Quebec (cidade)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ville de Québec, Québec, Canadá
Quebec city.jpg
| Flag of Quebec City.svg
Bandeira
Lema(s): Don de Dieu feray valoir
(Do francês: Devo colocar o dom de Deus em bom uso)
Queque.jpg

Localização na província de Quebec
Coordenadas: 46°48′N, 71°23′O
Província Quebec
Fundado em 3 de julho de 1608
Incorporado em 1833
Prefeito Régis Labeaume
Código postal G
Área  
 - Cidade 542,71 km²
Altitude 49 m, 161 ft
Fuso horário UTC -5/-4
População (2005)  
 - Cidade 507 986
 - Densidade 927,6 hab/km²
 - Metrópole 682 757
Website: www.ville.quebec.qc.ca

Quebec ou Quebeque (em francês Québec) é a capital da província do Quebec, no Canadá, e a cidade mais antiga do país. Localiza-se no sudeste da província, às margens do Rio São Lourenço, a aproximadamente 180 quilômetros nordeste da maior cidade da província, Montreal. A cidade propriamente dita tem cerca de 508 mil habitantes, com aproximadamente 690 mil habitantes vivendo na zona metropolitana da cidade de Quebec.

A cidade de Quebec é a única cidade entre o Canadá e os Estados Unidos cujos muros ainda estão de pé. O nome da cidade, bem como a da província, vêm de uma palavra de origem algonquina, que significa passagem estreita. Isto porque a largura do rio São Lourenço na região da cidade de Quebec é de apenas 800 metros.

O nome oficial da cidade é Québec, pelo governo provincial e federal, e tanto em francês quanto no inglês. No francês a província é chamada de le Québec (o Quebec), enquanto a cidade é simplesmente Québec, sem o artigo le ("o"). Para a apropriada diferenciação entre a província e a cidade, esta geralmente é chamada de "cidade do Quebec" (ville de Québec em francês ou Québec City em inglês).

História[editar | editar código-fonte]

Até o século XVII[editar | editar código-fonte]

Nativos algonquinos e iroqueses habitavam a região que hoje é a cidade de Quebec, onde caçavam animais e plantavam cereais para alimentação. Em 1535, o explorador francês Jacques Cartier passou o inverno de 1535 na vila de Stadacona, uma aldeia iroquesa. É dessa aldeia que o nome Canadá tem sua origem. Kanada é uma palavra de origem iroquesa que significa vila.

A cidade de Quebec é das cidades mais antigas do Canadá, e também a mais antiga cidade francesa das Américas, tendo sido fundada em 3 de julho de 1608, pelo francês Samuel de Champlain. Ele denominou o novo acampamento de Québec.

O pequeno acampamento foi atacado pelos ingleses em 1628, tendo sido capturado em 1629. Porém, através do Tratado de Saint-Germain-en-Laye, voltou a ser controlado pelos franceses. O acampamento de Quebec tinha, então, cerca de 60 habitantes.

Em 1659, o missionário François-Xavier de Montmorency-Laval desembarcou em Quebec.

Pix.gif Bairro Histórico de Quebec *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Vieux-Québec-Price.JPG
Vista da Vieux-Québec.
País Canadá
Critérios (iv) (vi)
Referência 300
Coordenadas 46° 48′ N 71° 12′ W
Histórico de inscrição
Inscrição 1985  (9ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.

Ele ajudou a transformar a pequena cidade no centro político e cultural da Nova França, fundando a Universidade Laval em 1663, e sendo nomeado bispo em 1674, o primeiro do Canadá. A cidade de Quebec, então, possuía cerca de 600 habitantes.

Em 1690, tropas inglesas tentaram mais uma vez a capturar a cidade de Quebec, então com cerca de 1,5 mil habitantes, mas a cidade conseguiu defender-se do ataque inglês.

Século XVIII[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 1759, a cidade de Quebec foi capturada por forças inglesas, na Batalha de Quebec. À época, a cidade havia aproximadamente 7,8 mil habitantes. Com o Tratado de Paris, a territórios franceses no Canadá passavam definitivamente para controle inglês.

Em 1775, no começo da Revolução Americana de 1776, a cidade de Quebec foi atacada por forças americanas, lideradas pelo General Richard Montgomery. O ataque falhou, e o general americano foi morto em batalha.

