Alberta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações.
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Alberta
Bandeira Brasão de armas
Lema: Fortis et Liber
(Do latim: Forte e Livre)
Mapa do Canadá com Alberta destacado
Outras províncias e territórios do Canadá
Capital Edmonton
Maior cidade Calgary
Primeiro-ministro Dave Hancock (PC)
Governador Donald Ethell (independente)
Línguas oficiais Inglês
Área 661 848 km² (6º)
 - Terra 661 848 km²
 - Água 19 531 km² (2,95%)
População (2006)
 - População 3 375 763 (4º)
 - Densidade 4,63 hab/km² (6º)
Admissão na Confederação
 - Data 1 de setembro de 1905
 - Ordem 9
Fuso horário UTC-7
Representação parlamentar
 - Membros do Parlamento 28
 - Senadores 6
Abreviações
 - Abreviação postal AB
 - ISO 3166-2 CA-AB
Prefixo Postal T
Website oficial www.gov.ab.ca

Alberta é uma das dez províncias do Canadá, parte das Províncias das Pradarias e das Províncias Ocidentais. Alberta foi criada em 1 de setembro de 1905, quando separou-se dos Territórios do Noroeste. Em 1 de setembro de 2005, Alberta celebrou seu centenário como província. A província possui duas grandes cidades: Calgary, a maior cidade de Alberta e a capital financeira da província; e Edmonton, a capital política e industrial da província.

Alberta possui uma das economias mais fortes e influentes do Canadá. A província é uma grande produtora de petróleo e de gás natural. Alberta produz mais de 70% do petróleo e do gás natural do Canadá, sendo boa parte destes recursos naturais exportados para os Estados Unidos. Além disso, a agropecuária, a indústria de manufaturação, finanças e o turismo também possuem grande importância para a economia da província.

A região onde atualmente Alberta está localizado pertencia anteriormente à Companhia da Baía de Hudson. Em 1870, a Companhia da Baía de Hudson cedeu seus territórios ao governo do Canadá, e estes passaram a ser chamados de Territórios do Noroeste, ocupando a região onde atualmente Alberta, Manitoba, Nunavut e Saskatchewan estão localizados. Em 1882, o governo canadense nomeou a região da atual Alberta de Alberta, em homenagem à princesa Louise Caroline Alberta, filha da Rainha Victoria do Reino Unido. Em 1 de setembro de 1905, o governo do Canadá criou as províncias de Alberta e de Saskatchewan, através da secessão de terras do sul dos Territórios do Noroeste.

História[editar | editar código-fonte]

Até 1905[editar | editar código-fonte]

Diversas tribos nativos americanas viviam na região onde atualmente localiza-se a província de Alberta muito tempo antes da chegada dos primeiros europeus. Entre elas, os principais eram os Assiniboines, os Blackfoot e os Cree.

Em 1670, a Companhia da Baía de Hudson recebeu permissão para iniciar o comércio de peles com indígenas e a caça de animais na região onde atualmente localiza-se Alberta. Alberta, então, fazia parte de uma imensa região chamada de Terra de Rupert. Porém, a região continuaria inexplorada por europeus até 1754. Neste ano, Anthony Henday foi enviado pela Companhia da Baía de Hudson à região, com o objetivo de iniciar relações amistosas com os nativos indígenas da região e trocas comerciais. Henday passou o inverno de 1754 - 1755 com os blackfoot. O primeiro posto comercial e o primeiro forte construídos na região foram inaugurados em 1778, em Lac La Biche, por Peter Pond, um empreiteiro americano trabalhando pela Companhia do Noroeste, uma concorrente da Companhia da Baía de Hudson. A Companhia do Noroeste abandonaria a região em 1821. O primeiro assentamento permanente que ainda hoje é habitado foi Edmonton, fundada em 1795 pela Companhia da Baía de Hudson.

