arbustos e outras plantas)[22] foram plantadas à mão.[23] Como em outras cidades das pradarias, os ulmeiros foram plantados nos quintais da frente, em bairros residenciais e avenidas ao longo das principais vias de tráfego e são a espécie dominante na floresta urbana.

Nos últimos anos, o padrão dos terrenos das escolas primárias e secundárias (áreas de campo) foi repensado e tais terrenos foram ajardinados com colinas e parques artificiais. As novas subdivisões residenciais no noroeste e sudeste têm, em vez de esgotos pluviais de escoamento, lagoas decorativas com paisagismo.

A paisagem urbana está ameaçada pela grafiose, que se espalhou pela América do Norte a partir da costa leste e chegou agora às pradarias canadenses; por enquanto, a ameaça está sendo controlada por programas de combate à pragas e espécies não-suscetíveis à doença estão sendo plantadas; a doença tem o potencial de eliminar a população de ulmeiros em Regina.[24][25]

Clima[editar | editar código-fonte]

Regina possui um clima continental seco (classificação climática de Köppen).[26] Regina tem verões quentes e invernos frios e secos, propensos a extremos em todas as épocas do ano. A precipitação média anual é de 389.7 mm e é mais intensa entre junho e agosto, sendo junho o mês mais chuvoso com uma média de 75 mm de precipitação. A temperatura média diária anual é de 3,1°C. A temperatura mais baixa já registrada foi de -50,0°C em 1 de janeiro de 1885, enquanto a mais alta temperatura registrada foi de 43,9°C em 5 de julho de 1937.[27]

Dados climatológicos para Dados climáticos do Aeroporto Internacional de Regina, 19812010, extremos de 1883 até o presente
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 10,4 15,6 24,4 32,8 37,2 40,6 43,3 40,6 37,2 32,0 23,6 15,0 43,3
Temperatura máxima média (°C) −9,3 −6,4 0,4 11,6 18,5 22,8 25,8 25,5 19,1 11,0 0,1 −7,1 9,3
Temperatura média compensada (°C) −14,7 −11,7 −4,8 4,8 11,3 16,2 18,9 18,1 11,8 4,3 −5,2 −12,4 3,1
Temperatura mínima média (°C) −20,1 −17,0 −9,9 −2,0 4,1 9,5 11,9 10,7 4,6 −2,4 −10,5 −17,7 −3,2
Temperatura mínima recorde (°C) −50,0 −47,8 −40,6 −28,9 −13,3 −5,6 −2,2 −5,0 −16,1 −26,1 −37,2 −48,3 −50,0
Precipitação (mm) 15,3 9,4 19,7 24,1 51,4 70,9 66,9 44,8 32,8 24,5 14,2 15,7 389,7
Dias com chuva 0,85 0,77 2,5 6,3 10,5 13,5 10,8 9,5 8,7 6,1 1,7 1,0 72,3
Dias com neve 11,7 8,8 8,5 3,3 0,96 0,04 0,0 0,0 0,52 2,7 8,2 11,7 56,2
Horas de sol 96,1 133,5 154,5 236,6 262,4 277,7 325,4 287,4 198,1 163,3 97,9 85,4 2 318,2
Fonte: Environment Canada

Referências

  1. «Canadian Geographic Kids!». cgkids.ca 
  2. «Population of census metropolitan areas». Statistics Canada. Consultado em 9 de agosto de 2015 
  3. Daria Coneghan, "Regina," The Encyclopedia of Saskatchewan.. Retrieved 11 December 2007.
  4. Herrington, Ross (31 de março de 2007). «Saskatchewan Road and Railway Bridges to 1950: Inventory». Ministry of Tourism, Parks, Culture and Sport. Consultado em 4 de fevereiro de 2009 
  5. Coneghan. Retrieved 11 December 2007.
  6. «Saskatchewan Science Centre website». Sasksciencecentre.com. Consultado em 14 de abril de 2014 
  7. Dagmar Skamlová, "Regina Cyclone," Encyclopedia of Saskatchewan.. Retrieved 11 December 2007.
  8. Steven J. Shirtliffe, "Agronomy," Encyclopedia of Saskatchewan.. Retrieved 11 December 2007.
  9. "Saskatchewan Poised for Strong Economic Growth Says RBC Economics," Royal Bank of Canada Financial Group, 30 March 2007.. Retrieved 11 December 2007. Arquivado em 18-12-2008 no Wayback Machine.
  10. «Population of census metropolitan areas». Statistics Canada. Consultado em 9 de agosto de 2015 
  11. Daria Coneghan, "Regina," Encyclopedia of Saskatchewan.. Retrieved 17 December 2007.
  12. After his term as Lieutenant-Governor of the North-West Territories, Dewdney was again elected to Parliament and served as the member for Assiniboia East (now southeastern Saskatchewan) from 1888 to 1891. During this period he also served as minister of the Interior and superintendent of Indian Affairs. In 1892 he was appointed to the now non-executive post of Lieutenant-Governor of British Columbia. He served in this post until 1897. He retired from politics in 1900 after unsuccessfully running for Parliament in New Westminster, British Columbia
  13. Pierre Berton, The Last Spike: The Great Railway 1881-1885 (Toronto: McLelland and Stewart, 1973), 120)
  14. Archer, John H. (1996). «Regina: A Royal City». Toronto: Monarchist League of Canada. Monarchy Canada Magazine. Spring 1996. Consultado em 30 de junho de 2009. Arquivado do original em 9 de fevereiro de 2008 
  15. >Pierre Berton, The Last Spike: The Great Railway 1881-1885 (Toronto: McLelland and Stewart, 1973), pp.121-23)
  16. Berton, 379. Qu'Appelle Station had been founded as Troy in 1882, was renamed Qu'Appelle Station in 1884 when the CPR arrived, again renamed South Qu'Appelle in 1902 and as Qu'Appelle 1911. See Qu'Appelle, Saskatchewan and David McLennon, "Qu'Appelle, The Encyclopedia of Saskatchewan.. Retrieved 13 July 2007.
  17. McLennon, "Qu'Appelle, The Encyclopedia of Saskatchewan.. Retrieved 13 July 2007.
  18. Maggie Siggins, Riel: A Life of Revolution (Toronto: HarperCollins, 1994), 447.
  19. latterly deemed "Market Square," and not to be confused with the historic Market Square, the site of the Regina Riot on what is now the location of the Regina City Police Station). Bill Waiser, "On-to-Ottawa Trek and the Regina Riot," Encyclopedia of Saskatchewan.. Retrieved 11 December 2007.
  20. Regina's Old Warehouse District: History. Retrieved 11 July 2007. Arquivado em 07-01-2014 no Wayback Machine.
  21. See above as to the Dewdney scandal of 1882.
  22. Coneghan.
  23. "Regina," The Encyclopedia of Saskatchewan. Retrieved 11 July 2007.
  24. CBC "Saskatchewan Story" article on Regina's trees Arquivado em 26-12-2008 no Wayback Machine.
  25. Dutch Elm Disease Control Program. Arquivado em 27-11-2007 no Wayback Machine.
  26. «Plant Hardiness Zone by Municipality». Natural Resources Canada. Government of Canada. Consultado em 31 de julho de 2016 
  27. Regina CDA Retrieved 3 June 2016

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikivoyage
O Wikivoyage possui o guia Regina
Ícone de esboço Este artigo sobre um local da província de Saskatchewan é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.