Muntiacus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaMuntiacus
Schopfhirsch.jpg
Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Animalia
Sub-reino: Eumetazoa
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Superclasse: Tetrapoda
Classe: Mammalia
Subclasse: Theria
Infraclasse: Placentalia
Magnordem: Boreoeutheria
Superordem: Laurasiatheria
Ordem: Artiodactyla
Subordem: Ruminantia
Infraordem: Pecora
Família: Cervidae
Subfamília: Cervinae
Tribo: Muntiacini
Género: Muntiacus
Rafinesque, 1815
Espécies
12, ver texto

Muntjacs ou cervos-latidores são pequenos cervos do gênero Muntiacus. São os mais antigos veados da Terra, já que surgiram há cerca de 15 a 35 milhões de anos. Fósseis de muntjacs, encontrados na França, na Alemanha e na Polônia datam do Mioceno.

Habitat[editar | editar código-fonte]

As espécies atuais são nativas do sul da Ásia e podem ser encontradas na Índia, na Sri Lanka, em Myanmar, na Indonésia, em Taiwan e no sul da China. Eles também são encontrados no Himalaia inferior (Nepal e Butão) e em algumas áreas do Japão (a Península de Boso e a Ilha de Ōshima).

Há uma grande população selvagem de muntjacs de Reeves, introduzida na Inglaterra, constituída por descendentes de fugitivos da Abadia de Woburn, por volta de 1925. Se espalharam rapidamente pela Grã-Bretanha, de modo a adentrar Gales. Na Escócia, porém, não costumam ser encontrados, uma vez que são nativos de regiões tropicais. Foram vistos na Irlanda, em 2010, após, certamente, terem sido levados para a ilha por humanos.

Reprodução e dimorfismo[editar | editar código-fonte]

Crânio de Muntjac

Ao contrário de outros gêneros de cervídeos, não apresentam cio, o acasalamento pode ocorrer em qualquer época do ano.

Os machos possuem chifres curtos, que podem regredir, mas tendem a lutar pelo território com suas "presas". No entanto, naqueles que foram inseridos no Reino Unido, as "presas" não ocorrem, o que dificulta a distinção entre os muntjacs e jovens cervos nativos.

Genética[editar | editar código-fonte]

Muntjacs provocam grande interesse em estudos evolutivos, devido às suas drásticas variações cromossômicas e a descoberta recente de várias espécies novas. O muntjac-indiano é o mamífero com o menor número de cromossomos registrados: o macho tem 7. A fêmea, apenas 6 cromossomos.[1] O muntjac-de-Reeves (M. reevesi), em comparação, possui um número diploide de 46 cromossomos.

Espécies[editar | editar código-fonte]

Referências

2.  Doris H. Wurster and Kurt Benirschke, "Indian Momtjac, Muntiacus muntjak: A Deer with a Low Diploid Chromosome Number." Science 12 June 1970: Vol. 168. no. 3937, pp. 1364-1366.

  • GRUBB, P. Order Artiodactyla. In: WILSON, D. E.; REEDER, D. M. (Eds.). Mammal Species of the World: A Taxonomic and Geographic Reference. 3. ed. Baltimore: Johns Hopkins University Press, 2005. v. 1, p. 637-722.
Ícone de esboço Este artigo sobre artiodáctilos, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.