A partir de década de 1800, os Métis instalar-se-iam na região em crescente número. Porém, a região ainda era escassamente povoada, e habitantes de origem europeia na época resumiam-se a poucas dezenas de comerciantes e caçadores. A partir da década de 1840, missionários católicos passaram a explorar a região. O primeiro deles foi Robert Rundle, que explorou a região entre 1840 e 1848. Em 1843, missionários católicos fundaram uma missão católica em Lac Claire. Em 1868, missionários católicos fundaram a cidade de St. Albert.

Em 1870, a Companhia da Baía de Hudson decidiu transferir o controle das Terras de Rupert para o governo britânico. Este cedeu imediatamente estas terras ao recém-fundado Canadá. O governo canadense então renomeou estas terras como Territórios do Noroeste. Durante a década de 1870, o governo do Canadá criou e desenvolveu a Royal Canadian Mounted Police, uma força policial canadense, criada originalmente com o intuito de proteger a escassamente povoada Territórios do Noroeste de comerciantes americanos que comercializavam ilegalmente no Canadá, especialmente bebidas alcoólicas.

Quando o Canadá tornou-se independente, em 1 de julho de 1867, o Alberta era uma região escassamente povoada. O governo canadense passou a tomar medidas para incentivar o povoamento do interior do país. Em 1874, estabelecimentos da North West Mounted Police (percusores da atual Royal Canadian Mounted Police) foram criados na região. Em 1882, o governo do Canadá dividiu o sul do Territórios do Noroeste em quatro distritos distintos Alberta, Saskatchewan, Assiniboia e Athabaska. Posteriormente, na década de 1890, o governo canadense fundiria o Athabaska e uma pequena parte do Assiniboia com Alberta e o restante do distrito de Assiniboia com o distrito de Saskatchewan. Em 1883, a Canadian Pacific Railway, uma ferrovia que estava então em construção, de Montreal em direção à Vancouver, alcançou Calgary. Então, a população branca do Alberta era de 500 habitantes, a maioria criadores de gado. A partir de então, graças à ferrovia, milhares de imigrantes e pessoas de outras partes do país instalaram-se na região, sob a promessa do governo canadense de terras livres a quem dispusesse instalar-se na região.

Em 1 de setembro de 1905, a província do Alberta foi fundada.

1905 - Tempos atuais[editar | editar código-fonte]

Ao longo das primeiras décadas do século XX, milhares de pessoas continuaram a se instalar no Alberta, atraídas pela promessa de lotes de terra grátis. A economia da província, até o fim da Primeira Guerra Mundial, dependia enormemente da agricultura. A descoberta de reservas de petróleo em 1914 e a entrada do Canadá na Grande Guerra pouco industrializaram e diversificaram a economia da província.

Após o fim da guerra, o Alberta entrou em uma grande depressão econômica. Baixos preços cobrados pelos produtos produzidos pelos fazendeiros e grandes períodos de seca destruíram a economia agro-pecuária da província entre 1918 e 1921. Neste ano, a maioria da população da província votou em representantes de um partido político recém-fundado, e praticamente desconhecido, o United Farmers of Alberta, de cunho conservador. Até então, a província era governada pelo Partido Liberal de Alberta. Desde 1921, todos os governadores do Alberta seriam líderes de partidos políticos conservadores. O United Farmers of Alberta instituiria escolas públicas ao longo da província e construiria diversas rodovias e ferrovias.

A economia do Alberta passou a se recuperar a partir de 1922. Porém, a província novamente entraria em recessão, maior do que a enfrentada em 1920, com o início da Grande Depressão, em 1929. Grandes períodos de seca estenderam-se ao longo da década de 1930 e grandes enxames de gafanhotos devoraram muito do que os agricultores da época conseguiam cultivar. Os poucos agricultores que conseguiam cultivar com sucesso alguma colheita ainda tinham de enfrentar preços incrivelmente baixos cobrados pelo mercado. Como consequência, a grande maioria dos fazendeiros endividou-se. Muitos saíram dos campos em direção às cidades - que também foram pesadamente atingidas pela depressão, com a falência de lojas e empresas, e altas taxas de desemprego. Muitas pessoas saíram de vez da província. Em 1934, novamente a população do Alberta votaria em representantes de um partido político fundado recentemente, e quase desconhecido, a Social Credit. Seu líder William Aberhert, tornou-se governador do Alberta em 1935. Ele havia prometido à população resolver os problemas da Depressão, mas as poucas medidas que Aberhert tomou em tentar solucionar os problemas da Depressão foram anuladas pelo Parlamento do Canadá, que julgou que tais medidas eram inconstitucionais.

