Alce

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde agosto de 2013).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Como ler uma infocaixa de taxonomiaAlce
Macho

Macho
Fêmea
Fêmea
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante (IUCN 3.1) [1]
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Artiodactyla
Família: Cervidae
Subfamília: Capreolinae
Género: Alces
Gray, 1821
Espécie: A. alces
Nome binomial
Alces alces
(Linnaeus, 1758)
Distribuição geográfica
Moose distribution.png
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Alce
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alce

O alce (Alces alces) é um cervídeo, o maior dos cervos, podendo atingir mais de 2 metros de altura ao nível das espáduas e pesar mais de 700 kg (no caso dos machos; as fêmeas são menores). Distingue-se dos restantes membros da família pelo tipo particular de galhadas: geralmente presentes apenas nos machos, têm secção cilíndrica e formato de taça e podem atingir 1,60 m de amplitude. O alce é um animal típico das regiões circumpolares. Na Europa, ocorre essencialmente na Finlândia, na Suécia e na Noruega. Ao contrário do que se possa pensar, as suas longas hastes servem para amenizar a temperatura corporal no verão. A longevidade do alce é, em média, de cerca de 20 anos.

Estes ruminantes têm pernas longas e pescoço curto, o que os impede de pastar das ervas rasteiras. Alimentam-se de rebentos e folhas de árvores e de plantas aquáticas, pelo que se encontram essencialmente em florestas ou na sua proximidade. O seu comportamento é geralmente tímido, mas os machos podem tornar-se violentos durante a época de acasalamento e as fêmeas defendem as crias de qualquer aproximação humana. No entanto, o principal perigo que os alces representam para o ser humano é na estrada, onde podem provocar graves acidentes, sobretudo na primavera, quando aproveitam como compensação nutricional o sal lançado no pavimento de algumas estradas na América do Norte.

Biologia e comportamento[editar | editar código-fonte]

Dieta[editar | editar código-fonte]

O alce é um animal herbívoro, capaz de consumir muitos tipos de vegetais e frutas. Em média, um alce adulto pode consumir 9,770 kcal (40.9 MJ) por dia para manter seu peso corporal.[2] Grande parte da energia consumida pelos alces é derivada de vegetações rasteiras, brotos de árvores como o salgueiro e a bétula. Estas plantas possuem um baixo teor de sódio, e os alces, geralmente, para suprir esta falta, consomem uma boa quantidade de plantas aquáticas. No inverno, os alces são muitas vezes atraídos para as rodovias para lamber o sal que é usado para derreter a neve e o gelo. Um alce comum pode pesar 360 kg e comer até 32 kg de alimento por dia.[3]

Referências

  1. Henttonen, H., Stubbe, M., Maran, T. & Tikhonov A. (2008). Alces alces (em Inglês). IUCN 2012. Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN de 2012 Versão 2. Página visitada em 8 de dezembro de 2012.
  2. «Moose Info». www.qrg.northwestern.edu. Consultado em 13 de julho de 2017 
  3. Nowak, R. M. (1999). Walker's Mammals of the World (em inglês). Vol. II 6ª ed. Baltimore, EE. UU.: Johns Hopkins University Press. ISBN 0-8018-5789-9 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre artiodáctilos, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.