Com a criação do Alto Canadá e o Baixo Canadá, em 1791, a cidade de Quebec tornou-se a capital do Baixo Canadá.

Século XIX[editar | editar código-fonte]

A partir do século XIX, o Quebec cresceu em importância como um centro portuário, bem como um centro político. Comerciantes e industriais aproveitavam-se das grande florestas localizadas próximo à cidade e o Rio São Lourenço, tornando a silvicultura uma fonte de renda muito importante ao longo do século XIX.

Durante 1851 a 1855, e de 1859 a 1865, a cidade de Quebec serviu como a capital da colônia inglesa do Canadá. Após a independência do país em 1867, a cidade de Quebec tornou-se a capital da nova província de Quebec (anteriormente Baixo Canadá).

Com a construção do Canal de Lachine em Montreal, em 1825, e o aprofundamento do Rio São Lourenço, por volta de 1860, tornou Montreal um dos principais portos da América do Norte. Com isto, a importância da cidade de Quebec como um centro portuário caiu bastante. Ao mesmo tempo, navios a vapor substuíam navios a vela, o que causou graves danos à indústria madereira da cidade de Quebec.

Século XX[editar | editar código-fonte]

Vista dos dois prédios (de escritórios) mais altos da cidade, que possuem 122 e 105 metros de altura.

A industrialização da cidade continuou no começo do século XX na cidade de Quebec, e atraindo com isto imigrantes, especialmente franceses. Em 1911, a cidade possuía aproximadamente 80 mil habitantes.

A Primeira Guerra Mundial e especialmente a Segunda Guerra Mundial ajudaram a aumentar bastante a população da cidade, com a criação de muitas fábricas de armamento e munição, e a geração de empregos na cidade. Na Segunda Guerra Mundial, o primeiro-ministro inglês Winston Churchill e o presidente norte-americano Franklin Delano Roosevelt fizeram dois encontros na cidade, em 1943 e 1944, para discutir os rumos da guerra. No término desta, a cidade tinha cerca de 155 mil habitantes, e 164 mil em 1951.

2000 - atualidade[editar | editar código-fonte]

Em 2000, o governo da província de Quebec, então, lideradas pelo Partido Quebequense, decidiu fundir a cidade de Quebec com outras 12 cidades e comunidades na região em uma só. A antiga cidade de Quebec possuía uma área de 93 km² e uma população de aproximadamenet 170 mil habitantes. Com a fusão, concretizada em 2002, a nova cidade de Quebec passou a ter quase 548 km² de área e aproximadamente 507 mil habitantes.

A fusão, como em outras realizadas em outras cidades da província (Montreal, Gatineau e Saguenay, por exemplo), foi altamente questionada. Mas não houve referendo pela independência de antigas cidades absorvidas, como aconteceu em Montreal e Gatineau.

Nomenclatura francesa e inglesa[editar | editar código-fonte]

A cidade é chamada Québec (com acento agudo) por ambos os governos: provincial e federal e em ambas as línguas. Em inglês, para diferenciar a cidade da província de Quebec, a cidade é, normalmente, referida como "Quebec City" (cidade de Quebec), enquanto a província é referida somente como "Québec". É comum o acento ser ignorado em textos em inglês.

Em francês, a cidade é referida simplesmente como "Québec", sem o equivalente em francês a palavra "cidade". Nomes franceses de regiões geográficas grandes como províncias ou países são tipicamente precedidos de artigos, enquanto nomes de cidade não usam artigo (ao menos que o artigo faça parte do nome, como "La Malbaie"). Como resultado, a província é chama de le Québec ("o Quebec") enquanto a cidade é chamada simplesmente de Québec ("em Quebec" = à Québec, "da cidade de Quebec" = de Québec).

Legalmente, o nome oficial da cidade é Ville de Québec em ambas as línguas [1] . Na seção em inglês do website oficial da municipalidade a cidade é referida como "Québec City" (com acento agudo sobre o 'e').

Em francês, residentes da cidade de Quebec são chamados de Québécois (homem) or Québécoise (mulher). Para evitar confusão com Québécois/e significando um habitando da província, o termo Québécois/e de Québec para residentes da cidade é, às vezes, usado. Em inglês, o termo Quebecer (ou Quebecker) às vezes é usado, mas o uso do francês Québécois ou Québécoise é bem mais comum.