Os efeitos da Grande Depressão estender-se-iam até 1939, quando o Canadá entrou na Segunda Guerra Mundial. A partir de então, a economia do Alberta prosperaria. As cidades de Calgary e Edmonton industrializaram-se, atraindo milhares de pessoas. Períodos de chuva regulares voltariam em 1938, permitindo aos agricultores o cultivo de grandes quantidades de alimentos. As armas, suprimentos e muito dos alimentos eram enviados a Montreal e daí enviados para o Reino Unido.

Em 1947, grandes reservas de petróleo foram descobertas em Leduc, uma cidadezinha próxima a Edmonton. A província, desde então, industrializou-se rapidamente. Em 1954, a indústria de manufaturação havia superado a agricultura como maior fonte de renda do Alberta. Milhares de pessoas, muitos deles imigrantes, instalaram-se no Alberta. Os royalties que o governo de Alberta recebia pela extração de petróleo na província permitiram a construção de diversas rodovias, hospitais, escolas e o melhorias em diversos serviços públicos. A província urbanizou-se rapidamente. Em 1945, apensa 25% da população do Alberta viviam nas duas maiores cidades da província, Calgary ou Edmonton. Em 1966, esta percentagem havia subido para 50%, e atualmente esta percentagem é de aproximadamente 70%.

Durante a década de 1960 e 1970, grandes reservas de gás natural e mais reservas de petróleo foram encontradas na província. Até a década de 1950, o Alberta também era grande produtora de carvão, mas o uso cada vez menor do carvão como combustível na América do Norte diminuiu gradualmente a produção anual de carvão em Alberta. Esta produção estabilizou-se apenas em 1967, quando o Japão passou a importar carvão dos Estados Unidos e do Canadá.

Grandes reservas de betume foram encontradas também na década de 1960 - atualmente, a província possui as maiores reservas deste recurso natural do mundo, mais do que todas as outras reservas de betume do mundo juntas. Dois centros de processamento, um grupo de fábricas, usinas e refinarias, foram construídas para extrair óleo destas reservas de betume, a primeira delas em 1967 e a segunda em 1978.

A partir da década de 1970, a economia do Alberta passou a se diversificar. Calgary tornou-se o maior centro financeiro do oeste canadense, e o turismo passou a ganhar crescente importância na economia da província. Em 1988, Calgary sediou os Jogos Olímpicos de Inverno. Recentemente, em 2001, a província passou a permitir que empresas privadas entrassem no mercado de geração e distribuição de eletricidade. Até então, apenas empresas provinciais podiam gerar e distribuir eletricidade na província. A desregulamentação deste mercado tem causado os maiores aumentos nos preços da eletricidade gerada em Alberta nos últimos anos, em comparação aos anos onde a geração e distribuição de eletricidade era responsabilidade única do governo do Alberta.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A geografia do Alberta é extremamente diversificada. O Alberta limita-se ao norte com o Territórios do Noroeste, a leste com a província canadense de Saskatchewan, a oeste com a província canadense de Colúmbia Britânica e ao sul com os estado americano de Montana. O Alberta possui em sua maior parte um formato retangular, com exceção da região sudoeste.

O Alberta possui vários rios e lagos, especialmente a região norte da província. A província possui vários lagos com menos de 260 km², e três grandes lagos. Estes três lagos são os lagos Athabasca, com 7898 km², o Claire, com 1 436 km², e o Lago Escravo Inferior, com 1168 km². Cerca de dois terços do Lago Athabasca estão localizados em Alberta, com o resto localizado em Saskatchewan.

Florestas cobrem mais da metade do Alberta. A maior parte das florestas localiza-se no oeste e no centro-norte da província.

O Alberta pode ser dividido em quatro distintas regiões geográficas:

  • As Montanhas Rochosas localizam-se ao longo do sudoeste do Alberta, e formam uma fronteira natural entre o Alberta e a Colúmbia Britânica. A fronteira irregular do sudoeste do Alberta acompanha as Montanhas Rochosas. As Montanhas Rochosas destacam-se pela suas altitudes muito grandes, com vários picos alcançando dois mil metros de altitude ou mais. É nesta região que se localiza o ponto mais alto da província, o Monte Columbia (Alberta), com 3747 metros de altitude. As belezas naturais da cadeia montanhosa atraem milhões de turistas o ano todo para a região e seus três parques nacionais, Banff e Jasper e Waterton Lakes. Calgary localiza-se aos pés das Montanhas Rochosas, possuindo mais de mil metros de altitude.
Mapa do Alberta. As regiões em vermelho são áreas urbanas, das quais as dois maiores são Calgary (ao sul) e Edmonton (ao norte).
  • As Planícies do Alberta estendem-se por quase toda a província, cobrindo aproximadamente 70% do Alberta, não ocupando somente o sudoeste e o nordeste do Alberta. Apesar do nome, caracteriza-se pela sua grande altitude, com uma altitude de 600 metros ou mais. Além disso, o terreno da região é pouco acidentado. Muito do norte desta região é coberto por florestas, enquanto o sul é primariamente coberto por grama e pastos.
  • As Planícies do Saskatchewan ocupam uma pequena área próxima ao nordeste do Alberta. Caracteriza-se pela sua relativamente baixa altitude, entre 600 e 300 metros. A região também caracteriza-se pelas suas florestas, que cobrem a maior parte da região.
  • O Escudo Canadense ocupa o extremo nordeste do Alberta. Possui as altitudes mais baixas do Alberta, com menos de 350 metros de altitude. O ponto mais baixo da província está localizado aqui, e possui apenas 170 metros de altitude. Caracteriza-se pelo seu solo rochoso, muito antigo, e pelo seu terreno acidentado.

Clima[editar | editar código-fonte]

O Alberta possui um clima temperado, com verões quentes e invernos frios. A temperatura média diminui à medida que a latitude aumenta. O norte do Alberta possui verões significantemente mais curtos e amenos e invernos mais longos e rigorosos do que o sul da província. A província é famosa pelos seus invernos muito rigorosos; porém, a tempo na região é altamente instável, sendo que Calgary é famosa nacionalmente por isto, onde variações de temperaturas de até 10 °C podem ocorrer em um espaço de poucas horas, e chuvas e tempestades de neve podem ocorrer repentinamente, para dar espaço novamente a um dia ensolarado.

No inverno, a região norte do Alberta registra mínimas entre -55ºC e -10 °C, e máximas de -40 °C e 5 °C. A temperatura média na região é de -22 °C. A temperatura média no inverno em Edmontton é de -16 °C, e de -9 °C em Calgary. A média das mínimas em Edmonton é de -18 °C, e de -15 °C em Calgary, enquanto que a média das máximas é de -8 °C em Edmonton e de -3 °C em Calgary. Temperaturas variam entre -55 °C e 18 °C em ambas as cidades. O extremo sul do Alberta possui temperatura média de -5 °C, com mínimas e máximas levemente mais altas do que aquelas registradas em Calgary. A temperatura mais baixa já registrada em Alberta foi de -61 °C, em Fort Vermilion, em 11 de janeiro de 1911. A temperatura média no inverno em Alberta é de -14 °C.

No verão, as temperaturas mais altas são registradas no sudeste do Alberta. O sudoeste, o centro-leste e algumas áreas da região central da província possuem temperaturas mais baixas por causa de sua alta altitude. As temperaturas mais baixas são registradas no sudoeste. A temperatura média no verão nas regiões de maior altitude varia entre 10 °C e 12 °C. A temperatura média em Calgary e em Edmonton é semelhante no verão (devido à maior altitude de Calgary), e é de 16 °C. Medicine Hat registra as maiores temperaturas médias anuais, de mais de 20 °C no verão. Mínimas variam entre -10 °C e 18 °C, e máximas variam entre 6 °C e 35 °C em toda a província. A média das mínimas em Edmonton e em Calgary é de 7 °C e das máximas, de 23 °C. A temperatura mais alta já registrada em Alberta foi de 42 °C, registrada em 12 de julho de 1886. A temperatura média no verão em Alberta é de 14 °C.