Também, a cidade de Quebec é às vezes referida como "la capitale nationale" (a capital nacional). O governo nomeou oficialmente esse nome sob o controle do partido Union Nationale. A região também usa esse nome. É necessário notar, entretanto, que a palavra nacional se refere a Quebec como uma nação, ou como grupo distinto, e não tem indicação oficial de soberania.[2]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Vista de satélite da região metropolitana de Quebec, às margens do Rio São Lourenço.

A cidade localiza-se na margem norte do Rio São Lourenço, que possui uma largura média de 1 quilômetro na região, com apenas 800 metros na região mais estreita. O clima da cidade é temperado, com temperaturas amenas no verão, e temperaturas muito baixas no inverno.

As coordenadas geográficas da cidade são 46°50′Norte e 71°15′Oeste.

O centro da cidade está dividida em duas partes. A alta cidade (haute-ville) e a baixa cidade (basse-ville), separadas por uma colina muito inclinada, são conectadas por um elevador e por um sistema de escadas. A baixa cidade abriga o porto antigo. A região mais antiga da cidade caracteriza-se pela presença marcante do Château Frontenac e pelas suas ruas estreitas, com muitas delas de uso exclusivo para pedestres.

Administração[editar | editar código-fonte]

O parlamento provincial de Quebec.

A cidade de Quebec possui um sistema de administração formada por um prefeito e um Conselho. O prefeito e os 39 membros do conselho municipal são eleitos pela população para mandatos de até 4 anos de duração.

A maior parte da receita do orçamento da cidade provém de impostos taxados a propriedades, venda de produtos e taxação de companhias sediadas na cidade. Porém, aproximadamente um terço das propriedades instaladas na cidade não pagam impostos, como igrejas, edifícios governamentais e outras instituições de caráter público, e a cidade depende muito de verbas provenientes do governo nacional ou do governo provincial.

Demografia[editar | editar código-fonte]

A maior parte da população da cidade, cerca de 92%, é católica, 1.3% são protestantes, e 5,9% não possuem afiliação religiosa. Cerca de 96% da população da cidade são descendentes de franceses, sendo o resto descendentes de ingleses, escoceses ou irlandeses. Cerca de 98% dos habitantes de Quebec nasceram no Canadá, sendo que aproximadamente 80% da população possui o francês como idioma materno. 98% da população da cidade é branca.

A taxa de fertilidade da cidade é baixa, e apenas 16% da população da cidade possui 14 anos de idade ou menos, enquanto pessoas com 65 anos de idade ou mais constituem 13% da população.

Economia[editar | editar código-fonte]

A proximidade da cidade de Quebec com Montreal, localizado a apenas 250 quilômetros da cidade, limitou o desenvolvimento industrial da cidade de Quebec. Mesmo assim, mais de 500 companhias de manufaturação possuem fábricas na cidade, com quase 20 mil trabalhadores, e produzem aproximadamente anualmente produtos na ordem de 1,3 bilhão de dólares canadianos.

Depois da indústria de manufatura, a principal fonte de renda da cidade é o turismo. A maioria dos turistas que visitam a cidade vêm de outras cidades da província de Quebec, seguidas dos turistas que vêm de outras partes do Canadá. O terceiro maior grupo é o dos turistas vindos dos Estados Unidos.

Educação[editar | editar código-fonte]

O câmpus da Universidade Laval.
  • Escolas: O sistema público de educação da cidade de Quebec é bilíngue, ou seja, possui escolas que ensinam primariamente em francês (que compõem a grande maioria do sistema escolar da cidade), ou inglês.
  • Bibliotecas: A cidade de Quebec possui um total de cinco bibliotecas municipais, mais uma biblioteca provincial e outra nacional. Uma oitava biblioteca está localizada na Universidade de Laval. A maior parte do catálogo das bibliotecas são edições em francês, embora algumas edições possam ser encontradas em inglês.
  • Universidades: O Quebec possui duas universidades. A Universidade Laval, que cobre uma área de 1,2 km², 30 estruturas, todas conectadas por um sistema de túneis de dez quilômetros de comprimento. Foi a primeira universidade francófona do continente americano. A segunda universidade é a Universidade do Quebec (campus central).

Pontos de interesse[editar | editar código-fonte]

Vista do Château Frontenac, da cidade inferior e do Rio São Lourenço, no inverno.