As taxas médias de precipitação anual de chuva variam bastante de região a região. A maior parte da província possui um clima relativamente seco. O norte e o sudoeste registram as menores taxas de precipitação anual da província, de menos de 40 centímetros anuais. A precipitação média anual aumenta à medida que a altitude da região aumenta. As maiores taxas de precipitação são encontradas no sudoeste da província, onde podem chegar até 110 centímetros anuais. Precipitação média anual de neve aumenta à medida que a latitude aumenta, sendo menos de 75 centímetros no sul e de mais de 180 centímetros no norte do Alberta.

Política[editar | editar código-fonte]

Vista da Assembleia Legislativa de Alberta, em Edmonton, a capital política do Alberta.

O tenente-governador representa a Rainha Isabel II como Chefe de Estado de Alberta. O chefe do governo, em prática, e também maior oficial do Poder Executivo da província, é o Premier, governador ou primeiro-ministro em português, a pessoa que lidera o partido político com mais cadeiras na Assembleia Legislativa. O Premier do Alberta preside sobre um Conselho Executivo, que é o Gabinete da província. O gabinete é formado por cerca de 25 diferentes ministros, que administram diferentes departamentos (economia, educação, etc). Tanto o Premier quanto os membros do gabinete renunciam caso percam o suporte da maioria dos membros do poder Legislativo do Alberta.

O Poder Legislativo do Alberta é a Assembleia Legislativa, que é composta por 83 membros. O Alberta está dividido em 83 distritos eleitorais diferentes. A população de cada um destes distritos escolhe um membro que atuará como representante do distrito na Assembleia, para mandatos de até cinco anos de duração. Se o Tenente-Governador dissolver a Assembleia antes destes cinco anos, a pedido do governador, todos precisam concorrer às eleições novamente. Não há limite de termos que uma pessoa pode exercer.

A maior corte do Poder Judiciário do Alberta é a Court of Appeal of Alberta. Esta é composta de um juiz-chefe e de outros 12 juízes. A Court of Queens's Bench é a segunda maior corte da província, e é composta por 61 juízes diferentes. Esta analisa primariamente crimes hediondos. A Corte Provincial de Alberta é a terceira maior corte da província, e é composta por 109 juízes. Todos os juízes da Court of Appeal e da Court of Queen's Bench são escolhidos pelo governador do Alberta e aprovados simbolicamente pelo Tenente-Governador. Os juízes continuam a exercer seus ofícios até os 75 anos de idade.

O Alberta está dividido em 64 municipalidades rurais, 15 cidades primárias, 110 cidades secundárias e 157 vilas. As cidades são governadas por um prefeito e por um conselho de sete membros, eleito pela população para mandatos de até três anos de duração. Nas vilas, os eleitores elegem três ou cinco membros para mandatos de até três anos de duração. Todo ano, um dos membros do conselho é escolhido pelos membros do dado conselho para ser prefeito da vila. O sistema de governo das 64 municipalidades rurais é semelhante ao sistema de governo das vilas.

Impostos são responsáveis por cerca de 92% de toda a receita do orçamento do governo do Alberta. O restante vem de verbas recebidas do governo federal e de empréstimos. O Alberta é a única província canadense que não possui imposto de renda, graças aos royalties que recebe na extração de petróleo, gás natural e outros recursos naturais.

Politicamente, o Alberta é uma província conservadora. O Partido Progressista Conservador (atual Partido Conservador) domina politicamente a província desde 1971. O Alberta é atualmente o maior eleitorado do Partido Conservador. Todos as 28 cadeiras que a província possui direito na Câmara dos Comuns são atualmente ocupadas por conservadores. Um deles é Steven Harper, o atual Primeiro-Ministro do Canadá, de Calgary.