A grande maioria das atrações de Quebec estão localizadas no centro histórico da cidade, na alta cidade ou na baixa cidade:

  • O Château Frontenac, um imenso hotel, construído em um estilo que lembra os castelos franceses.
  • A Citadelle e as muralhas que cercavam a antiga cidade. Primeiramente construídas no século 17, foram parcialmente destruídas pelos britânicos na Guerra Franco-Indígena. As muralhas atuais foram construídas entre 1820 e 1831.
  • O Morro do Parlamento (Colline parlementaire), onde está localizada a Assembleia Nacional de Quebec, a legislatura provincial.
  • A cidade de Quebec possui mais de 400 parques e jardins. Um dos parques mais imponentes da cidade é o Parc des Champs-de-Bataille ou Planície de Abraham, próximo ao centro histórico da cidade, e as Cataratas de Montmorency, com seus 85 metros de altura.
  • O Quebec possui muitas igrejas, basílicas e catedrais, muitas delas localizadas no centro histórico da cidade. As mais imponentes delas são a Catedral Notre-Dame de Québec (Nossa Senhora de Quebec), a principal igreja da província e do país, o Convento Ursuline, fundada em 1639 e a Catedral Anglicana da Santíssima Trindade, a primeira catedral anglicana fora da Inglaterra, tendo sido fundada em 1804.
Vista de uma ruazinha da cidade, na baixa cidade.
  • São quatro os museus presentes na cidade. O Musée national des beaux-arts du Québec, a maior da província de Quebec, possui pinturas, esculturas e outras obras de arte. O Musée Historique, com esculturas de cera que retratam cenas importantes da história canadiana. O Museu Seminário, com pinturas, moedas e selos antigos, e o Musée de la Civilization, com obras sobre a cultura humana e a civilização.

Mais longe estão as Cataratas de Montmorency e a Basílica de Santa Ana de Beaupré, na localidade de Sainte-Anne-de-Beaupré.

Transportes[editar | editar código-fonte]

  • A cidade possui um sistema de transporte público eficiente e integrado.
  • As ruas do centro histórico são estreitas. Muitas delas mantêm características do passado, e são proibidas para veículos e ciclistas, onde podem trafegar apenas pedestres.
  • A cidade de Quebec é servida pelo Aeroporto Internacional Jean Lesage, e possui um porto capaz de manejar navios de grande porte.
  • Duas pontes, além de um serviço de ferry, conectam Quebec com a costa sul do Rio São Lourenço, mais exatamente, a cidade vizinha de Lévis.
  • O Quebec é bem servida por vias expressas e rodovia, bem como por ferrovias, tendo terminais ferroviários de passageiros e de carga.
Balsa ligando as cidades de Lévis e Quebec.

Cidades irmãs[editar | editar código-fonte]

Vista panorâmica da cidade de Quebec, Canadá, a partir de Lévis.

Região Metropolitana[editar | editar código-fonte]

Nordeste: Saint-Raymond Norte: Shannon, Saint-Gabriel-de-Valcartier, Stoneham-et-Tewksbury, Lac-Beauport
Oeste: Saint-Catherine-de-la-Jacques-Cartier, Pont-Rouge, Neuville Cidade de Quebec Leste: Sainte-Brigitte-de-Laval, Boischatel
Sul: Lévis, Saint-Pierre-de-l'Ile-d'Orleans

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:


Flag of Canada

Capitais das províncias e territórios do Canadá

Províncias
Victoria | Edmonton | Regina | Winnipeg | Toronto | Quebec | Fredericton | Charlottetown | Halifax | St. John's
Territórios
Whitehorse | Yellowknife | Iqaluit


Flag of Québec Província canadense de Quebec
Capital Cidade de Quebec
Principais
cidades

Cidade de Quebec | Drummondville | Gatineau | Granby | Laval | Lévis | Longueuil | Montreal | Repentigny | Rimouski | Saguenay | Saint-Hyacinthe | Saint-Jean-sur-Richelieu | Saint-Jérôme | Shawinigan | Sherbrooke | Terrebonne | Trois-Rivières

Regiões administrativas

Abitibi-Témiscamingue | Bas-Saint-Laurent | Capitale-Nationale | Centre-du-Québec | Chaudière-Appalaches | Côte-Nord | Estrie | Gaspésie–Îles-de-la-Madeleine | Lanaudière | Laurentides | Laval | Mauricie | Montérégie | Montreal | Nord-du-Québec | Outaouais | Saguenay–Lac-Saint-Jean