Antes de 1971, outros três partidos políticos estiveram no poder: o Partido Liberal dominou a província até 1921. Baixos preços do trigo fizeram com que a população elegesse os Fazendeiros Unidos de Alberta em 1921, que permaneceram no poder até 1935. Com a Grande Depressão da década de 1930, o Partido do Crédito Social subiu ao poder em 1935, controlando o governo da província até 1971.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional de Alberta
Ano Habitantes
1901 73 022
1911 374 295
1921 588 454
1931 731 605
1941 796 169
1951 939 501
1961 1 331 944
1966 1 463 203
Ano Habitantes
1971 1 627 874
1976 1 838 037
1981 2 237 724
1986 2 375 278
1991 2 545 553
1996 2 696 826
2001 2 974 807
2006 3 375 763
2007 3 455 954

Segundo o censo canadense de 2001, o Alberta possui uma população de 2 974 807 habitantes. No censo canadense de 2006 a população do Alberta cresceu para 3 375 763 habitantes, um crescimento de 13,5%. O Alberta possui uma das populações em mais rápido crescimento do país. A província possui altas taxas de natalidade (em 2003, estima-se o número de nascimentos em 39 042) e relativamente altas taxas de imigração (17 071 imigrantes instalaram-se em Alberta em 2003), e uma alta taxa de migração inter-provincial, em comparação à outras províncias canadenses. 81% da população da província vive em cidades e 19% vive em áreas rurais. As regiões metropolitanas de Calgary e de Edmonton juntas acumulam 70% da população do Alberta.

Etnicamente e racialmente, a população do Alberta é formado predominantemente por brancos europeus. 83,9% da população do Alberta é branca, a maioria descendentes de alemães (o maior grupo étnico do Alberta), ingleses, escoceses, irlandeses, franceses, ucranianos e poloneses. 85% da população do Alberta nasceu fora do Canadá. Além disso, a província possui cerca de 90 mil habitantes que são nativos americanos. Isto não inclui os Métis, que respondem por outros 65 mil habitantes. 3,4% da população do Alberta é descendente de duas ou mais etnias.

Raças e etnias[editar | editar código-fonte]

Principais minorias étnicas visíveis:

Religião[editar | editar código-fonte]

Afiliação religiosa da população de Alberta:

Principais subdivisões[editar | editar código-fonte]

Antes predominantemente agrário, Alberta cresceu devido ao petróleo, e a população, antes predominantemente rural, começou a migrar para as cidades. Atualmente, a participação de Alberta na população nacional total é de 10%, contra meros 1,5% na época que a província de Alberta foi formalmente criada, em 1905.

As subdivisões mais populosas de Alberta são:

Município 2005 2001 1996
Regiões metropolitanas
Região Metropolitana de Calgary 1 037 100 976 800 821 628
Região Metropolitana de Edmonton 1 001 500 961 500 862 597
Cidades (10 mais populosas):
Calgary 956 078 878 866 768 082
Edmonton 712 391 666 104 616 306
Red Deer 79 082 67 707 60 080
Lethbridge 77 202 67 374 63 053
St. Albert 56 318 53 081 46 888
Medicine Hat 51 249* 51 249 46 783
Grande Prairie 40 226* 36 983 31 353
Airdrie 27 069 20 382 15 946
Spruce Grove 18 405 15 983 14 271
Camrose 15 850 14 854 13 728
Distritos (3 mais populosas):
Condado de Strathcona 75 949* 71,986 64 176
Wood Buffalo 73 176 41 466 35 213
Rocky View 30 688* 28 441 23 326

Economia[editar | editar código-fonte]

O produto interno bruto do Alberta é de 125 bilhões de dólares canadenses, terceiro maior do Canadá, atrás somente do Ontário e Quebec. A renda per capita da província é de aproximadamente 42 030 dólares canadenses, a mais alta do país.

O setor primário do Alberta é responsável por 3% do PIB de Alberta. A agricultura e a pecuária - que já foram anteriormente as principais fontes de renda do Alberta - respondem juntas por 2,92% do PIB da província, e empregam aproximadamente 70 mil pessoas. O Alberta possui cerca de 55 mil fazendas, que cobrem cerca de 35% da província. A pesca e a silvicultura respondem juntas por 0,08% do PIB da província, e empregam juntas cerca de 1,5 mil pessoas.

O Alberta é um líder nacional na área da agropecuária. A província possui os maiores rebanhos de gado do Canadá e um dos maiores rebanhos da América do Norte. O Alberta possui no total cerca de 5 milhões de cabeças de gado bovino. Cerca de metade de toda a carne bovina canadense é produzida em Alberta. A província é também a maior produtora de carne de bisão no Canadá. O Alberta também possui rebanhos consideráveis de ovelhas, que são usadas principalmente para a produção de . O Alberta é o maior produtor nacional de trigo do Canadá, e um dos maiores produtores do mundo. A província também é grande produtora de canola. Além disso, o Alberta é o líder nacional da apicultura.

Um monumento em homenagem ao petróleo.

O setor secundário do Alberta responde por 36% do PIB de Alberta. A indústria de mineração - baseada primariamente na extração de petróleo, betume, carvão e gás natural - responde por 19% do PIB do Alberta, sendo a maior fonte de renda da província. A mineração emprega no total mais de 85 mil pessoas. Outros recursos minerais minerados em Alberta são enxofre e cloreto de sódio. A indústria de manufatura responde por 10% do PIB da província, empregando cerca de 140 mil pessoas. Os produtos fabricados anualmente na província possuem um valor total de mais de 14 bilhões de dólares canadenses. Os principais produtos fabricados em Alberta são derivados de petróleo, produtos químicos, alimentos industrialmente processados e produtos de metais, madeira e derivados. A indústria de construção responde por 7% do PIB da província, empregando mais de 130 mil pessoas.

O Alberta é o maior produtor de combustíveis fósseis do Canadá, respondendo por mais de 70% da produção nacional. É também um das maiores produtores do mundo. Além disso, o Alberta possui as maiores reservas de betume do mundo, localizadas no Athabasca Oil Sands. De fato, estima-se que estas reservas de betume contenham mais de 1,6 trilhão de barris de petróleo - mais do que no resto do mundo inteiro. Até a década de 1980, o refino do betume para a coleta de petróleo era uma tarefa muito cara. Porém, diversas empresas petrolíferas desenvolveram tecnologia e métodos de refino que baratearam os custos de produção do petróleo coletado através destas reservas de betume. Além disso, os recentes aumentos do preço do barril de petróleo tornaram a atividade do refino do betume em petróleo uma atividade altamente lucrativa. Espera-se que o Alberta produza sozinho mais de 10% do petróleo produzido na América do Norte em 2010. A capital industrial do estado é Edmonton, onde estão sediadas a maior parte das refinarias de petróleo da província. O valor total dos recursos naturais produzidos em Alberta corresponde por 60% do valor de todos os recursos naturais extraídos no Canadá inteiro.

O setor terciário do Alberta responde por 61% do PIB da província. Calgary sedia as principais empresas petrolíferas do país (e outras multinacionais instaladas no país), bem como diversas empresas financeiras e de telecomunicações. Serviços comunitários e pessoais respondem por 20% do PIB da província, e empregam cerca de 602 mil pessoas. Serviços financeiros e imobiliários respondem por 16% do PIB da província, e empregam aproximadamente 79 mil pessoas. O comércio por atacado e varejo responde por 9% do PIB de Alberta, e empregam 159 mil pessoas. Transportes e telecomunicações respondem por 11% do PIB de Alberta, empregando aproximadamente 630 mil pessoas. Serviços governamentais empregam aproximadamente 62 mil pessoas e respondem por 4% do PIB da província. Utilidades públicas respondem por 3% do PIB de Alberta, e empregam cerca de 12,5 mil pessoas. Cerca de 50% da eletricidade produzida em Alberta é gerada em usinas termelétricas a carvão, e 32% é produzido por usinas termelétricas a gás natural. Usinas hidrelétricas produzem a maior parte do restante da energia consumida na província.

Educação[editar | editar código-fonte]

Vista do câmpus central da Universidade de Alberta.

As primeiras escolas em Alberta foram fundadas por missionários durante meados do século XIX, em Edmonton e em Calgary. Em 1884, o então distrito de Alberta instituiu um sistema de escolas públicas. Todas as cidades - ou, no caso de áreas isoladas, diversas vilas ao mesmo tempo, que constituem um distrito educacional - são servidas por um distrito escolar. A Igreja Católica Romana também administra alguns distritos escolares em diversas cidades da província. Tanto os sistemas de educação pública e de educação católica recebem verbas do município/distrito onde as escolas operam. Atendimento escolar é compulsório para todas as crianças e adolescentes com mais de seis anos de idade, até a conclusão do segundo grau ou até os dezesseis anos de idade.

Em 1999, as escolas públicas da província atenderam cerca de 541,6 mil estudantes, empregando aproximadamente 28 mil professores. Escolas privadas atenderam cerca de 24,7 mil estudantes, empregando aproximadamente 2 mil professores. O sistema de escolas públicas da província consumiu cerca de 3,872 bilhões de dólares canadenses, e o gasto das escolas públicas por estudante é de aproximadamente 6,8 mil dólares canadenses.

O Alberta possui duas grandes universidades: a Universidade de Alberta, localizada em Edmonton, e a Universidade de Calgary, localizada em Calgary. A província possui outras 6 universidades e 15 faculdades públicas. A maioria das cidades do Alberta administra ao menos uma biblioteca pública.

Transportes e telecomunicações[editar | editar código-fonte]

O Alberta possui mais de 180 mil quilômetros de vias públicas. Deles, cerca de 50 mil quilômetros são pavimentados. Calgary é um grande pólo rodoviário. Calgary, Edmonton, Lethbridge, Medicine Hat e Red Deer possuem extensivos sistemas de transporte público. Calgary e Edmonton também possuem um sistema de light rail.

O Alberta é um grade pólo ferroviário. A província possui cerca de 9 mil quilômetros de ferrovias. Duas companhias ferroviárias de grande porte operam em Alberta, a Canadian National Railway e a Canadian Pacific Railway. A última está sediada em Calgary. Calgary é o segundo maior pólo ferroviário do Canadá, atrás somente de Montreal. A VIA Rail conecta as maiores cidades da província com o resto do Canadá, e o Rocky Mountain Railtours transporta turistas ao longo das principais atrações turísticas naturais do Alberta.

Calgary e Edmonton possuem aeroportos internacionais, que atendem a vôos comerciais de passageiros regulares de diversas linhas aéreas, conectando ambas as cidades com o resto do Canadá e com outros destinos internacionais. O Aeroporto Internacional de Calgary é o quarto aeroporto mais movimentado do país, e é base de operações da WestJet, uma companhia aérea sediada em Calgary.

O primeiro jornal publicado em Alberta foi o Edmonton Bulletin, publicado inicialmente em 1880 em Edmonton, tendo sido publicado até 1951. Atualmente, são publicados em Alberta cerca de 125 jornais. Deles, 9 são diários. A primeira estação de rádio do Alberta foi inaugurada em 1922, e a primeira estação de televisão foi inaugurada em 1954, ambas em Calgary. Calgary é um grande pólo de telecomunicações. A cidade é base de operações ocidental da CBC, a maior companhia de televisão do Canadá. O Alberta possui atualmente 61 estações de rádio - das quais 36 são AM e 25 são FM - e 11 estações de televisão.

Referências[editar | editar código-fonte]

Alberta também se refere a uma das cidades do jogo de RPG online Ragnarok. Conhecida como cidade dos mercadores alberta é bastante visitada por servir de porto de saída para outras cidades ou mapas.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Províncias e territórios do Canadá Bandeira do Canadá
Províncias Colúmbia Britânica | Alberta | Saskatchewan | Manitoba | Ontário | Quebec | Nova Brunswick | Ilha do Príncipe Eduardo | Nova Escócia | Terra Nova e Labrador
Territórios Yukon | Territórios do Noroeste | Nunavut